NewsLetter APIRAC - 22 de Abril de 2004

Associação Portuguesa da Industria da Refrigeração e Ar Condicionado

 

Congresso Mediterrânico de Climatização

 

Revista Grau Celsius

 

Directório APIRAC

 

Parcerias

 

Instituto para a Inovação na Formação

 

Programa REDE

 

Instituto Português da Qualidade

 

Instituto de Soldadura e Qualidade

 

PT Comunicações, SA

 

 

 

Editorial

 

¢ O passar dos dias é feito de marcos. Vamos balizando para trás com as memórias dos eventos passados e, para a frente, com aquilo que pensamos que chegaremos a viver. O CLIMAMED de Lisboa, nos passados 15-16-17 de Abril e a EXPOCLIMA’04, que encerrou anteontem, são os dois marcos mais recentes nos nossos percursos dentro da área profissional. Se um nos deixou um forte sentimento de alegria e de competência pela excelente organização, pelo fluido decorrer e pelo interesse dos trabalhos, pela harmonia dos actos sociais e de fraterna convivência (o Congresso), já o mesmo não podemos sentir do outro (a Feira do sector).

 

Mas, os marcos são mesmo assim, uns positivos, uns neutros e uns negativos.

 

Os próximos já começam a ganhar forma, os desafios a uma associação que se pretende dinâmica nunca param. Quero crer que com o voluntarismo que a vida associativa exige, com maior ou menor dificuldade, em junção de vontades, havemos de conseguir fazer o AVAC&R português rumar onde todos desejamos.

 

 

L. Fonseca e Silva

Secretário Técnico APIRAC

 

Noticias

 

CLIMAMED - Congresso Mediterrânico de Climatização

 

 

 

¢ Aqueles que lá estiveram podem confirmar: o recital de música clássica, na igreja da Madre de Deus, durante o cocktail de abertura, foi um excelente prenúncio. O local não poderia ser melhor – diziam-nos – e as duas soprano e meia-soprano acompanhadas ao piano foram um ponto de elevada qualidade. Nos auditórios 1 e 2 da FIL o nível e o interesse das comunicações apresentadas, correspondeu às expectativas. A participação de congressistas foi numerosa. As exposições dos representantes das associações organizadoras relativas à aplicação da Directiva Europeia sobre o Desempenho Energético dos Edifícios eram actualíssimas e candentes. A presença dos representantes do Governo e das entidades apoiantes conferiu ao encerramento a dignidade que se pretendia. Contamos que alguns “recados” publicamente deixados atinjam os destinatários.

 

Assim, tudo neste Climamed de Lisboa, correu bem. Após o jantar de gala no Palácio Convento da Trindade, após a audição da Missa Cubana de José Maria Vitier – 3 solistas, 14 músicos e coro de 24 vozes do Teatro Nacional de S. Carlos - era voz corrente que estávamos de parabéns. E na verdade sentíamos que eram merecidos.

 

 

Em breve mais pormenores, mais informação, mais elementos úteis serão feitos chegar aos interessados. Por agora, a quente e em cima do encerramento, aqui na Newsletter, a expressão da nossa satisfação.

 

 


 

Montra do sector, a EXPOCLIMA 2004

 

¢ De sábado 17 a terça-feira 20ABR. decorreu na FIL a nossa feira bianual a EXPOCLIMA. Quem a visitou saberá fazer a comparação com edições anteriores.

 

Congratulamo-nos pela presença dum stand da Comissão de Higiene Ambiental que conseguiu congregar o entusiasmo de 12 empresas em amostra e sensibilização conjuntas. Um novo sector com uma dinâmica a merecer todos os apoios. 

 

 

 

Para os distribuidores, será que este é um modelo esgotado e há que pensar outras formas, outros locais, outras periodicidades? Eis um tema “quente” que na reunião convocada para a segunda-feira 19ABR. prometeu ser tratado num futuro encontro de distribuidores, aberto a associados e não associados, a realizar com brevidade a meia distância entre Lisboa e Porto. Com expectativa aguardamos novos desenvolvimen-tos.

 

Tecnologia

 

¢ Com grande dificuldade arranjamos tempo para o lazer mas, se pudermos conciliar este anseio com algo que nos aproxime das coisas em que trabalhamos, já vamos de melhor vontade. Neste sentido lúdico – que, mesmo para os mais atarefados, defendemos - recomendamos a visita a um sítio (da Net) que fala de coisas prosaicas do frio (que apareceu primeiro) e do ar condicionado. É um repositório de alguns saberes que, naturalmente, dependem da experiência de vida de cada um.

 

O site está em inglês (lê-se bem) e conta, além de memórias, também regras actuais, tão interessantes como por exemplo as duas seguintes: Pode colocar os alimentos ainda quentes no seu frigorífico-congelador (frase original “Don't be afraid to put hot foods in the refrigerator; the appliance is made to cool down foods”); ou, os alimentos a refrigerar devem ser colocados no frigorífico nas duas horas seguintes a ter sido preparados (frase original “Foods that need refrigeration should be placed in the refrigerator within 2 hours after preparing to help prevent bacteria growth. If the ambient temperature is more than 26 degrees Celsius, that time safety zone shrinks to 1 hour. Don't violate this rule!!!)

 

Em 1930, nos Estados Unidos da América, já era possível encontrar climatizadores do ar ambiente sob a forma de aparelhos de janela com um ‘design’ que ainda hoje poderia ser considerado aceitável.

Para saber mais, consultar: http://inventors.about.com/library/inventors/

 

Tome nota/Agenda

 

Certames / Eventos

 

¢ Conferência sobre a Gestão de Resíduos e Recursos em Portugal

 

Organização da Conferência

Instituto para la Sostenibilidad de los Recursos · (ISR)

 

A realizar nos dias 13 e 14 de Maio em Lisboa.

 

 

Hotel Altis Park

Av. Eng. Arantes e Oliveira, 9 - 1900-221

Lisboa - Portugal

 

 

APRESENTAÇÃO

 

O sexto Programa de Acção Ambiental da União Europeia, fundamenta-se em três eixos principais: o Uso Sustentável dos Recursos, a Prevenção e a Gestão Sustentável dos Resíduos. A ideia principal é vincular a prevenção da geração de resíduos com a eficiência do uso dos recursos, a evolução das pautas de consumo e a redução dos resíduos produzidos ao longo do ciclo de produção, uso dos produtos e tratamento ulterior de seus resíduos.

 

Neste sentido, o tratamento dos fluxos específicos de resíduos ligados ao fim da vida útil dos produtos e a gestão sustentável dos recursos tornam-se uma das tarefas mais importantes face aos objectivos anteriores.

 

Estas jornadas pretendem expor as diferentes soluções relativas à gestão de resíduos e recursos em Portugal, através da análise das políticas e estratégias adoptadas no âmbito ibérico e europeu. Deste modo desenvolver-se-ão os aspectos relativos à prevenção, a reciclagem e a sustentabilidade dos recursos mediante os instrumentos actualmente disponíveis e desde um ponto de vista político, legal, económico, social e tecnológico.

 

Para isso, todos os agentes implicados partilharão suas experiências, a fim de converter esta conferência num fórum de debate para definir e desenvolver a nova via ibérica rumo à sustentabilidade em matéria de recursos e resíduos.

 

Secretaria da Conferência

Instituto para la Sostenibilidad de los Recursos · (ISR)

C/ Sotillo 1  · 28043  · Madrid

Tel: +34 902 19 78 83 · Fax: +34 91 388 21 12

e-mail: instituto@isrcer.org · www.isrcer.org

 

 

¢ TEKTÓNICA 2004

 

Nos próximos dias 19 a 23 de Maio, os pavilhões da FIL vão acolher mais uma edição da Tektónica – Feira Internacional de Construção e Obras Públicas. Com uma área útil de 50.000 m2, a Tektónica mais do que uma grande mostra de materiais, equipamentos e serviços para a construção civil e obras públicas, tem funcionado como uma Mostra de Design, Tecnologia e Inovação, proporcionando às empresas uma excelente oportunidade para apresentar /testar novos produtos junto dos potenciais compradores.

 

A realizar de 19 a 23 de Maio de 2004, na FIL, Parque das Nações em Lisboa. Horário: 10h00 às 20h00 todos os dias.