De acordo com o Ministro da Economia e da Inovação, Manuel Pinho, depois do aumento do preço dos combustíveis fósseis e da consciência, cada vez maior, dos efeitos negativos provocados pela emissão de gases com efeito de estufa “Nada será como dantes”. O Ministro encarou as vicicitudes da crise económica mundial, cada vez mais estruturante, como uma oportunidade para estimular a economia nacional com a criação de empregos, a promoção de novos segmentos de actividade e a inovação.

O desafio deve ser entendido de forma integrada envolvendo divesos sectores para uma resposta global ao qual se “se exige uma resposta urgente”, de forma a introduzir vantagens competitivas no país no contexto internacional.

Para o efeito, foi anunciado o Plano de Acção Nacional para a Eficiência Energética, com 12 Programas abrangentes de actuação nas várias vertentes da eficiência energética, entre os quais se conta o Sistema de Eficiência Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE).

O empenhamento neste desígnio por parte da tutela tem sido evidente pelo envolvimento de diversas estruturas governamentais como a Direcção-Geral de Energia e Geologia, a Agência Portuguesa do Ambiente e a Agência para a Energia. A implementação do SCE é uma realidade e hoje temos empresas com credenciais para corresponder às exigências do sistema e profissionais com carreira reconhecida através da emissão de certificados de competências para a sua área específica de intervenção.

Mas estas são as fases visíveis do processo. O Ministro Manuel Pinho manifestou ainda que “isto não é um sonho. É a prova provada do que podemos conseguir grandes resultados quando há um rumo”, resta saber com que sonha o Ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, Mário Lino, e o que pensa do rumo que está a ser seguido.

    Nuno Roque
Secretário-Geral | APIRAC
     
   
   

PME Investe aumentado para 750 milhões de euros

     
   

A linha de crédito no valor de 600 milhões de euros destinada a apoiar as PME, cuja criação foi anunciada pelo Primeiro-Ministro, José Sócrates, no dia 23 de Maio, e que foi lançada no dia 8 de Julho em colaboração com o sistema bancário, foi subscrita a 100%. (ver Newslettter APIRAC nº 102, de 01 de Agosto de 2008).

Atendendo ao sucesso desta operação de apoio às PME, rapidamente o montante disponibilizado se esgotou, daí que, o Ministério da Economia e da Inovação decidiu o seu aumento para 750 milhões de euros, com vista a chegar a cerca de 1000 empresas.

   
    Transportes Públicos com motores híbridos nos Açores
     
 

O Governo dos Açores pretende colocar 30% da frota de autocarros e táxis a circular com motores híbridos até 2018, anunciou o presidente açoriano, Carlos César. Ainda em fase de projecto, a medida envolve também as ilhas da Madeira e Canárias, uma vez que, como explicou o Presidente do Governo Regional dos Açores, o objectivo está relacionado com «o pressuposto principal do modelo energético» a implementar nas ilhas de maior consumo.

O presidente garantiu que dentro de poucas semanas serão apresentados os contornos gerais do Plano Estratégico para a Energia nos Açores, pela altura da inauguração do novo parque eólico da Ilha Terceira.

   
    Sistemas em Hidrogénio em Municípios e Empreas
   

Vários sistemas alimentados a hidrogénio já estão a funcionar em municípios e empresas portuguesas, no âmbito do Projecto LUCIS – Demonstração de Pilhas de Combustível a Hidrogénio em Ambiente Real, liderado pelo Instituto de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial (Inegi), em parceria com o Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação (INETI) e a Soluções Racionais de Energia.

«O objectivo é testar sistemas desenvolvidos com o hidrogénio como base tecnológica em ambiente real e em diferentes configurações e especificações, demonstrando as vantagens da utilização das pilhas de combustível a hidrogénio como solução de energia na competitividade das empresas e da economia», lembra o Inegi em comunicado.

As autarquias de Albufeira e Torres Vedras também estão associadas a este projecto, desenvolvendo projectos com pilhas de hidrogénio.

O envolvimento do sector empresarial está representado pela Auto-estradas do Atlântico, cuja «colaboração focar-se-á na alimentação, por pilhas de combustível, das câmaras de videovigilância de auto-estradas, como complemento aos painéis fotovoltaicos», vinca o Inegi.

Também a Autosil, empresa produtora de baterias/acumuladores de chumbo, «vai utilizar pilhas de combustível como carregadores das baterias esperando-se, com isto, que consiga ganhar maior operacionalidade e flexibilidade», conclui a mesma fonte.

O projecto LUCIS envolveu um total de seis colaboradores e um investimento na ordem dos 240 mil euros.

   
    EDP Renováveis lucra 50 milhões no 1º semestre de 2008
     
 

A EDP Renováveis teve, no primeiro semestre deste ano, um resultado líquido de 50 milhões de euros, 12 vezes mais que o resultado do período homólogo de 2007, e um cash flow de 227 milhões de euros.

Neste momento, a EDP Renováveis conta com uma capacidade bruta instalada de 3 846 MW, mais 1 522 MW em relação ao primeiro semestre de 2007, enquanto a produção de electricidade aumentou duas vezes para 4 TWh. Neste primeiro semestre foram instalados mais 206 MW e estão mais 1 677 MW em construção. Em Junho deste ano a carteira de projectos aumentou para os 27,1 GW.

Até 2012, a empresa pretende instalar, em média, 1 400 MW por cada ano, e tem em curso 989 milhões de euros de investimentos.

   
    Separação de Resíduos nas praias
   

A aposta na sensibilização para a reciclagem tem levado a empresa Valorlis a algumas praias do Litoral Centro, para alertar os veraneantes para a importância da separação de resíduos. As acções implementadas nas praias durante os meses de Julho e Agosto têm por objectivo alertar, sobretudo, as crianças, «para a importância da reciclagem, não esquecendo também os adultos que são, na realidade, o público menos sensibilizado para esta temática», sublinham os responsáveis.

Entre as actividades promovidas estão a promoção de ateliers de reutilização de pacotes de leite e sumo, jogos didácticos de separação de resíduos, puzzle da reciclagem, entre outros.

   
   
    Novos Associados
     
   

Só desta forma podemos crescer, evoluir e cada vez mais contribuir para a afirmação deste Sector.

Este mês temos o prazer de receber no nosso directório as seguintes empresas:

• VISMEC - Instalações Electromecânicas, Lda
• LOBARINHAS & JARDIM – Inst. Sist. Integrados Energia e Ambiente, Lda
• ATLANTISFRIGO - Equipamentos Frigoríficos e Hoteleiros, Lda
• CLIMAFARO - Sociedade Termo-Eléctrica, Lda
• Marco Manuel Rosa Salgueiro
• Benção Souto e Silva, Lda
• GULPIFRIO - Instalação Técnicas Frio Industriais, Lda

     
   
    Climamed 2009 - Primeira chamada para apresentação de comunicações
     
 

A Comissão Organizadora do 5º CLIMAMED ’09 - Congresso Mediterrânico de Climatização, apela à apresentação de comunicações para o Congresso que terá lugar em ABRIL 2009 em Lisboa.

Pretendem-se comunicações técnicas que enfoquem inovações, melhorias ou experiências consideradas de interesse para os vários campos interligados ao ar condicionado e à refrigeração, em todas as suas problemáticas actuais, as vertentes técnica, ambiental, de conforto, de eficiência energética, QAI, e aspectos regulamentares e legislativos.

Os interessado em apresentar uma comunicação ao CLIMAMED ’09, numa das quatro línguas oficiais – português, espanhol, francês e italiano - ou inglês, deverão enviar um resumo, este também e sempre em inglês, de aproximadamente 250 palavras, com o respectivo título, até ao próximo dia 15 de OUTUBRO 2008 para uma das seguintes associações, em Portugal APIRAC, em Espanha ATECYR, em França, AICVF ou em Itália, AICARR.

Para Portugal utilize os seguintes contactos
APIRAC - CLIMAMED ’09
Congresso Mediterrânico de Climatização
Rua do Alecrim, 53 – 2º  1200 – 053 LISBOA
Tel. (00351) 21 322 42 60
e-mail técnico@apirac.pt

Cada resumo será avaliado pelo Comité Técnico-Científico local e aprovado para apresentação até 15 NOVEMBRO 2008. A aceitação das comunicações terá lugar até 12 JANEIRO 2009.

Restantes datas importantes a reter: Notificação de aceitação até 09 FEVEREIRO 2009; apresentação do trabalho final até 16 MARÇO 2009; Congresso 18 ABRIL 2009.

Para saber tudo sobre o CLIMAMED´09 disporá em breve do seu próprio site ou através de link a partir de www.apirac.pt onde toda a informação útil e relacionada estará disponibilizada.

     
   
    Inscreva-se Já!
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 

     
   
   

Lubrificação em AVAC&R

     
 

As actuais exigências técnicas na exploração dos sistemas frigoríficos e bombas de calor, passam também, muito significativamente pela correcta lubrificação das suas peças móveis, muito em especial no nosso caso, dos compressores, o coração das instalações. Aí, jogam problemas tão diversos como as temperaturas extremas – que podem levar à carbonização do óleo – as exigências ambientais que os novos fluidos com novas características lhes criam, as incompatibilidades ou as variações de viscosidade.

Pensamos que, aos técnicos do sector, só lhe fará bem - dar-lhes-á uma consciência acrescida e, como tal, uma garantia de cometer menos erros – o conhecimento real da situação que lhes é oferecida, quer como instaladores, quer como técnicos de manutenção e assistência técnica, quer mesmo apenas como meros utilizadores.

Nada como consolidar conhecimentos e, para isso, sugerimos uma visita ao sítio desse empório mundial do petróleo – e portanto, dos seus derivados, como são os óleos lubrificantes - a MOBIL, de onde surgem alguns nomes bem sonantes como, Gargoyle Arctic SHC 200 Series, Mobil EAL Arctic Series ou Mobil Zerice S Series, nossos bem conhecidos. Garantia segura que muito de útil desta visita advirá. Assim desejamos!

Para saber mais clique aqui.

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
    Auto-Estradas - Portagens - restituição
     
   

Port. nº 604-A/2008, de 9 de Julho (1º supl.) - Aprova os formulários tipo de pedido de restituição das quantias referentes às portagens cobradas em troços em que a concessionária se encontre numa situação de incumprimento.

   
    Código da Estrada
     
   

Decreto-Lei nº 113/2008 de 1 de Julho - No caso da autorização legislativa pela Lei nº 17/2008, de 17 de Abril, procede à sétima alteração ao Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei nº 114/94, de 3 de Maio.

   
    Energia e Transportes
     
   

Res. Cons. Min. nº 104/2008, de 1 de Julho - Visa promover a eficiência energética e ambiental nos transportes rodoviários de mercadorias por conta de outrem estimulando a renovação e o reequipamento das frotas.

     
   
    CLIMAMED 2009
    LISBOA | 16, 17 e 18 de Abril
 

5ª edição do Congresso Mediterrânico de Climatização, 17-19 de Abril 2009, em Lisboa.

Destinado aos técnicos de AVAC&R portugueses e de todos os países de clima mediterrânico, na sua 5ª edição, será mais uma vez o fórum europeu de troca de informação e discussão de toda a problemática comum relacionada com o sector.

» Veja nesta Newsletter a Primeira Chamada para Apresentação de Comunicações

Contactos:
tecnico@apirac.pt - Engº L. Fonseca e Silva
comunicacao-imagem@apirac.pt - Designer Sofia Sequeira
www.apirac.pt | www.climamed.pt
+351 213 244 260