Como todos do Sector do AVAC sabem, Portugal tem-se afirmado como um dos Estados-Membro da UE que integram o grupo da linha da frente na transposição da Directiva Europeia 2002/91/CE, relativa à Eficiência Energética dos Edifícios. Nós, com o velho espírito de intrépidos pioneiros, lançámo-nos a desbravar e regulamentar esse campo quase infindável e de inquestionável interesse para todos, a Qualidade do Ar Interior, integrando-a na Legislação, e por isso, fazendo-o usufruir de todas as virtualidades (e incómodos) da obrigatoriedade.

A importância da entrada em vigor dos novos Regulamentos é indiscutível, veio alargar horizontes, veio pôr ordem onde grassava alguma desarrumação, espera-se que traga mais, e mais defendido, trabalho para as empresas. Veio sem dúvida consolidar a evolução dos nossos técnicos e, objectivamente, criar uma dinâmica fortemente positiva para o AVAC&R. Mas, nem sempre os consensos são pacíficos e para isso há que discutir os assuntos, amadurecê-los, aperfeiçoá-los.

Para ajudar a sedimentar sensibilidades, dúvidas ou desconfianças, sobre estes temas e outros da nossa actualidade sectorial, vem aí um fórum que a todos diz respeito e onde cada um de nós pode ter o seu papel. “Já” em Abril próximo, sob organização da APIRAC em conjunto com as Associações nossas congéneres de Espanha (ATECYR), de França (AICVF) e de Itália (AICARR), de novo o Congresso Mediterrânico de Climatização, CLIMAMED’09, na sua 5ª Edição, de novo em Lisboa.
 
Quem assistiu ou participou, quer na primeira edição em Portugal, quer nas seguintes em Madrid, Lyon ou Génova, sabe como, das sessões plenárias ou das conferências apresentadas, há sempre algo que acaba por ficar mais entendido, mais estabilizado.

Será aí que temos de tentar clarificar algumas das questões que nos preocupam e confrontá-las, inclusivamente, com a esperiência dos países co-organizadores: Espanha, França e Itália.

Contamos com a vossa presença, comecemos pois a marcar nas nossas agendas, 16-17-18 de Abril de 2009, “temos” todos que lá estar. Sabemos organizar, e também por isso, há fortes razões para ser de novo um grande Congresso.

    L. Fonseca e Silva
Secretário-Técnico | APIRAC
     
   
   

Alterações climáticas preocupam portugueses

     
 

As alterações climáticas e o aquecimento global representam, para 75% dos portugueses, um dos maiores problemas da actualidade, revela uma sondagem Eurobarómetro divulgada em Bruxelas, esta quinta-feira. A percentagem dos portugueses preocupados com o aquecimento global e alterações climáticas coincide com a média dos 27 Estados-membros.

Inquiridos sobre a verdadeira gravidade das alterações climáticas 38% dos portugueses «tende a discordar» com o alarme gerado e 18% «discorda totalmente». Na UE-27 a média foi de 34% para «tende a discordar» e 31% para «discordo totalmente».

Um total de 73% de portugueses considera como principais problemas no mundo a pobreza, falta de comida e água potável, enquanto que na UE-27 a percentagem é de 68%.

O aquecimento global/alterações climáticas surge em segundo lugar entre as preocupações dos portugueses, em terceiro lugar surge o terrorismo internacional.

   
    Chaves acolhe Semana Europeia da Mobilidade
     
 

A Câmara Municipal de Chaves vai dedicar esta semana (16 a 22 de Setembro) às actividades da Semana Europeia do Ambiente. A iniciativa, que se realiza pelo sétimo ano consecutivo, tem por objectivo alertar a população para a poluição atmosférica e acústica.

A autarquia vai promover diversas acções como aulas de hidroginástica, canoagem, actividade física sénior e actividades lúdico-desportivas infantis, campanhas de informação e sensibilização ambiental.

A par destas actividades decorrerão ainda demonstrações da equipa cinotécnica da PSP. A população poderá ainda contar com a exposição «100% Verde» e participar na quarta edição da Maratona Rota do Presunto em BTT.

   
   

Pós-graduações em valorização ambiental e eficiência energética

   

Até 15 de Setembro, a Escola Superior de Tecnologia e Gestão, do Instituto Politécnico de Portalegre, tem candidaturas abertas para as pós-graduações em valorização ambiental e produção de energia e em eficiência energética de edifícios.

Estes cursos pretendem conferir, a engenheiros licenciados em diferentes áreas, competências nos campos da valorização e tratamento de resíduos e da produção de energias renováveis e alternativas.

No caso do curso em especialização em eficiência energética, o objectivo é oferecer uma visão alargada das medidas que podem ser aplicadas em edifícios, novos e usados, de forma a aumentar a sua autonomia energética, com recurso a sistemas passivos e activos que conduzam a um aumento da sua eficiência energética.

     
   
    Bolsa de Formadores
     
 

A APIEF - Centro de Formação Profissional Indústria Térmica, Energia e Ambiente procura Formadores nas seguintes áreas:

Refrigeração | Climatização | Aquecimento | Ventilação | Energia Térmica | Electricidade | Automação | Energias Renováveis | Ambiente | HST | Formação de Formadores | Formação Comportamental

Agradecemos envio de Carta de Intenção, Ficha de Formador, disponível no site, CV detalhado, CAP, documentação de habilitações, indicando os cursos de formação que possam ministrar.

As respostas deverão ser enviadas até ao dia 20/09/2008 para:

APIEF
Rua José Estevão, 87 - R/C 1150-200 Lisboa
Tel. 21 322 42 60 | Fax: 21 347 45 76
direccao@apief.pt | www.apief.pt

     
   
    Inscreva-se Já!
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 

     
   
   

CO2 em Refrigeração

     
 

Devido à crescente consciencialização mundial referente aos assuntos ambientais, também na nossa área do AVAC&R se procuram novas soluções de modo a minimizar esses efeitos nefastos.

O CO2 (R744) pertence aos denominados fluidos frigorigéneos “Naturais”, juntamente, por exemplo, com o amoníaco (R717), os hidrocarbonetos tais como o propano (R-290) e o butano (R-600) e até a água (R718). No entanto, todos têm os seus inconvenientes, o amoníaco é tóxico, os hidrocarbonetos são inflamáveis e água tem nesta área possibilidades de aplicação limitadas.

O CO2 difere em muitos aspectos dos fluidos frigorigéneos comuns, e algumas das suas propriedades são únicas, não é inflamável e, como se sabe, apenas é prejudicial à saúde em altas concentrações.

Os avanços tecnológicos removeram muitas das barreiras anteriormente existentes relativas à utilização do CO2. Hoje em dia já se encontram em aplicações comerciais correntes máquinas distribuidoras de garrafas e latas de bebidas e expositores de supermercado com circuitos frigoríficos a CO2.

Apesar disso, os seus utilizadores, por agora, têm que se manter conscientes das suas propriedades e tomar as devidas precauções para evitar problemas nos seus sistemas frigoríficos, pois a principal característica que condicionará o projecto de uma instalação a CO2 são as elevadas pressões a que o sistema terá de operar.

Se quiser saber mais sobre o assunto, sugerimos-lhe um site, em inglês mas de leitura fácil. Boa viagem!

Para saber tudo, click aqui!

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
    Código da Propriedade Industrial
     
   

Decreto-Lei. nº 143/2008, de 25 de Julho - Aprova medidas de simplificação e acesso à propriedade industrial, alterando o Código da Propriedade Industrial.

   
    Contribuições e Impostos - Serviços de Finanças
     
   

Portaria nº 620-B/2008 de 16 de Julho (1º supl) - Extingue o Serviço de Finanças de Lisboa 5, criado pela Port. nº 817/94, de 29 de Setembro.

   
    Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação
     
   

Decreto-Lei nº 139/2008 de 21 de Julho - Estabelece a transferência de competências, património e recursos humanos e financeiros do Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação.

   
    Trabalho e Segurança Social
     
   

Decreto Regulamentar nº 14/2008 de 31 de Julho - Estabelece os níveis da tabela remuneratória única correspondente às posições remuneratórias das categorias das carreiras gerais de técnico superior, de assistente técnico e de assistente operacional.

   
    Responsabilidade Civil Extracontratual do Estado
     
   

Lei nº 31/2008 de 27 de Julho - Procede à primeira alteração à Lei nº 67/2007, de 31 de Dezembro, que aprova o Regime da Responsabilidade Civil Extracontratual do Estado e Demais Entidades Públicas.

     
   
    CLIMAMED 2009
    LISBOA | 16, 17 e 18 de Abril
 

5ª edição do Congresso Mediterrânico de Climatização, 17-19 de Abril 2009, em Lisboa.

Destinado aos técnicos de AVAC&R portugueses e de todos os países de clima mediterrânico, na sua 5ª edição, será mais uma vez o fórum europeu de troca de informação e discussão de toda a problemática comum relacionada com o sector.

Contactos:
tecnico@apirac.pt - Engº L. Fonseca e Silva
comunicacao-imagem@apirac.pt - Designer Sofia Sequeira
www.apirac.pt | www.climamed.pt
+351 213 224 260

     
   
    Planos de Prevenção e Gestão de Resíduos
    LISBOA e PORTO| 29 de Outubro e 05 de Novembro
   

A CEIFA ambiente vai realizar a acção de formação "Planos e Prevenção de Resíduos" em Lisboa e no Porto nos dias 29 de Outubro e 5 de Novembro, respectivamente.

NOTA: As acções referidas apenas terão lugar com um mínino de 12 inscrições.

Contactos:
cristina.silva@ceifa-ambiente.pt
Fax: +351 213 920 091
www.ceifa-ambiente.net