Circulares, Comunicações, Perguntas (e respostas) Frequentes, Artigos de Tecnologia, Legislação (e Regulamentação), Minutas de Contratos... pode parecer a publicidade a uma listagem de serviços de uma empresa, mas não. É tudo aquilo que o empresário ou técnico pode encontrar no site da APIRAC na área restricta do associado, e portanto prerrogativa da sua condição, não estando assim acessível a quem o não é. E vem isto a propósito porque se vai tornando comum recebermos contactos de associados que desconhecem este manancial de informação que está completamente disponível, a todo o instante, à distância de um mero click e da introdução de uma password.

Todo o associado tem direito a usufruir de uma password para acesso, não fazendo qualquer sentido dispensarem esta fonte de informação e assim de apoio à tomada de decisão que vos é facultado.

Seria interessante que os associados quando colocam questões ao Departamento Técnico, mas também ao Departamento Jurídico, por vezes questionassem ou procurassem aprofundar informações constantes desse vasto campo informativo porque permitira especializar ainda mais o conjunto de soluções disponibilizado.

De certa maneira, muitos dos contactos incidem sobre assuntos recorrentes e por isso muitas vezes já tratados na Área do Associado. A oportunidade de questionarem sobre conteúdos já desenvolvidos permitiria, por sua vez, novos desenvolvimentos, tornando a página em permanente actualização e bastante dirigida às novas preocupações que vão surgindo.

É por isso que hoje este editorial é editado, passo a redundância, em jeito de convite. Um convite para que acedam e descubram a quantidade de informação que resulta da actividade da vossa Associação e que os diversos departamentos e serviços da APIRAC vos vão disponibilizando a partir do nosso site.


    Nuno Roque
Secretário-Geral | APIRAC
     
   
   

1ª Sessão de Trabalho com Empresas da Indústria do Frio

     
 

A APIRAC promove uma iniciativa conjunta do IAPMEI – Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação, I.P e do NERCAB – Associação Empresarial da Região de Castelo Branco, tendo convidado todos os Associados a participar na 1ª Sessão de Trabalho com Empresas da Indústria do Frio, no âmbito da iniciativa Encontros para Competitividade.

O objectivo desta Sessão de trabalho, que se realiza no dia 19 de Novembro, nas Instalações do NERCAB, consiste na oportunidade de se debater com os empresários, um conjunto de factores com relevância para o Sector, num ambiente que irá facilitar a partilha de experiências e a identificação de oportunidades de crescimento das empresas participantes, bem como incentivar o desenvolvimento de iniciativas de cooperação empresarial.

O debate será organizado sob a forma de grupos de trabalho, onde haverá lugar para abordar questões específicas em torno dos seguintes temas:
• Financiamento;
• Frio no sector agro-industrial;
• Factores intangíveis de competitividade como a inovação e a internacionalização.

Nos grupos de trabalho estimula-se uma discussão animada, com um facilitador externo, convidado pelo IAPMEI ou NERCAB.

   
   

Bioenergia pode reduzir 8% dos GEE em 2020

     
 

A Agência Europeia do Ambiente apresentou recentemente um relatório que comprova que a bioenergia produzida pela União Europeia pode reduzir, em 2020, mais de 8% das emissões de gases com efeito de estufa (GEE). Tendo por base os valores registados em 1990, o relatório confere ainda que, em 2030, as emissões de GEE sejam atenuadas até 13%.

Ainda de acordo com o relatório, em 2020, cerca de 9,5% das necessidades energéticas da Europa podem ser satisfeitas com o recurso à bioenergia.

 Em 2030, a bioenergia poderá representar a maior fatia (cerca de 16%) do consumo de energia nos 25 Estados-membros.

Desta forma, no ano previsto, 2030, a bioenergia poderá corresponder na Europa a 18,1% das necessidades de calor, a 12,5% da procura de electricidade e a 5,4% da necessidade de combustível automóvel.

   
   

Recolhidos mais de 100 toneladas de óleos usados em Sintra

     


 

No último ano e meio, foram recolhidas 100 toneladas de óleos alimentares usados no município de Sintra, cujo biodiesel produzido a partir das mesmas está a ser utilizado na frota da autarquia sintrense. Em 2009, o objectivo é «recolher ainda mais», garante Luís Fernandes, administrador-delegado da Agência Municipal de Energia de Sintra (AMES).

Para o efeito, a agência vai triplicar o número de oleões que estão na rua, que actualmente é de 27, adianta o responsável da AMES.

A AMES pretende também aproveitar o biogás na estação de tratamento de águas residuais de Colares. O biogás produzido será utilizado no grupo de cogeração para produção de energia eléctrica, consumida na própria unidade, e para fornecimento à rede do distribuidor público. Existirá igualmente produção de energia térmica a utilizar no aquecimento do digestor.

Já no âmbito da promoção da utilização racional da energia e eficiência energética no sector doméstico, está em curso o Echo Action, projecto através do qual se pretende reduzir em pelo menos 10% o consumo de energia das 200 famílias abrangidas pela iniciativa.

     
   
    Sistema Aprendizagem
Novas Acções de Formação
     
 

A APIRAC convida as empresas do Sector a promoverem a inscrição de jovens em turmas na modalidade aprendizagem para as saídas profissionais: Técnico de Refrigeração e Climatização, Técnico de Electricidade de Edificações e Técnico de Electricidade de Manutenção.

Todos estes cursos são de nível 3, com dupla certificação escolar e profissional, dando equivalência ao 12º ano.

Vem este apelo em sequência ao Protocolo estabelecido de forma tripartida entre o IEFP, a APIRAC e a APIEF.

Nesta altura, estamos a preparar o arranca das acções de formação na Região Norte, estando também previstas em breve para a Região de Lisboa. Pretende-se assim, que as empresas sejam facilitadoras da inscrição de formandos, divulgando e promovendo estes cursos nos quais poderão ter participação activa na componente formativa "contexto de trabalho", que assume parte significativa do itinerário formativo dos cursos em Sistema Aprendizagem.

Para mais informações, contactar os serviços da APIRAC e da APIEF.

     
   
    Novos Associados
     
   

Só desta forma podemos crescer, evoluir e cada vez mais contribuir para a afirmação deste Sector.

Este mês temos o prazer de receber no nosso directório as seguintes empresas:

• RET - Ar Condicionado, Lda
• SEGMA - Serviços de Engenharia Gestão e Manutenção, Lda

     
   
    Inscreva-se Já!
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 

     
   
   

Hidrocarbonetos HC12a, HC22a e HC502a

     
 

Considerando que daqui a 40 anos muitos de nós ainda trabalharemos em AVAC&R, nesse dia, pela certa, todos os sistemas de ar condicionado e refrigeração terão de trabalhar com fluidos com ODP=0 e GWP, se não for zero, pelo menos bastante perto disso… Mas quais fluidos? Os que existem, ou outros que se vão fabricar entretanto? Os hidrocarbonetos serão uma hipótese e a fonte natural deles, as jazidas de petróleo e gás natural ainda os disponibilizarão por muitos e muitos anos. Por isso, admitimos que será bom começarmos a familiarizarmo-nos com o comportamento dos fluidos HC nos nossos circuitos.

Para isso sugerimo-vos hoje o acesso a um site americano, mas, por força da influência na América Latina, escrito também em espanhol. Apresenta-nos um conjunto de fluidos frigorigéneos naturais, do tipo HC’s, que podem ser os substitutos directos, praticamente sem necessidade de quaisquer alterações, ou seja, permitem fazer o RETROFIT de instalações que trabalhem com algum dos três fluidos mais conhecidos da geração anterior, o R12, o R22 e o R502. E para se ver bem a sua analogia, chamam-nos quase pelo mesmo nome, acrescido da letra a minúsculo.

Para além desta surpresa, o site disponibiliza além duma excelente folha comparativa das performances dos vários fluidos um bom Manual, em formato PDF em espanhol, onde tratam de toda a engenharia que permitirá utilizar estes fluidos novos nas velhas instalações. Excelente documento para uma leitura cheia de interesse. Boa visita.

Para ficar a saber tudo, clique aqui

     
   
    Biocombustíveis
     
   

Decreto-Lei nº 206/2008 (1), de 23 de Outubro - Procede à primeira alteração ao DL nº 62/2006, de 21 de Março, que transpôs para a ordem jurídica interna a Directiva nº 2003/30/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 08 de Maio de 2003, relativa à promoção da utilização de biocombustíveis ou de outros combustíveis renováveis nos transportes.

   
   

Cartas de Condução

     
   

Decreto nº 48/2008, de 17 de Outubro - Aprova o Acordo entre a República Portuguesa e a República de Angola para o Reconhecimento Mútuo de Títulos de Condução, assinado em Luanda em 22 de Fevereiro de 2008.

   
   

Jurisprudência - Crime de emissão de cheque sem provisão

     
   

Acórdão do Supremo Tribunal de Justiça nº 9/2008, de 27 de Outubro - Verificados que sejam todos os restantes elementos constituidos do tipo objectivo e subjectivo do ilícito, integra o crime de emissão de cheque sem provisão previsto na alínea b) do nº 1 do Artigo 11º do DL nº 454/91, de 28 de Dezembro, na redacção introduzida pelo DL nº 316/97, de 19 de Novembro, a conduta do sacador de um cheque que, após a emissão deste, falsamente comunica ao banco sacado que o cheque se extraviou, assim o determinando a recusar o seu pagamento com esse fundamento.

   
    Ambiente - Emissões de sistemas de ar condicionado - automóveis
     
   

Decreto-Lei nº 205/2008, de 16 de Outubro - Transpõe parcialmente para a ordem jurídica interna a Directiva nº 2006/40/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de Maio, na parte que se refere às emissões provenientes de sistemas de sistemas de ar condicionado, estabelecendo os requisitos para a homologação CE ou a homologação nacional de automóveis relativos às emissões provenientes de sistemas de ar condicionado, bem como disposições sobre a montagem a posteriori e o reenchimento desses sistemas.

     
   
    CLIMAMED 2009
    LISBOA | 16, 17 e 18 de Abril
 

5ª edição do Congresso Mediterrânico de Climatização, 17-19 de Abril 2009, em Lisboa.

Destinado aos técnicos de AVAC&R portugueses e de todos os países de clima mediterrânico, na sua 5ª edição, será mais uma vez o fórum europeu de troca de informação e discussão de toda a problemática comum relacionada com o sector.

Visite o site www.climamed.com

Contactos:
tecnico@apirac.pt - Engº L. Fonseca e Silva
comunicacao-imagem@apirac.pt - Designer Sofia Sequeira
www.apirac.pt | www.climamed.com
+351 213 224 260

     
   
   

14ª Edição das Olimpíadas do Ambiente 2008-2009

    Instituto INTERVIR MAIS da Universidade Católica Portuguesa, Quercus e Zoomarine
 

Motivar a efectiva integração dos conceitos e práticas ambientais no ensino formal, nas escolas portuguesas. Promovendo a Educação para o Desenvolvimento Sustentável, o projecto pretende que jovens e professores aprofundem o conhecimento sobre a situação ambiental portuguesa e mundial, desenvolvam competências para investigar e resolver problemas ambientais e adoptem comportamentos que protejam o Ambiente.

Destinatários: Esta iniciativa tem uma larga abrangência na comunidade escolar, sendo destinada a alunos do Ensino Básico e do Ensino Secundário e a professores de todas as escolas nacionais.

Inscrições: As inscrições poderão ser efectuadas através da página oficial do projecto: http://www.esb.ucp.pt/olimpiadas.

No mesma endereço electrónico podem ainda ser consultadas todas as informações relativas aos projecto, nomeadamente o regulamento e documentos referentes à edição anterior.

Contactos:
Instituto INTERVIR MAIS
Conceição Almeida
Tel. +351 225 580 032
E-mail: olimpiadas@intervirmais.pt