Foi publicado em Diário da República (Lei nº110/2009), no passado dia 16 de Setembro, o Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social que substitui toda a legislação de Segurança Social actualmente em vigor. O Novo Código entrará em vigor no dia 1 de Janeiro de 2010, embora existam disposições transitórias que fazem com que alguns dos regimes alterados só sejam aplicados em pleno no ano 2017.

O Novo Código alarga o âmbito de incidência passando a aplicar-se, designadamente, o regime previsto no CIRS quanto à incidência contributiva para a Segurança Social de alguns abonos. O alargamento da base de incidência será efectuado progressivamente da seguinte forma: 33% do valor em 2010; 66% do valor em 2011; e 100% do valor a partir de 2012.

As componentes remuneratórias que passam a integrar a base de incidência das contribuições para a Segurança Social incluem: despesas de representação, ajudas de custo, utilização de automóvel próprio, abonos de viagem, despesas de transporte, na parte em que excedam os limites mínimos legais (idêntico em situações de IRS), entre outros.

Com a entrada em vigor do Novo Código deixam de existir os dois regimes contributivos existentes em sede de Segurança Social para os trabalhadores independentes (regime obrigatório e regime alargado). No entanto, são criados dois novos enquadramentos de segurança social para os trabalhadores independentes, com taxas diferenciadas, variando o enquadramento em função da sua actividade principal.

Pela primeira vez, as entidades contratantes (empresas e individuais com contabilidade organizada) passam a contribuir para a protecção social dos trabalhadores independentes, com a aplicação de uma taxa sobre a utilização de recibos verdes. As entidades contratantes passam a contribuir com 5% (2,5% em 2010) sobre 70% do valor total de cada serviço que lhes seja prestado. É excepção o recurso ao serviço de advogados. É novidade também que a base de incidência contributiva passa a ser determinada em função do rendimento efectivo do trabalhador independente.

O período para a entrega das declarações de remuneração e pagamento das contribuições passa a ser entre os dias 1 a 10 e os dias 10 a 20 do mês seguinte respectivamente. O Novo Código prevê ainda uma aplicação diferenciada da taxa contributiva do regime geral, em função do tipo de contrato celebrado com o trabalhador. Esta alteração só entra em vigor no dia 1 de Janeiro de 2011.

Chamamos a vossa atenção para uma leitura cuidada da nova legislação, em particular das novas taxas e do quadro comparativo dos regimes, anterior e novo, com as alterações introduzidas.

    Nuno Rqoue
Secretério-Geral | APIRAC
     
   
   

Eficiência Energética

    Decreto-Lei n.º 319/2009, de 3 Novembro, que transpõe a Directiva n.º 2006/32/CE, de 5 de Abril

 

Foi publicado em 3 de Novembro, o Decreto-Lei n.º 319/2009, que transpõe a Directiva n.º 2006/32/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 5 de Abril, relativa à eficiência na utilização final de energia e aos serviços energéticos, que vem estabelecer a necessidade de criar condições para a promoção e desenvolvimento de um mercado dos serviços energéticos e para o desenvolvimento de medidas de melhoria da eficiência energética destinadas aos consumidores finais.

Para além disso, contempla a prossecução de um objectivo global nacional indicativo de economias de energia de 9 % para 2016 e, ainda, a promoção de mecanismos, incentivos e quadros institucionais, financeiros e jurídicos necessários para ultrapassar os actuais constrangimentos e lacunas do mercado que impedem uma melhor eficiência na utilização final de energia através da penetração de equipamentos de baixo consumo e de medidas de racionalização do consumo de energia a adoptar pelos consumidores finais.

Recorde-se que Portugal, no seu Plano de Nacional de Acção da Eficiência Energética, já estabeleceu um objectivo mais ambicioso que o da própria Directiva - 9,8% - antecipando para 2015, a meta para o atingir.

Fonte: DGEG

   
   

Comissão Europeia lança site sobre emissões industriais poluentes

     
 

Foi lançado este mês, pela Comissão Europeia, um site na Internet que permite a qualquer cidadão europeu saber que substâncias poluentes são emitidas por indústrias instaladas na sua região.

Este site, http://prtr.ec.europa.eu/, lançado com a Agência Europeia para o Ambiente, abrange mais de 24 mil instalações industriais de 65 sectores de produção e inclui 91 substâncias.

Neste momento, estão disponíveis dados relativos a 2007, mas a informação será actualizada anualmente, em Abril. O site tem informação sobre emissões de poluentes no ar, solo e água.

De acordo com a nova plataforma de informação de Bruxelas, na região de Lisboa o principal poluente emitido em 2007 foi o gás metano (CH4), que provém de aterros sanitários e centros de tratamento de resíduos sólidos, perfazendo um total de 10398 toneladas.

Fonte:Abc do ambiente

   
   

Torre eólica mais eficiente do mundo

   

 

 

É portuguesa e já é considerada a torre eólica mais eficiente do mundo. Localizada em Sever do Vouga, distrito de Aveiro, a E82 tem uma produção eléctrica 30% superior às torres tradicionais.

O desenvolvimento desta tecnologia foi feito na Alemanha pela Enercon mas é produzida pela A. Silva Matos, uma empresa familiar com 30 anos que aposta na área da energia.

O segredo da eficiência da E82 passa por ser "uma torre com menor espessura e com soldaduras afagadas depois de executadas", explicou o  fundador, Adelino Silva Matos.

Na prática, estes dois factores permitem rentabilizar a instalação de parques eólicos em zonas de menor vento.

Fonte:
Abc do ambiente

   
   

Energias renováveis na Ilha das Flores

   

 

 

Durante o mês de Outubro, a ilha das Flores, nos Açores, esteve 12 dias a funcionar exclusivamente com recurso a energias renováveis, numa situação inédita a nível nacional, revelou o secretário regional do Ambiente, Álamo Menezes.

“Esta situação provou que é possível, numa conjugação das energias eólica e hídrica, utilizando tecnologia única no país, alimentar com energias renováveis uma ilha como as Flores”, afirmou Álamo Menezes (cerca de 142 km2 e mais de 4000 habitantes).

A tecnologia em causa refere-se à utilização de volantes de inércia, que eliminam ou atenuam as variações de tensão nos aerogeradores, o que permite garantir a qualidade da energia produzida.

“Esta ilha é um exemplo de penetração das energias renováveis a nível nacional e mesmo internacional”, frisou o secretário regional do Ambiente, acrescentando que “o sistema caminha para uma quase autonomia energética”.

Está prevista a construção de novas centrais que permitirão nos próximos anos atingir uma taxa de 87% de energias renováveis no abastecimento da ilha.

Fonte: Abc do ambiente

   
   

Saiba qual será a destruição climática se temperatura subir 4ºC

   

Os irmãos David e Ed Miliband, ministros britânicos dos Negócios Estrangeiros e da Energia e Alterações Climáticas, respectivamente, apresentaram ontem um mapa "online" onde pormenorizam o impacto mundial de um aumento das temperaturas globais em 4ºC face aos níveis pré-industriais.

 

Os dois governantes britânicos não poupam pormenores ao apresentarem o mapa, que foi elaborado por cientistas do Instituto de Meteorologia do Reino Unido. A ideia é que todos estejam conscientes das reais consequências para o planeta se não houver um compromisso efectivo de redução das emissões de CO2 na cimeira de Copenhaga.

O Reino Unido quer convencer o mundo da necessidade de elevar as suas ambições de forma a que se consiga um acordo climático que nos proteja de um mundo com mais quatro graus centígrados de temperatura , afirmou Ed Miliband, citado pelo site do COP15.

Na página de Internet do governo britânico dedicada à cimeira de Copenhaga e intitulada Act on Copenhagen, é apresentado o mapa interactivo, onde se prevê, por exemplo, que vastas áreas da floresta da Amazónia poderão desaparecer devido ao stress sobre a vegetação ou propagação incontrolável de incêndios num cenário com mais 4ºC.

O trabalho mostra também que a mortalidade relacionada com o calor e outros impactos nocivos para a saúde deverão aumentar consideravelmente, mesmo tempo em conta a climatização, a adaptação e o menor número de mortes relacionadas com o frio. Em 2003, por exemplo, a onda de calor na Europa foi responsável por cerca de 35.000 mortes adicionais, lembra esta análise interactiva.

O Reino Unido comprometeu-se a cortar, até 2050, as emissões de dióxido de carbono em pelo menos 80% dos níveis de 1990.

» Veja aqui o mapa interactivo

Fonte: Jornal de Negócios

   
   

Aquecimento Global

   

Brasil assumirá meta de diminuir emissões de gases com efeito de estufa até 38,9%

 

A meta será apresentada pela missão brasileira na 15.ª Conferência das Partes da Convenção do Clima (COP 15), que decorrerá em Dezembro, em Copenhaga. A meta representa uma diminuição de 975 a 1,06 milhões de toneladas de gás carbónico, afirmou a ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), que chefiará a delegação brasileira em Copenhaga.

"Tem várias acções que o Brasil já começou (a diminuir as emissões)", disse a ministra, ao salientar programas oficiais de incentivo ao uso de combustíveis limpos, como o etanol e o biodiesel. "Nosso objectivo é assumir uma posição política, de que o Brasil tem compromisso com desenvolvimento sustentável e a preocupação com a emissão de gases-estufa. Repito: É uma acção voluntária do Governo", sublinhou a ministra.

O Governo brasileiro salientou a diminuição recorde da desflorestação da Amazónia e anunciou que a desflorestação da Amazónia, no período entre 2008 e 2009, foi a menor dos últimos 21 anos. A desflorestação da Amazónia é responsável por cerca de 60% das emissões no Brasil, actualmente o quarto maior emissor mundial de gases responsáveis pelo efeito de estufa.

Fonte: Jornal de Negócios

   
   

Cimeira de Copenhaga

   

Os Estados Unidos e a China, os maiores emissores de gases com efeito de estufa do mundo, admitiram o fracasso da Cimeira de Copenhaga, que se realiza no próximo mês de Dezembro.

 

Os líderes dos dois países já comunicaram ao Governo da Dinamarca que não será possível alcançar um acordo vinculativo para a redução de emissões de CO2.

A posição dos Estados Unidos e da China, anunciada durante a visita oficial do presidente norte-americano à Ásia, foi apoiada por diversos países emergentes.

A menos de um mês da Cimeira de Copenhaga, Obama admitiu em Singapura, onde esteve para participar numa assembleia da Associação Ásia-Pacífico, que já não há tempo suficiente para chegar a um acordo vinculativo em Dezembro.

“Os dois líderes [Barack Obama e Hu Jintao] concordam que não é realista esperar alcançar um acordo internacional vinculativo até Dezembro”, afirmou Michael Froman, vice-conselheiro de Segurança da Casa Branca citado pelo diário espanhol.

Devido ao encontro entre Barack Obama e Hu Jintao, o primeiro-ministro da Dinamarca Lars Loekke Rasmussen viajou até Singapura à procura de uma solução para salvar a Cimeira de Copenhaga.

Fonte: Jornal de Negócios

   
   

Agência Internacional de Energia

   

São necessários investimentos de 10,5 biliões de dólares até 2030 para evitar "danos irreparáveis" para o clima

 

Cerca da metade destes fundos, equivalentes a 7 biliões de euros, deveriam ser investidos nos transportes, sendo o resto distribuído entre a construção imobiliária, as centrais energéticas e os biocombustíveis, indica a AIE, que representa os interesses dos países consumidores.

Se as políticas energéticas não foram corrigidas, a temperatura global poderá aumentar 6 graus até 2030, provocando "danos irreparáveis" no meio ambiente, escreve a AIE, que considera "chegado o tempo de agir", quando as negociações se intensificam a um mês da cimeira de Copenhaga sobre o clima.

A AIE estima, por outro lado, que 1.300 milhões de pessoas continuarão privados de electricidade em 2030, contra 1.500 milhões actualmente. Para garantir um acesso universal à electricidade no mundo inteiro, 35 mil milhões de dólares (23,4 mil milhões de euros) teriam de ser investidos cada ano, segundo a agência.

Fonte: Jornal de Negócios

   
   

Responsabilidades de crédito, protestos de efeito e cheques

   

Atendimento no Parque das Nações a partir de 26 de Outubro

 

O Banco de Portugal informou que, desde 26 de Outubro de 2009, o atendimento ao público, em Lisboa, sobre Responsabilidades de Crédito, Protestos de Efeitos e Cheques passam a ser feito unicamente nas novas instalações do Banco situadas no Parque das Nações, cujo endereço se indica:

Edifício Adamastor, Torre A
Avenida D. João II, Lote 1.12.02 M
1990-204 Lisboa

Horário de atendimento ao público: 8.30h | 15.00h

Fonte:Banco de Portugal

   
   

Governo sobe valor do défice para próximo dos 7%

   

Previsão abaixo do limite de 8% de Bruxelas quer mostrar empenho no reequilíbrio das contas.

 

O Governo vai rever o défice orçamental para este ano e o novo valor deverá fixar-se aproximadamente nos 7%, apurou o Diário Económico. Com o fim do ano a aproximar-se e os dados da execução orçamental de Outubro a serem divulgados na sexta-feira, Teixeira dos Santos deverá "afinar" esta semana a última previsão do Executivo.

O objectivo é dar já sinais a Bruxelas de que a preocupação com as contas públicas é real. Cumprindo um défice de cerca de 7%, o Governo ficará abaixo da última previsão da Comissão Europeia, que apontou para um défice de 8% do Produto Interno Bruto. Mas significa também admitir que as contas públicas vão fechar 2009 pior do que era esperado quando foi apresentado o Relatório de Orientação da Política Orçamental. Na altura, foi fixada uma previsão de 5,9% para o défice.

Fonte: Diário Económico

   
   

Economia

   

A economia portuguesa cresceu 0,9% no terceiro trimestre de 2009, em relação ao trimestre anterior, segundo dados do INE.

 

O Ministro de Estado e das Finanças, afirmou que «é um crescimento mais acentuado do que muitos analistas esperavam e, seguramente, o maior crescimento trimestral dos últimos dois anos, desde antes do início da crise, em 2007». Teixeira dos Santos acrescentou que «o facto de começarmos a ter sinais mais fortes de que a crise se vai dissipando - embora subsistam algumas incertezas - de haver uma normalização do sistema financeiro e de as medidas de apoio à economia começarem a dar alguns resultados, começa a dar alguma confiança aos agentes económicos, e daí a sua predisposição em investirem e consumirem, o que traz dinâmica à economia»

O Ministro assinalou que «por detrás do crescimento deste 3.º trimestre, há sinais de recuperação do investimento»; «penso que este facto deve ser realçado, porque é um sinal importante para a economia portuguesa, para que possa ter um crescimento mais sustentado no futuro e para que se possa modernizar».

Estes dados sobre o PIB mostram que «a quebra do crescimento na economia portuguesa (2,4% face ao terceiro trimestre de 2008) está a atenuar-se». «Começámos o ano com um crescimento anual negativo de 4%, no segundo trimestre deste ano foi de 3,7% negativo e, agora, é de 2,4% negativo - portanto, há uma clara atenuação da queda do crescimento na economia portuguesa». O Ministro acrescentou ainda que os dados agora conhecidos «apontam para que a queda para o conjunto do ano de 2009 venha a ser menor do que a que se esperava há uns meses atrás, e vem confirmar as previsões mais recentes avançadas pela Comissão Europeia».

Além dos dados do INE, foram também hoje divulgados números do Eurostat (organismo oficial de estatística da União Europeia) que mostram que a economia da área do euro cresceu 0,4% no terceiro trimestre deste ano face ao trimestre anterior, confirmando a saída da recessão técnica. Em relação ao mesmo período de 2008, o Produto Interno Bruto da área do euro registou uma quebra de 4,1%. O conjunto dos membros da UE saiu também da recessão técnica, uma vez que o seu PIB cresceu 0,2% no mesmo período, quando comparado com o trimestre anterior. Em relação ao mesmo trimestre de 2008, PIB da UE diminuiu 4,3%.

   
   

I&D

   

Portugal deu salto na investigação científica e tecnológica em 2008

 

A despesa total em investigação atingiu 1,51% do PIB em 2008, superando níveis de Espanha e da Irlanda, segundo os dados do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, divulgados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, numa sessão presidida pelo Primeiro-Ministro José Sócrates. O inquérito mostra ainda que o número de investigadores aumenta para 7,2 em cada mil activos, ultrapassando a média europeia, e que a despesa em Investigação e Desenvolvimento nas empresas aumentou 22% entre 2007 e 2008 e representa metade da despesa nacional de I&D.

   
   

Porto | Norte

    Atendimento personalizado aos Associados - 15 de DEZEMBRO'09
   

Conforme é do conhecimento dos Associados, a APIRAC tem um serviço de atendimento personalizado, no início de cada mês, no seu escritório à Campanhã, na Rua Monte do Bonfim, 120, Porto, com a participação do Departamento Técnico da APIRAC.

Estes encontros foram instituidos para permitir e facilitar o diálogo em discurso directo entre a Associação e seus Associados, sobretudo instaladores, na procura de auscultar directamente os interessados em apresentar os seus problemas relacionados com a actividade das suas empresas do ramo AVAC&R.

Nesse sentido, agradecíamos desde já o vosso contacto, pessoalmente ou através do telefone 222 088 837, deixando aqui o nosso convite para vos atender no próximo dia 15 DE DEZEMBRO DE 2009 (3ª Feira), nas referidas instalações, das 10H00 às 13H00 e das 14H00 às 17H00.

     
   
    Sistema Aprendizagem - Colocação de formandos em Entidades de Apoio à Alternância
   

Técnico de Instalação de Sistemas Solares Térmicos

 

A APIEF – Centro de Formação Profissional de Indústria Térmica, Energia e Ambiente, na sequência do protocolo estabelecido com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado, aguardam candidaturas das empresas para colocação de Formandos na vertente:

As empresas interessadas em receber formandos, queiram por favor contactar ou através de e-mail formacao@apirac.pt ou através do n.º de telefone 213 224 260, de forma a registarmos o vosso interesse.



   
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 


Inscreva-se Já!



     
   
   

Profissionalmente não nos despreocupa…

     
 

Já sabemos que foi publicada no Jornal Oficial das Comunidades em 31OUT. passado a reformulação do Regulamento 2037, relativo às substâncias que empobrecem a camada de ozono, que levou à credenciação dos técnicos pelos Dec.-Lei 152/2005 e 35/2008 em Técnicos dos Grupos A, B ou C. É o novo Reg.(CE) n.º1005/2009, e como só entra em vigor a 1JAN.2010 (explicita o seu texto) ainda temos mais uns dias para “digerir” as alterações que ele traz e que, o melhor que poderiam ser, é mesmo apertar o que já não estava muito aligeirado… Sugerimos a sua leitura e a preparação para o seu cumprimento que, sendo obrigatório tem significados nem sempre cómodos para as actividades que por essas regulamentações são reguladas.

A seguir a este, está mesmo aí para aparecer à luz do dia a legislação nacional que aplica o Reg.(CE) n.º842/2006 e o Reg.(CE) n.º303/2008, ambos com fortíssimas implicações para as nossas actividades no AVAC&R e seus técnicos e empresas. Estes interferem com os gases com efeito de estufa (os F-Gases) e pretendem defender o mundo dos efeitos do aquecimento global causado pela libertação na atmosfera do “terrível” CO2 libertado pelas actividades do homem na Terra e mais alguns, entre os quais os nossos frigorigéneos de elevado GWP.

Mas… querem crer que nem toda a gente pensa que isso seja “a” verdade? Que o aquecimento global não é causado pela libertação do CO2, do metano e dos nossos fluidos?

Como associação do Sector não queremos tomar esse partido, mas que o ponto de vista que descobrimos e que não alinha pela voz comum nos deixa a pensar, isso deixa…

Para vos mostrarmos as duas faces da moeda, propomo-vos a leitura do interessante artigo recém-traduzido para português (brasileiro) a que o link abaixo vos conduzirá. Encontrarão o site fakeclimate (algo irreverente) e nele bem à vista um livro de 16 folhas O Manual dos Cépticos com muitas imagens e gráficos sobre um outro modo de ver a realidade deste problema, duma maneira não convencional. Se concordarem com a visão que ele propõe, isso não vos libertará de termos todos de cumprir o que os Regs.842 e 303 nos obrigarão. Mas poderemos ter uma atitude diferente para os problemas por essa nova visão trazidos a lume. Boa leitura!

Para saber tudo click aqui

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

IRC - Incentivos à interioridade

     
   

Declaração de Rectificação n.º 79/2009, de 27 de Outubro - Rectifica a Portaria n.º 1117/2009, de 30 de Setembro, da Presidência do Conselho de Ministros, do Ministério das Finanças e da Administração Pública e do Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Regional, que estabelece as áreas territoriais benefeciárias dos incentivos às regiões com problemas de interioridade, publicada no Diário da República, 1ª série, n.º 190, de 30 de Setembro de 2009.

   
   

IRC - Inconstitucionalidade

     
   

Acórdão do Tribunal Constitucional n.º 494/2009, de 23 de Outubro - Declara a inconstitucionalidade, com força obrigatória geral, da norma contida no n.º 98 do artigo 98º do Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas, na parte em que impõe que efectuem pagamento especial por conta entidades que, no exercício a que o pagamento respeita, apenas aufiram rendimentos isentos de IRC, declara a inconstitucionalidade consequencial da norma contida no n.º 5 do artigo 44º da Lei n.º 60-A/2005, de 30 de Dezembro, na parte em que se refere às mesmas entidades, e ressalva efeitos produzidos até à publicação deste acórdão pelas normas cuja declaração de inconstitucionalidade agora se opera.

   
   

Reabilitação Urbana

     
   

Decreto-Lei n.º 307/2009, de 23 de Outubro - No uso da autorização concedida pela Lei n.º 95-A/2009, de 2 de Setembro, aprova o regime jurídico da reabilitação urbana.

   
   

Urbanismo - área crítica de recuperação

     
   

Decreto n.º 25/2009, de 22 de Outubro - Declara área crítica de recuperação e renovação urbanística o Bairro da Portela da Azoia, em Loures, concede o direito de preferência nas transmissões a título oneroso, entre particulares, dos terrenos ou edifícios situados na mesma área no município de Loures e revoga o Decreto Regulamentar n.º 45/85, de 8 de Julho.

   
   

Decreto n.º 26/2009/, de 22 de Outubro - Declara área crítica de recuperação e reconversão urbanística o sítio da Barruncho, no município de Odivelas.

   
   

Arrendamento - obras em prédios arrendados

   
   

Decreto-Lei n.º 306/2009, de 23 de Setembro - No uso da autorização concedida pela Lei n.º 95-A/2009, de 2 de Setembro, procede à primeira alteração ao Decreto-Lei n.º 157/2006, de 8 de Agosto, que aprova o regime jurídico das obras em prédios arrendados.

   
   

Bens imóveis de interesse cultural - Zonas de protecção e plano de salvaguarda

     
   

Decreto-Lei n.º 309/2009, de 23 de Outubro - Estabelece o procedimento de classificação dos bens imóveis de interesse cultural, bem como o regime das zonas de protecção e do plano de pormenor de salvaguarda.

   
   

Carta de Condução

     
   

Decreto-Lei n.º 313/2009, de 27 de Outubro - No uso da autorização legislativa concedida pela Lei n.º 87/2009, de 28 de Agosto, aprova o Regulamento da Habilitação de Legal para Conduzir, e transpõe para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2009/112/CE, do Conselho, de 29 de Julho, relativa à carta de condução.

   

 

   
    AQUAPOINT - Upgrade you Live
     
 

» Procura Assistência Técnica

A Aquapoint é uma empresa especializada no fornecimneto e instalação de máquinas purificadoras de água de última geração, a que chamamos "Sistema Aquapoint".

A Aquapoint procura empresa especializada em repação e assistência destas máquinas de refrigeradoras.

Para mais informações consulte o nosso site, ou entre em contacto com o Sr. Marçal Silva através do e-mail: tecnic.aquapoint@gmail.com

www.aquapoint.pt

   

   

Extinción y Refrigeración – Extinfrisa

   
 

Empresa do Grupo Tazzetti. Leader desde 1988 no sector da formulação e comercialização de fluidos refrigerantes e gases especiais, procura:

Candidaturas de profissionais, agentes e consultores com carteira de clientes e com experiência nos sectores complementares ao dos gases refrigerantes e fluidos especiais:

  1. componentes para sistemas de condicionamento
  2. compressores de ar condicionado
  3. gases industriais
  4. indústria química com uma carteira de 200/400 clientes.

As suas funções principais serão a promoção e a gestão de vendas de produtos da empresa, bem como a concretização de oportunidades de negócios nas zonas atribuídas.

É imprescindível ter grande experiência no âmbito complementar aos fluidos refrigerantes e gases especiais.

A relação de trabalho será vinculada por um contrato de agência com o reconhecimento de comissões sobre as vendas efectuadas.

Requisitos:

  1. diploma de técnico ou habilitações equivalentes
  2. experiência mínima de 3 anos no sector
  3. conhecimento da língua espanhola
  4. disponibilidade para deslocações contínuas
  5. capacidade de comunicação
  6. espírito comercial
  7. orientação para o cliente.

Convidam-se os interessados a enviar CV detalhado com autorização para o tratamento dos dados pessoais para:
Extinción y Refrigeración S.A 
C/ Roma nº. 2 Poligono Industrial
Torres de la Alameda 28813 Madrid
e-mail Recursos.humanos@extinfrisa.es  - RIF AC/PO13  
www.extinfrisa.es

   
   

CÁMARA DE COMERCIO DE LA CORUÑA

    Sector Alimentar e Agroalimentar - Frio
 


» Procuro PARCEIRO PARA COOPERAÇÃO

Como representante da Cámara de Comercio da Coruña em Portugal, tenho o prazer de informar que nos dias 10 e 11 de Novembro celebrar-se-ão os VI Encontros Empresarias Galiza-Portugal com a colaboração da Câmara Luso-Espanhola.

O objectivo do encontro é promover o mútuo conhecimento das empresas galaicas e portuguesas especialmente no ramo de frio e construcção.

Com o desejo de contar com a sua participação, tenho o prazer de o convidar ao Acto Inaugural com posterior Almoço, que terá lugar o dia 10 de Novembro às 13.00h no Hotel Tiara, em Lisboa.

Uma das empresas que irá participar neste encontro é Aproalia (www.aproalia.es), especializada no desenho, fabricação e montagem de maquinaria de refrigeração e climatização.

A Aprolia terá um enorme gosto em poder reunir-se com empresas instaladoras de frio, de assistência e manutenção dos seus quipamentos.

O perfil das empresas para a reunião seriam do sector alimentar e agroalimentar.

Para mais informações queiram por favor contactar:
Pablo Mariño Lustres - Promotor comercio exterior
Camara de Comercio de la Coruña
Camara de Comércio e Indústria Luso Espanhola
Av. Marquês de Tomar, 2 - 7º | 1050-010 Lisboa
Tlf. ( 00 351) 213 527 010 | Fax. ( 00 351) 213 526 333
e-mail: pablo@ccile.org

     
   
     
    SINERFOTO APIRAC 2010
    1º Concurso de Fotografia do Sector

 

A APIRAC está a organizar o 1º Concurso de Fotografia do Sector AVAC&R.

Este desafio é lançado a todos os interessados e com gosto pela fotografia, (Associados e não Associados) a participar na 1ª edição do SINERFOTO APIRAC 2010.

O SINERFOTO APIRAC pretende vir a ser uma iniciativa de amostras de Fotografias enquadradas com a actividade do Sector e que irão estar em exposição permanente no Salão Internacional de Refrigeração – Feira SINERCLIMA’10, na Exposalão Batalha nos dias 25, 26, 27 e 28 de Fevereiro de 2010.

Ao participar neste Concurso, habilita-se a ganhar um dos fins-de-semana que temos para oferecer aos vencedores.

Inscreva-se e comece na sua aventura fotografica.
Divirta-se e Boa Sorte!

» Clique aqui para aceder ao Regulamento do Concurso. «

Para obter todas as informações e regulamento do Concurso queiram contactar:

Contactos:
Tel.: +351 21 3 224 260
e-mail: sinerfoto@apirac.pt
website: www.apirac.pt

   
   

Participe na Semana Europeia da Prevenção de Resíduos (EWWR)

    Lisboa, PORTUGAL |21 a 29 de Novembro'09

 

Com o apoio do programa LIFE+ da Comissão Europeia, a primeira Semana Europeia da Prevenção da Produção de Resíduos (EWWR) oficial decorrerá de 21 a 29 de Novembro de 2009.

A EWWR é promovida pelos seguintes parceiros: ADEME (França), ACR+ (Associação das Cidades e Regiões para a Reciclagem), ARC (Catalunha, Espanha), IBGE (Região de Bruxelas, Bélgica) e LIPOR (Porto, Portugal), e pretende-se, neste âmbito, organizar uma Semana Europeia da Prevenção da Produção de Resíduos em 2009, 2010 e 2011.

A EWWR será organizada pela Agência Portuguesa de Ambiente (APA), no âmbito do território nacional, devendo assegurar o registo e validação de acções propostas pelos diversos intervenientes.

Contactos:
APA Ambiente
Tel.
: +351 21 472 82 00
website: http://www.apambiente.pt/

   
    SINERCLIMA 2010
    EXPOSALÃO |25-26-27-28 de Fevereiro'10

 

A APIRAC já está a preparar a terceira edição da Grande Feira do Sector de Energia, Refrigeração, Climatização, Qualidade do Ar Interior e Energias Renováveis - SINERCLIMA 2010.

Novamente na Exposalão Batalha, durante quatro dias, onde certamente encontrará bons contactos, novidades, parcerias de negócios e profissionais da área e ainda um conjunto de conferências e colóquios com a participação dos principais agentes com responsabilidade tutelar e técnica no mercado.

Não perca esta oportunidade, tanto como expositor, como visitante, renove contactos e crie ambiente aos bons negócios. Agende a sua presença na SINERCLIMA.

Contactos:
APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado | Lisboa
Tel.: +351 213 224 260 | comunicacao-imagem@apirac.pt

EXPOSALÃO - Centro de Negócios | Batalha
catarinaalves@exposalao.pt | rogeriohenriques@exposalao.pt

     
   
    Se pretender fazer um coméntário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!