A AREA, Federação Europeia das Associações de Instaladores de Equipamentos de Refrigeração, Ar Condicionado e Bombas de Calor, a que Portugal, através da APIRAC, aderiu em meados do ano passado, congregando hoje cerca de 20 países [entre eles os grandes potentados europeus da AVAC&R, França, Alemanha, Reino Unido, Holanda, Dinamarca, Espanha, etc.] e, deles, mais de 9000 empresas, representando cerca de 125000 empregados e técnicos do AVAC&R, publicou digitalmente a sua Newsletter periódica, o número de Dezembro, onde, entre outros temas sempre interessantes para o Sector, trata de um modo algo surpreendente o assunto dos fluidos frigorigéneos mais recentemente “condenados” a desaparecer, os HCFC (dentro dos quais se localiza o nosso tão apreciado e vulgarizado R22).

Nesta Newsletter, no ponto relativo a Legislation, pág.ª 5, descreve-se o que se passou a nível da Comissão Europeia, na interpretação – a pedido do país-membro Alemanha – sobre o uso dos HCFC reciclados a partir de 31DEZ.2009. E aí, o que se descreve, altera dum modo relevante aquilo que poderão ser as implicações da aplicação do Reg.(CE) 1005/2009 (a actualização do Reg.(CE) 2037/2000), e que entrou em vigor exactamente a 01 JAN.2010.

A grande (enorme) diferença é que, dizem que o R22 recuperado e passado na máquina de reciclagem, poderá, até 31 DEZ.2014, ser usado em outros equipamentos que não apenas aquele de onde foi retirado; e mais, pode ainda ser usado em outros equipamentos de um outro cliente, desde que seja a mesma empresa de manutenção e assistência técnica, que fez inicialmente a sua recuperação, a manuseá-lo e recolocá-lo em serviço.

Como verificam, a ser a realidade, como presumimos – dada a total credibilidade que a AREA nos oferece – carece ser trazida oficialmente, por parte da Comissão Europeia, por escrito, em documento indubitavelmente originário daquele órgão europeu, esta interpretação, a fim de com segurança legal poder ser aplicada no espaço comum europeu. É que, para nós técnicos, é muito diferente “tirar o gás dum aparelho e só poder voltar a pô-lo no mesmo aparelho” (de acordo com o jargão técnico), ou voltar a poder usá-lo noutros equipamentos de um e/ou de outro cliente.

Deixamo-vos hoje com “este menino nos braços”, aguardamos já a resposta da APA - Agência Portuguesa do Ambiente, a entidade em Portugal responsável pela aplicação da legislação relativa ao uso e às proibições dos fluidos CFC, HCFC e HFC, desejando e esperando que Portugal actue, neste assunto, dum modo igualitário ao que os outros países irão praticar e nunca deixando-se resvalar para o uso de regras e penalizações excessivas quando comparadas com o que se estiver a praticar no espaço comum europeu.

Cremos, poder ter, até à nossa próxima Newsletter, tempo de aclarar as dúvidas que este assunto a todos suscita.

    Luís Fonseca e Silva
Secretério-Técnico | APIRAC
     
   
   

SCE reconhecido internacionalmente

   
 

O Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE), gerido pela ADENE, foi novamente reconhecido internacionalmente. A organização "The European Council for an Energy Efficient Economy (eceee)" publicou recentemente um relatório no qual destaca o sucesso da implementação dos sistemas de certificação de dois Estados Membros: Portugal e Irlanda.

Este documento descreve o funcionamento das duas realidades e no caso português, esta organização, salienta o esforço da ADENE na divulgação do SCE. Considerando, que o conhecimento generalizado do processo, por partes do intervenientes - dos municípios até aos proprietários dos imóveis (particulares ou empresas) passando pelos profissionais do sector - foi um dos factores de sucesso da sua implementação.

Fonte: ADENE

   
   

Exploração de energia das ondas arranca em 2011

   
 

A exploração de energia das ondas na zona-piloto (ZP), ao largo de Peniche, deverá começar a ser feita em meados do próximo ano. A garantia foi dada por fonte oficial da Redes Energéticas Nacionais (REN), que adiantou que “as negociações entre a Secretaria de Estado [da Economia] e a REN iniciaram-se em Agosto, com vista à assinatura do contrato de concessão”, que poderá ser assinado brevemente.

Ficou decidida em 2008, através do Decreto-Lei n.º 238/2008, de 15 de Dezembro, a atribuição da concessão da ZP à REN, em regime de exclusividade durante 45 anos, mas a assinatura do contrato tem vindo a ser adiada. Ficou definido que a REN iria constituir uma sociedade, com capital inicial de 250 mil euros, para a gestão da zona e dos projectos que esta viesse a acolher, mas essa sociedade ainda não existe.

Até ao momento, “diversas empresas manifestaram interesse em investir na ZP”, sem avançar nomes. Acrescenta ainda que “De todas elas, quatro a cinco, com tecnologia já desenvolvida, parecem ser as mais promissoras”.

Fonte: APA online

   
   

Copenhaga: Desilusão e Fracasso

   

 

 

A Cimeira de Copenhaga terminou com opiniões divergentes, num misto de fracasso e desilusão e sem expectativas para uma solução a curto prazo para as questões ambientais.

Viriato Soromenho Marques, responsável pelo programa de Ambiente da Fundação Calouste Gulbenkian,  fez questão de salientar as diferenças entre os Estados Unidos e a União Europeia em matéria de combate às mudanças climáticas e afirmou ainda que "o que foi aprovado foi uma declaração cuja forma de elaboração foi um pouco estranha, já que foi imposta pelos Estados Unidos e alguns países industrializados e emergentes, deixando o plenário da conferência na obrigação de o assumir”.

Dulce Pássaro, ministra do Ambiente, considerou que o resultado ficou muito aquém das expectativas, no entanto, salientou a importância de se ter ficado a conhecer a posição de uma série de países sobre a temática ambiental.

Ficou estabelecido que os países desenvolvidos têm até 31 de Janeiro de 2010 para definirem as suas metas de redução de emissões poluentes. Os países mais pobres, terão um financiamento dos países mais ricos, no valor de 30 mil milhões de dólares, para que se possam adaptar às alterações climáticas. Os próximos encontros vão realizar-se na cidade alemã de Bona, de 31 de Maio a 11 de Junho de 2010 na conferência do clima das Nações Unidas, e na Cimeira do México, que irá realizar-se de 29 de Novembro a 10 de Dezembro de 2010 e da qual se espera que surja um documento que permita substituir o Protocolo de Quioto.

Fonte: ABC do Ambiente

   
   

Central de biomassa arranca em Janeiro

   


 

A central termoeléctrica a biomassa florestal da Palser, na Sertã, de 3MW, embora estivesse previsto entrar em funcionamento em Outubro passado, só começará a laborar no presente mês de Janeiro.

A energia extraída da queima da biomassa florestal será usada para produzir vapor a alta pressão que, por sua vez, irá ser utilizada para turbinar e produzir energia eléctrica para a rede nacional. Sendo que a água destinada à produção de vapor neste tipo de instalação tem uma especificação muito exigente, a Enkrott forneceu e instalou duas tecnologias de ponta: osmose inversa e electrodesionização. “Não recorrendo à utilização de produtos químicos perigosos e agressivos para regenerações, apresentam uma taxa de disponibilidade elevada e produzem uma água de qualidade estável”, garante a Enkrott.

Segundo a empresa, “trata-se de uma instalação totalmente automática, gerida a partir de um autómato onde foi implantado toda uma lógica de funcionamento que permite detectar atempadamente qualquer falha no processo de tratamento”.

Fonte: APA online

   
   

MULTIBANCO

   

A cobrança de taxas multibanco em levantamentos, depósitos ou pagamentos de serviços nas caixas automáticas pode valer uma multa até 44,89 mil euros.

 

A informação publicada em Diário da República explica que a tentativa de cobrar taxas sobre operações no multibanco, prática proibida pelo Governo, implica coimas que vão até aos 44,89 mil euros no caso das pessoas colectivas.

Para eventuais violações nas pessoas singulares, as multas oscilam entre 3,75 e 3.740 euros, sendo que a fiscalização destas regras fica a cargo do Banco de Portugal.

No mesmo documento também se explica que "a tentativa ou a negligência são puníveis, sendo nesses casos reduzidos em metade os limites mínimos e máximo das coimas previstas"

Fonte: Diário Económico

   
   

EURIBOR

   

As taxas interbancárias recuaram hoje em todas as maturidades. O prazo a 3 meses está agora no nível mais baixo de sempre.

 

Assim, a Euribor a 3 meses, a mais usada nos empréstimos às empresas, desceu para 0,699%, um novo mínimo de sempre. Já o prazo a seis meses, o indexante de referência no cálculo dos juros do crédito à habitação, recuou para 0,995%, ao passo que a taxa a 12 meses deslizou para 1,249%.

No entanto, as boas notícias deverão ficar por aqui. Para quem revê a prestação agora em Janeiro, esta deverá ser a última revisão em baixa durante os próximos meses. Aliás, a tendência promete esgotar-se para todos os prazos de revisão durante o primeiro semestre de 2010.

Embora os sinais do Banco Central Europeu apontem para a subida de juros apenas no terceiro ou quarto trimestre de 2010, as taxas Euribor deverão começar a normalizar já no início do próximo ano para valores mais consistentes com a taxa de referência. Os futuros sobre a Euribor a três meses negoceiam já com base nesse cenário, descontando uma subida ligeira já em Janeiro.

As Euribor costumam seguir a taxa de juro de referência do BCE e influenciam directamente a prestação da casa das famílias e o custo dos empréstimos dos bancos às empresas.

Fonte: Diário Económico

   
   

Sistema de Normalização Contabilística (SNC)

   

Maior responsabilização dos empresários

 

As novas regras de contabilidade exigem uma maior participação dos empresários na fotografia actualizada das suas empresas. Um efeito da aplicação do Sistema de Normalização Contabilística (SNC) que se traduz numa maior responsabilização dos empresários, cuja falta de adequação às novas regras pode resultar em coimas até 15 mil euros.

O novo regime - cuja implementação decorrerá durante 2010 e estará reflectido nas demonstrações financeiras fechadas já em 2011 - exige uma maior iniciativa dos donos das pequenas e médias empresas, o objecto central deste processo. As associações empresariais têm vindo a colaborar com a Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas em acções de formação, que irão prolongar-se durante os próximos meses.

Embora alguns dos conceitos mais estruturais sejam opcionais, o objectivo da aplicação deste regime é retratar de forma mais fiel a situação económica das empresas e, ao mesmo tempo, adaptá-las ao contexto contabilístico internacional, onde estas regras já estão em vigor.

Por outro lado, o SNC abre a porta a uma maior subjectividade na análise das contas, em particular na valoração do património e no cálculo do retorno que determinados investimentos poderão dar no futuro.

Lembramos que a APIRAC promoveu uma acção de formação para o passado mês de Dezembro com uma equipe de formadores da OTOC e da Comissão de Normalização Contabilística que infelizmente não se realizou por ter registado apenas duas! inscrições. Alertamos, mais uma vez, os empresários do Sector para a pertinência deste assunto, que merece a maior atenção. Em 2010 constam do plano de formação da APIEF novas calendarizações para a sua realização.

   
   

Calendário para as novas regras contabilísticas

   

31 de Dezembro de 2009 - Contas fechadas em POC

 

O exercício de 2009 será fechado de acordo com o Plano Oficial de Contabilidade (POC) e respeitando as regras em vigor antes da introdução do Sistema de Normalização Contabilística (SNC). Depois, os dados em POC serão convertidos no SNC.

Durante 2010 - Período de transição
Desde 1 de Janeiro, os gestores podem trabalhar, em conjunto com os técnicos oficiais de contas, na adaptação da situação da empresa ao SNC, de modo a retratar o seu património de acordo com as novas regras já no próximo relatório e contas.

31 de Dezembro de 2010 - SNC totalmente implementado
Nas contas relativas ao exercício de 2010, o património das empresas já estará totalmente reflectido de acordo com o SNC e o exercício anterior estará também readaptado ao novo sistema, desaparecendo por completo os critérios do POC.

   
    Conferência IAPMEI | Empresas Associadas da APIRAC
   

SINERCLIMA’10, Exposalão Batalha, 25.Fevereiro.2010, 15H00-17H00

 

Este é um projecto pensado numa parceria com o IAPMEI abraçando todo o sector da Refrigeração e Climatização, embora observando as diversas especificidades próprias dos segmentos de mercado que compõem a cadeia de negócio do sector e que se encontram integrados na representatividade sectorial da APIRAC.

Integrado no Ciclo de Conferências do Programa de Actividades Paralelas do SINERCLIMA, este encontro pretende cumprir dois objectivos:

  1. Apresentar e informar sobre a pareceria e seu programa de intervenções;
  2. Divulgar e esclarecer os empresários sobre instrumentos financeiros disponíveis às empresas para reforço da sua competitividade.

A participação será sectorialmente transversal e a comunicação orientada numa lógica da Competitividade, Qualidade, Financiamentos e Seguros de Crédito permitindo apresentar e debater instrumentos disponíveis para as empresas do nosso Sector, caracterizado por diferentes segmentos de actividade, mas onde, sem duvida, a Instalação e a Manutenção assumem cerca de 85% do mercado, sendo este o ambiente mais instável, tendo em conta a sua inserção na orla Construção.

Este encontro será sequenciado ao longo do ano por três workshops dirigidos a segmentos específicos da actividade. Estas sessões de trabalho considerarão, para além de representantes do IPAMEI, da APIRAC e das empresas associadas da APIRAC, a participação de observadores que enriqueçam os painéis de discussão em torno da especificidade da actividade dos segmentos participantes.

O objectivo destas realizações consiste na análise de diagnóstico, resultante de encontros interactivos com empresas, que permita delinear um plano de acções consistente com as necessidades empresariais do sector, numa óptica do fortalecimento da sua competitividade.

Caro associado, concilie a sua visita ao SINERCLIMA com a participação num encontro de inquestionável valor informativo para sua empresa, recebendo informação e questionando directamente o IAPMEI sobre instrumentos disponíveis para apoiar a sua actividade.

A participação é gratuita, mas sujeita a confirmação de presença, através de preenchimento de ficha de inscrição, que poderá descarregar aqui, e envio para os serviços de Comunicação e Imagem da APIRAC, podendo utilizar os seguintes contactos:

comunicacao-imagem@apirac.pt | fax: 213 474 576

   
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 213 224 260
Telm: 964 942 931
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 


Inscreva-se Já!



     
   
   

Substitutos nas actuais limitações ao uso do R-22

     
 

A entrada em 2010 trouxe problemas acrescidos, mas não inesperados, na utilização do R-22. A grande maioria dos técnicos de Ar condicionado e Refrigeração, e naturalmente a totalidade dos que adquiriram as suas competências como Técnicos dos Grupos A-B-C ou os TIM 2-3 – portanto ainda sobram alguns, mas poucos – sabem que o R-22 já só pode ser retirado e reposto no mesmo equipamento, conforme o que diz o Reg.(CE) 1005/2009 [o substituto actualizado do Reg.(CE) 2037/2000], salvo se entretanto houver uma abertura que, com grande expectativa, aguardamos (ver o nosso Editorial de hoje, desta mesma Newsletter).

Por causa disto têm sido colocadas bastantes questões ao Dep.Técnico da APIRAC, a maior parte das vezes a tentar saber-se com que fluidos se pode fazer o retrofit e que consequências daí advêm. Sabido como não há uma regra única, pois cada caso tem as suas próprias especificidades e exigências diferentes, cremos, será preferível aceder-se a uma informação geral onde tudo se encontre. Por exemplo, se dissermos que o R-422D é uma mistura adequada para em baixas e médias temperaturas se fazer o retrofit nos circuitos a R-22 em sistemas frigoríficos, isso não trará grande novidade. Mas se dissermos que a válvula expansora termostática não precisa de ser mudada, que também não haverá que fazer mudança do óleo lubrificante, ou que a sua temperatura de descarga, mais baixa, faz do R-422D a solução mais económica por daí resultarem significativas economias de energia, isso, talvez não seja tão imediato.

Informações deste tipo encontram-se completamente disponíveis e sistematizadas no site que abaixo vos indicamos. Experimentem entrar e logo a seguir ir para Products e aí escolher Refrigerants e fazer click em cada uma das garrafas do conjunto apresentado. Cada uma, por si só e logo à vista, bem evidente, traz informação utilíssima. Verdadeira utilidade, pela certa!   

Para aceder ao site, faça click aqui

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

Lei Orgânica do Governo

     
   

Decreto-Lei n.º 321/2009, de 11 de Dezembro - Aprova a Lei Orgânica do XVIII Governo Constitucional.

   
   

Internacionalização da economia - Estratégia

     
   

Resolução de Conselho de Ministros n.º 115/2009, de 15 de Dezembro - Estabelece as medidas que concretizam a estratégia de internacionalização da economia.

   
   

IRS - declaração modelo 3 - novos impressos

     
   

Portaria n.º 1404/2009, de 10 de Dezembro - Aprova os novos modelos de impressos a que se refere o nº I do artigo 57º. do Código do IRS.

   
   

Registo Predial

     
   

Portaria n.º 1406/2009, de 11 de Dezembro - Cria a Conservatória do Registo Predial de Lisboa, de 1ª classe, por fusão das 1.ª à 9ª. Conservatórias do Registo Predial de Lisboa.

   
   

Saúde - taxas moderadoras

     
   

Decreto-Lei n.º 322/2009, de 14 de Dezembro - Revoga o artigo 148º. da Lei n.º 53-A/2006, de 29 de Dezembro, e o artigo 160º. da Lei n.º 64-A/2008, de 31 de Dezembro, eliminando as taxas moderadoras para acesso a internamento e acto cirúgico realizado em ambulatório, no âmbito do Serviço Nacional de Saúde.

   

 

   
    APIEF e APIRAC
    Estágios Profissionais em Empresas do SECTOR, GRATUITOS e SEM ENCARGOS
 

» Sistema Aprendizagem - Colocação de formandos em Entidades de Apoio à Alternância

A APIEF – Centro de Formação Profissional de Indústria Térmica, Energia e Ambiente, na sequência do protocolo estabelecido com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado, aguardam candidaturas das empresas para colocação de Formandos na vertente:

As empresas interessadas em receber formandos, queiram por favor contactar ou através de e-mail formacao@apirac.pt ou através do n.º de telefone 213 224 260, de forma a registarmos o vosso interesse.

     
   
     
    SINERFOTO APIRAC 2010
    1º Concurso de Fotografia do Sector

 

A APIRAC está a organizar o 1º Concurso de Fotografia do Sector AVAC&R.

Este desafio é lançado a todos os interessados e com gosto pela fotografia, (Associados e não Associados) a participar na 1ª edição do SINERFOTO APIRAC 2010.

O SINERFOTO APIRAC pretende vir a ser uma iniciativa de amostras de Fotografias enquadradas com a actividade do Sector e que irão estar em exposição permanente no Salão Internacional de Refrigeração – Feira SINERCLIMA’10, na Exposalão Batalha nos dias 25, 26, 27 e 28 de Fevereiro de 2010

> VER GALERIA ON-LINE

Ao participar neste Concurso, habilita-se a ganhar um dos fins-de-semana que temos para oferecer aos vencedores.

Inscreva-se e comece na sua aventura fotografica.
Divirta-se e Boa Sorte!

» Clique aqui para aceder ao Regulamento do Concurso. «

Para obter todas as informações e regulamento do Concurso queiram contactar:

Contactos:
Tel.: +351 21 3 224 260
e-mail: sinerfoto@apirac.pt
website: www.apirac.pt

   
   

Atelier do Projectista - SINERCLIMA'10

   

 

   

A APIRAC – Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado tem o prazer de convidar V. Exas. para participação gratuita como expositor no espaço “Atelier do Projectista”, integrante da Feira SINERCLIMA’10, a decorrer na EXPOSALÃO - Centro de Exposições, S.A. – Batalha, durante os dias 25, 26, 27 e 28 de Fevereiro de 2010, das 11H00 às 20H00.

O Atelier do Projectista será um espaço inteiramente dedicado às ferramentas de trabalho e pesquisa dirigidas para o mercado da Energia, Climatização e Qualidade do Ar Interior. Este será um local dentro da Feira SINERCLIMA onde poderão divulgar as vossas obras, tais como:

• Livros

• CD-ROMs

• Projectos

• Revistas

• Vídeos

• Etc.

• Software

• Monografias

 

O Atelier do Projectista pretende constituir-se como um incentivo aos visitantes do SINERCLIMA permitindo proporcionar intercâmbio de ideias, projectos e a realização de Workshops e Apresentações diversas.

Para saber tudo clique aqui

Contactos:
APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado | Lisboa
Tel.: +351 213 224 260 | comunicacao-imagem@apirac.pt

   
    SINERCLIMA 2010
    EXPOSALÃO |25-26-27-28 de Fevereiro'10

 

A APIRAC já está a preparar a terceira edição da Grande Feira do Sector de Energia, Refrigeração, Climatização, Qualidade do Ar Interior e Energias Renováveis - SINERCLIMA 2010.

Novamente na Exposalão Batalha, durante quatro dias, onde certamente encontrará bons contactos, novidades, parcerias de negócios e profissionais da área e ainda um conjunto de conferências e colóquios com a participação dos principais agentes com responsabilidade tutelar e técnica no mercado.

Não perca esta oportunidade, tanto como expositor, como visitante, renove contactos e crie ambiente aos bons negócios. Agende a sua presença na SINERCLIMA.

PROGRAMA DAS SESSÕES PARALELAS
»
Consulte aqui o PROGRAMA DAS SESSÕES PARALELAS a decorrer na SINERCLIMA'10 (clique para aceder)

Contactos:
APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado | Lisboa
Tel.: +351 213 224 260 | comunicacao-imagem@apirac.pt

EXPOSALÃO - Centro de Negócios | Batalha
catarinaalves@exposalao.pt | rogeriohenriques@exposalao.pt

     
   
    Se pretender fazer um coméntário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
     
 

 


Outras Publicidades