A APIRAC vai lançar em Janeiro de 2011 o Cartão Associado APIRAC, que para além de ser o cartão identificativo das Empresas Associadas, incorpora um conjunto de vantagens e benefícios, num leque que já ultrapassa as 2.500 parcerias, em áreas distintas a nível nacional, nomeadamente Negócios, Educação, Cultura, Saúde e Lazer.

A APIRAC através do site do Cartão Associado APIRAC informará os seus Associados de todos os seus parceiros e as suas condições especiais na aquisição de bens e serviços, bem como os contactos e localizações das lojas, decorrentes de protocolos firmados com as entidades parceiras do projecto.

Diante do período difícil com que nos deparamos, pessoas e empresas têm que procurar saídas criativas. A APIRAC entendeu, que seria este um momento de grande oportunidade para o lançamento deste projecto, respondendo a aspirações dos seus Associados, que não poderiam ser ignoradas, e ajudando a minimizar custos nas empresas e para cada utilizador em particular.

Agora, pois, é hora de colocar em prática a audácia e fazer os ajustes ou as mudanças necessárias e outras, ainda mais arrojadas, que a necessidade nos aponta como inadiáveis.

Curiosamente, a origem da palavra “crise” vem do grego Krisis, que significa acção ou faculdade de distinguir, acção de escolher, decidir, julgar. Esta concepção original mostra-nos que na sua origem a palavra “crise” não apontava para um significado pejorativo, mas sim um momento marcante e importante, até de reviravolta. Ou seja, “crise” significa um momento de riscos e ameaças, mas também podemos estar defronte de uma grande oportunidade na vida.

Assim, a APIRAC procurando apoiar continuamente os seus Associados, ao acrescentar valor ao cartão Associado APIRAC, procura ajustar soluções às necessidades das empresas e do sector, que vivem neste momento uma fase de grande ansiedade e busca de novas soluções, minimizando os custos inerentes às reais necessidades de cada um.

Apresente o Cartão Associado APIRAC todas as vezes que realizar as suas compras e ganhe em cada compra vantagens únicas que tornam mais fácil a opção por bens e serviços.

    Sofia Sequeira
Comunicação e Imagem| APIRAC
     
   
   

Nova Comissão de Distribuidores da APIRAC tomou posse

     
 

Na sequência da dissolução da anterior comissão e após convite da Direcção da APIRAC, realizou-se em reunião realizada na passada segunda-feira, 29 NOV.10, na sede da associação, em Lisboa, a primeira reunião formal da nova Comissão de Distribuidores de Equipamentos de AVAC.

Tomaram posse os seis elementos convidados para constituírem a nova Comissão de Distribuidores, que passou a ser constituída (pela ordem da fotografia, da esquerda para a direita), pelos seguintes elementos, em representação das respectivas empresas: Carlos Barata (Nónio Hiross), Nuno Lourenço – Vice-Presidente (LG Electronics), José Adriano – Presidente  (DX-Por-Toshiba),  Jorge Carvalho (Daikin), Carlos Pedrosa (Caupel) e, apesar de involuntariamente ausente, Jerónimo Barbosa (Relopa).

Delineadas as primeiras linhas de actuação para a nova reformulada CD, deseja-se aos seus membros útil e profícuo trabalho e que saibam manter ao longo do seu mandato como membros da comissão o entusiasmo e o querer denotados.

   
   

Amb3E ganha Prémio Eficácia

     
 

A Amb3E, em conjunto com a agência Young & Rubicam, foi distinguida com a medalha de bronze pelo spot publicitário alusivo ao Ponto Electrão para lâmpadas no âmbito dos Prémios Eficácia, iniciativa organizada pela Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) e pela Associação Portuguesa de Agências de Publicidade (APAP).

O anúncio televisivo divulga o Ponto Electrão para Lâmpadas, um alerta para a necessidade de encaminhar correctamente este tipo de resíduos que inclui algumas substâncias perigosas.

Actualmente a Amb3E conta com um total de 158 locais com Ponto Electrão, distribuídos por todo o País, inclusivamente nos arquipélagos da Madeira e dos Açores, 58 desses locais com Ponto Electrão exclusivo para lâmpadas.

A deposição de REEE e de pilhas e acumuladores usados pode também ser feita directamente nos 397 locais de recepção abertos ao público, que integram a rede desta entidade gestora.

Fonte: Amb3E

   
   

Primeira fábrica de regeneração de óleos industriais entra em funcionamento em 2011 na Chamusca

     
 

É a primeira fábrica de regeneração de óleos usados a ser instalada em Portugal. A nova unidade vai ser instalada Eco-parque do Relvão, na Chamusca, e terá capacidade para tratar 20 mil toneladas de óleos lubrificantes usados de motores, máquinas e turbinas, como explicou ao jornal Público o responsável pelo projecto, Rui Lopes, engenheiro da Enviroil, empresa participada da SUMA (do Grupo Mota-Engil). O contrato promessa de compra e venda do terreno para a fábrica foi assinado esta semana com a EGEO.

Esta unidade vai recuperar os lubrificantes através da descontaminação e fragmentação dos óleos que os compõem, ajudando a resolver o problema da solução a dar a estes produtos, que são o fluxo de resíduos perigosos produzido em maiores quantidades no nosso país.

Actualmente, são recolhidas cerca de 30 mil toneladas destes óleos. Metade segue para a unidade actual da Enviroil onde são queimados para produzir electricidade; entre seis a sete mil toneladas são exportadas para regeneração e o resto é usado na indústria cerâmica.

A nova unidade ambiciona tratar entre 60 a 75 por cento do óleo recolhido, ultrapassando largamente a meta legal que, desde 2003, estabelece um mínimo de 25 por cento de regeneração destes produtos. Por enquanto, «a legislação não é muito encorajadora», declarou Rui Lopes ao Público. «Não temos garantias do Ministério do Ambiente mas já lhe demos conta das nossas preocupações e acredito que estão cientes dos desafios que temos pela frente. Só conseguimos competir com tecnologia idêntica, nunca com a incineração, porque este é um processo caro», esclarece.

Fonte do gabinete de imprensa do Ministério do Ambiente confirmou ao Público que «está a ser equacionado o aumento das metas, no contexto da transposição da Directiva Quadro dos Resíduos, que está em curso».

A unidade será construída de forma faseada, conforme a evolução do mercado, e deverá entrar em funcionamento no final de 2011. No entretanto, a Enviroil prevê que, no futuro, possa reconverter a sua unidade actual em Torres Novas e deslocalizá-la para a Chamusca. A unidade, a funcionar há cerca de dez anos, «tem a tecnologia que era a solução à data. Esta nova unidade representa a evolução natural».

Fonte: Público

   
   

Finanças

   

DGCI inicia operação "Software de Facturação"

 

Com a publicação da portaria nº 363/2010 os softwares de facturação passam a partir de 1 de Janeiro de 2011 a ter que ser certificados pela DGCI - Direcção Geral dos Impostos.

A obrigação vale a partir de 1 de Janeiro de 2011, no caso dos sujeitos passivos que no ano anterior tenham tido um volume de negócios superior a € 250 000. A partir de 1 de Janeiro de 2012, a exigência de utilização de programas de facturação certificados passará a abranger também os sujeitos passivos que, no ano anterior, tenham tido um volume de negócios superior a € 150 000.

Esta medida da DGCI surge da necessidade de definir as regras para que os programas de facturação observem requisitos que garantam a inviolabilidade da informação inicialmente registada pelas empresas evitando-se, assim, a adulteração dos dados registados, num contexto de crescente e generalizada utilização de sistemas de processamento electrónico de dados, nomeadamente para facturação de bens e serviços.

Fonte: Ministério das Finanças e da Administração Pública

   
   

Finanças

   

Recibos verdes electrónicos entraram em vigor

 

Foi publicada no passado dia 29 de Novembro de 2010, a Portaria que aprova o modelo oficial designado de “recibo verde electrónico”, tendo entrado em vigor dia 1 de Dezembro.

Com a referida portaria pretende-se consagrar a desmaterialização do modelo de recibo para efeitos do IRS, a emitir obrigatoriamente pelos titulares de rendimentos da categoria B daquele imposto, tornando dispensáveis as despesas com os procedimentos actuais de aquisição, emissão e conservação dos recibos modelo n.º 6 conhecidos por “recibos verdes”.

O novo sistema é totalmente gratuito, dispensando os contribuintes da compra das cadernetas de recibos e eliminando os custos de envio.

A emissão do “recibo verde electrónico”passará a ser obrigatória a partir de 1 de Julho de 2011. Contudo, entre 1 de Dezembro de 2010 e 30 de Junho de 2011 vigorará um período experimental, durante o qual os contribuintes podem também utilizar o novo sistema ou continuar a adquirir nos Serviços de Finanças recibos sem preenchimento em suporte papel.

Para os contribuintes que actualmente não são obrigados à entrega das declarações de IRS/IRC e de IVA por via electrónica, é facultativa a emissão do recibo electrónico, podendo utilizar o novo sistema ou continuar a adquirir nos serviços de Finanças recibos sem preenchimento em suporte papel.

Fonte: Ministério das Finanças e da Administração Pública

   
    Questionário às necessidades de valorização dos fluidos frigorigéneos, nomeadamente o R22
     
 

Tendo em conta o Questionário lançado a todos os Associados da APIRAC, pela sua Circular Nº 22/2010 de 22 de Outubro último, onde se informava que a APIRAC pretendia criar um serviço de apoio aos seus Associados, em particular aos do segmento de Instalação, Manutenção e Assistência Técnica, através do CENTERM, com o objectivo de reencaminhar fluidos frigorigéneos para tratamento, segundo a legislação respectiva, sobretudo por valorização, o Departamento Técnico (DT) da APIRAC vem revelar os resultados das respostas ao referido questionário, obtidas até ao momento.
 
Assim regista-se pouca participação, por parte dos Associados, o que indicia que a maioria não deve ter necessidades imediatas, ou perspectivas futuras de recuperação desses fluidos e seu tratamento para reaproveitamento.

Como os resultados obtidos não são conclusivos e não nos permitem avançar de momento com este projecto, a APIRAC informa que continuará atenta à situação e caso se venha a verificar real interesse dos seus Associados, sobre este assunto, que reavaliará as condições para que se decida avançar com o serviço de apoio referido.

O DT continuará com as sua consultas, nomeadamente através da Comissão de Instaladores da APIRAC, e junto de potenciais interessados na utilização deste serviço.

     
   
   

Estágios Profissionais
Sistema Aprendizagem

   

Novos Cursos em Lisboa

 

A APIEF iniciou mais uma série de cursos que no decurso da formação leva os formandos a realizar uma formação prática em contexto de trabalho, vulgo, estágio sendo necessária a participação de empresas para podermos concluir o processo formativo. Assim, necessita o nosso Centro de Formação de parceiros para acolher estagiários nas áreas que se indicam:

  • TÉCNICO DE REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO – APRENDIZAGEM Duas turmas - 40 Estagiários

  • INSTALADOR DE SISTEMAS SOLARES TÉRMICOS – APRENDIZAGEMUma turma - 20 Estagiários

Aspectos Técnicos:

  • Não existe qualquer contrapartida financeira de parte a parte;
  • Os custos com os formandos bem como os seguros são suportados pelo IEFP;
  • Necessária a designação de um Tutor;
  • No final da formação terá que ser enviada uma avaliação;
  • No final de cada mês terá que ser enviada a assiduidade dos formandos via fax ou email;
  • Assinatura de um protocolo / contrato entre as entidades envolvidas.

Os interessados deverão manifestar interesse junto dos contactos que a seguir se indicam:

Contactos:
Dra. Margarida Alvadia

Tel: +351 213 540 011
e-mail: margarida.alvadia@apief.pt

     
   
     

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 265
Telm: 967 830 953
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 253 554 288
Telm: 967 446 860
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 


     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

Região Autónoma dos Açores - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 30/2010/A. D.R. n.º 221, Série I de 2010-11-15 - Estabelece o regime jurídico da avaliação do impacte e do licenciamento ambiental.

   

   

Ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior

     
   

Portaria n.º 1189/2010. D.R. n.º 223, Série I de 2010-11-17 - Procede à identificação de domínios de habilitação para a docência em vários graus de ensino.

   
   

Região Autónoma dos Açores - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 31/2010/A. D.R. n.º 223, Série I de 2010-11-17 - Estabelece medidas de prevenção, controlo e redução da presença de roedores invasores e comensais.

   
   

Ministérios das Finanças e da Administração Pública e do Ambiente e do Ordenamento do Território

     
   

Portaria n.º 1190/2010. D.R. n.º 224, Série I de 2010-11-18 - Estabelece os factores de correcção extraordinária das rendas para o ano de 2011.

   
   

Presidência do Conselho de Ministros

     
   

Resolução do Conselho de Ministros n.º 93/2010. D.R. n.º 230, Série I de 2010-11-26 - Determina a elaboração do Roteiro Nacional de Baixo Carbono 2020 e de planos sectoriais de baixo carbono, bem como do Programa Nacional para as Alterações Climáticas 2020.

   
   

Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

     
   

Portaria n.º 1201/2010. D.R. n.º 231, Série I de 2010-11-29 -Estabelece os requisitos técnicos a que fica sujeita a atribuição de licença para o exercício da actividade de operação de pontos de carregamento da rede de mobilidade eléctrica.

   
   

Ministérios da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento e do Ambiente e do Ordenamento do Território

     
   

Portaria n.º 1202/2010. D.R. n.º 231, Série I de 2010-11-29 - Estabelece os termos aplicáveis às licenças de utilização privativa do domínio público para a instalação de pontos de carregamento de baterias de veículos eléctricos em local público de acesso público.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Assembleia Legislativa

     
   

Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira n.º 6/2010/M. D.R. n.º 231, Série I de 2010-11-29 - Aprova o Orçamento da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira para o ano de 2011.

   

 

   
    APIEF
    Estágios Profissionais em Empresas do SECTOR, GRATUITOS e SEM ENCARGOS
 

» Sistema Aprendizagem - Colocação de formandos em Entidades de Apoio à Alternância

A APIEF – Centro de Formação Profissional de Indústria Térmica, Energia e Ambiente, na sequência do protocolo estabelecido com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) e a APIRAC - Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado, aguardam candidaturas das empresas para colocação de Formandos na vertente:

As empresas interessadas em receber formandos, queiram por favor contactar ou através de e-mail formacao@apirac.pt ou através do n.º de telefone 213 224 260, de forma a registarmos o vosso interesse.

     
   
     
   

Seminário Estratégias para a Segurança e Higiene no Trabalho

    Lisboa | 13 de Dezembro de 2010

 

A Saúde e a Segurança no local de trabalho representam hoje uma das vertentes mais importantes e avançadas da política social da União Europeia. Os trabalhos realizados em AVAC&R revestem-se de particular vulnerabilidade em termos da Segurança de pessoas e equipamentos, pela diversidade de abordagens a que os técnicos tem que acudir e pelo grau de risco a que essas abordagens obrigam. Ciente desta importância a APIEF levará a efeito um Seminário subordinado ao tema Estratégias para a Segurança e Higiene no Trabalho nas Empresas, em que esta realidade do trabalho em AVAC será dominante e que terá lugar no próximo dia 13 de Dezembro no Auditório do Instituto Português da Juventude.

Mais informações:
APIEF - Centro de Formação Profissional Indústria Térmica, Energia e Ambiente | Tel.: 213 540 011 | Fax: 213 554 135
Dra. Filipa Mendes - filipa.mendes@apief.pt

   
   

CLIMAMED 2011 - 1st call for papers

    Madrid, ESPANHA | 2 a 3 de Junho de 2011

 

Já na sua 6ª edição, o CLIMAMED’11 terá lugar em Madrid, Espanha, durante os dias 2 e 3 de Junho de 2011.

O 1st call for papers é a 1ª chamada aos oradores interessados em poderem apresentar a sua manifestação em participar no próximo CLIMAMED.

Estes são os 9 temas proposto para o Congresso:

  • Energia Solar Térmica e outras Energias Renováveis e suas aplicações aos Sistemas de Climatização
  • Eficiência Energética em Edifícios
  • Manutenção e Exploração de Edifícios
  • Impacto Ambiental e Protecção do Meio Ambiente
  • Qualidade do Ar Interior e Saúde
  • Sistemas de Ventilação
  • Parâmetros de Conforto: significado, aplicação e seu controlo
  • Qualidade das Instalações
  • Normalização e Regulamentação
Consultem o prospecto do evento, clicando aqui

Mais informações:
ATECYR - info@atecyr.org · Tel. 91 767 13 55 · Fax. 91 767 06 38
www.atecyr.org

     
   
    Se pretender fazer um coméntário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
   
Para remover clique aqui e escreva STOP.
 

Patrocinadores Newsletter