Realizou-se na passada quinta-feira, dia 31 de Março, a Assembleia-geral de Associados da APIRAC. Ponto alto do calendário anual associativo, constitui por excelência o momento que permite o encontro entre todos os que se interessam pela actividade da Associação, do funcionamento do mercado e que por essa via procuram acautelar e preparar a sua própria actividade face aos novos desafios que se colocam às organizações nos tempos que vivemos.

É este portanto o local apropriado para de forma elevada se colocar as grandes questões com que se deparam as empresas, tanto no plano das dificuldades sentidas, como nos caminhos a seguir. É assim um espaço de debate e discussão em torno da procura de soluções, do lançamento de temas para reflexão. Por sua vez, os órgãos de gestão e as comissões poderão enriquecer as suas agendas de trabalho com novos assuntos e prioridades de interesse colectivo.

A Assembleia-geral teve como ponto principal da agenda a apreciação, discussão e votação do relatório de gestão e contas do exercício findo. Mereceu aprovação com trinta e três votos a favor, uma abstenção e zero votos contra. Participaram no total cerca de sessenta pessoas, entre representantes de empresas, membros dos órgãos sociais e dos serviços da Associação.

Acresce que esta Assembleia foi ainda lugar para a renovação, por eleição, dos órgãos sociais que assumirão mandato para os anos 2011 a 2013. A este propósito, enaltecer o contributo que agora cessa das empresas TRADIVAGA, SANDOMETAL e ALFACLIMA, que muito deram ao longo de vários mandatos em prol do nosso Sector. Alento e força para os que entram, no caso LG ELECTRONICS, GEOTERME, POLITÉRMICA e NUNO STROTHMAN & RIBEIRO.

Realce ainda para o jantar convívio que decorreu no seguimento dos trabalhos, desta vez concentrados no VIP Grand Lisboa Hotel & Spa, na Rua 5 de Outubro, em Lisboa.

    Nuno Roque
Secretário-Geral
     
   
   

Assembleia-Geral de Associados de 31-03-2011

    Eleição de novos corpos sociais - Triénio 2011-2013

 

Conforme convocatória, decorreu ontem no VIP Grand Lisboa Hotel & Spa a Assembleia-Geral ordinária de Associados que permitiu, no cumprimento da agenda de trabalhos, eleger os novos corpos sociais, que desempenharão funções no mandato para o triénio de 2011 a 2013. Tendo apenas sido apresentada a sufrágio uma única Lista, apresentada em continuidade pela anterior Direcção por ausência de qualquer outra, foram eleitos com trinta e três votos a favor e dois votos em branco as seguintes empresas:

MESA DA ASSEMBLEIA-GERAL

INSTEC – Estudos e Projectos de Instalações Técnicas, Lda. (Presidente)
Representada por Celestino Augusto Viegas Rodrigues.
TELEFRIO – Climatização e Ventilação, Lda. (Vice-Presidente)
Representada por José Eduardo das Neves Picolo.
GASPAR CORREIA – Instalações Técnicas Especiais, S.A. (Primeiro-Secretário)
Representada por António Ernesto Simões Correia.
DOMOSERVE – Gestão Técnica de Edifícios, Lda. (Segundo-Secretário)
Representada por João Miguel Lopes de Brito Saraiva Barreto.

DIRECÇÃO
FBCE - Consultores de Engenharia, Lda. (Presidente)
Representada por Fernando Quirino Calado de Brito.
LMSA – Engenharia de Edifícios, S.A. (Vice-Presidente)
Representada por Luis Carlos Correia Malheiro da Silva.
DAIKIN AIRCONDITIONING PORTUGAL, S.A. (Vogal)
Representada por Jorge Carvalho.
LG ELECTRONICS PORTUGAL, S.A. (Vogal)
Representada por Nuno Lourenço.
NUNO STROTHMANN & RIBEIRO, Lda. (Vogal)
Representada por José Ribeiro.
POLITÉRMICA, Indústrias Térmicas, Lda. (Vogal)
Representada por Manuel Rodrigues.
GEOTERME AUTOMAÇÃO, LDA. (Vogal)
Representada por António Vieira.

CONSELHO FISCAL
NÓNIO HIROSS – Representação e Instalação de Equipamentos Especiais, Lda. (Presidente)
Representada por Carlos Jorge Taborda Barata.
ISOLMOBEL – Projecto e Tecnologia de Interiores, Lda. (Vogal)
Representada por Jorge Silva.
ENVIPRIME - CONSULTORIA E ESTUDOS TÉCNICOS DE AMBIENTE E SEGURANÇA, SA. (Vogal)
Representada por João Valente.

   
   

Governo regulamenta informação sobre consumo de energia

     
 

O principal objectivo da nova legislação é possibilitar a escolha de produtos mais eficientes energeticamente pelos utilizadores finais. Assim, o decreto-lei aprovado esta quinta-feira pelo Conselho de Ministros obriga à colocação de etiquetas e à elaboração de fichas de informação sobre o consumo de energia e de outros recursos essenciais de produtos que tenham impacto no consumo de energia.

Este novo regime permite incluir nos produtos sujeitos a etiquetagem, os produtos dos sectores doméstico, comercial e industrial e alguns produtos que, embora não consumidores de energia, têm um considerável potencial de poupança de energia quando utilizados ou instalados.

Na sequência da Estratégia Nacional para a Energia (ENE 2020), o diploma tem em vista a promoção da eficiência energética e dar um contributo significativo para os objectivos da política de combate às alterações climáticas.

O diploma transpõe para a legislação nacional a Directiva n.º 2010/30/UE, do Parlamento Europeu e do Conselho de 19 de Maio de 2010, relativa à indicação do consumo de energia e de outros recursos por parte dos produtos relacionados com a energia, por meio de rotulagem e outras indicações uniformes relativas aos produtos.

Fonte: Ambienteonline

   
   

ADENE apoia a 2ª edição do curso CMVP em Portugal

     
 

A ADENE - Agência para a Energia vai apoiar a realização do segundo curso de Certificação de Profissionais de Medição e Verificação (CMVP) a ser ministrado em Portugal pela EVO – Efficiency Valuation Organization.

O curso realiza-se entre os dias 3 e 5 de Maio no Hotel Eurostars das Letras, em Lisboa, e pretende formar peritos nesta área. A formação é dirigida a engenheiros e arquitectos com experiência na área da eficiência energética.

Todas as informações sobre este curso estão disponíveis no site: www.evo-world.org/training_portugal.

Fonte: ADENE

   
   

Dia da Água: projecto português vai produzir energia ao abrir a torneira

   

 

 

Um projecto promovido pela Águas do Vouga vai permitir gerar energia pelo simples acto de abrir uma torneira de água.

O projecto chama-se TERESA (Turbina de Energia Renovável em Sistema de Abastecimento) e tem como parceiros a Spheraa, empresa que trabalha em produção de energia através de turbinas, e a Luságua, empresa da Águas do Vouga que tem como objectivo aproveitar o potencial energético das condutas de abastecimento público.

A solução passa por montar uma turbina de 85kw a montante do reservatório de abastecimento, numa conduta paralela à original, e para onde a água é desviada antes de entrar no reservatório. Como chega com muita pressão, a água acciona as pás da turbina e produz energia que é armazenada e posteriormente vendida à rede eléctrica nacional.

O objectivo é baixar os custos com energia, que rondam entre os 15 e 30% do total, contribuindo no futuro também para a redução da tarifa de água dos clientes.

Ainda segundo o Jornal de Notícias, a ministra do Ambiente já se mostrou interessada em replicar este modelo em instalações da Águas de Portuga.

Recorde-se que hoje se comemora o Dia Mundial da Água.

A Águas do Vouga é responsável pelo abastecimento de água a cerca de 250 mil habitantes de seis concelhos: Águeda, Aveiro, Albergaria-a-Velha, Estarreja, Ílhavo e Murtosa.

Fonte: Green Savers

   
   

Renováveis foram a principal fonte de electricidade em Espanha em 2010

     
 

As energias renováveis consolidaram-se como a primeira fonte de geração de electricidade em Espanha no ano passado, sendo responsáveis por 32,3 por cento da produção total.

Os dados foram revelados por Fabrizio Hernández, secretário de Estado da Energia, na apresentação do Balanço Energético de 2010 e Perspectivas para 2011, organizado pelo Clube Espanhol de Energia.

A produção eólica e hidroeléctrica representaram, em conjunto, 81,7 por cento da energia renovável gerada.

No sentido negativo está o aumento de 2,4 por cento na intensidade energética, a energia consumida por unidade de produto, um indicador importante para medir a competitividade espanhola.

Fonte: Público

   
   

Zorrinho avisa: Renováveis não são uma questão de caridade

     
 

O secretário de Estado da Energia e Inovação, Carlos Zorrinho, afirmou que as energias renováveis não são uma questão de caridade, mas de competitividade e que será mais competitivo quem tiver mais renováveis.

O governante comentou desta forma à agência Lusa, a ideia defendida pelo empresário e promotor da energia nuclear Pedro Sampaio Nunes, segundo o qual faria sentido instalar em Portugal uma central nuclear e criar uma taxa especial para que esta forma de energia financiasse as eólicas.

Para Carlos Zorrinho, a energia nuclear e outras «energias maduras» devem fundamentalmente financiar a sua própria evolução tecnológica.

Fonte: energiasrenovaveis

   
   

Energia das ondas avança em Peniche

     
 

A empresa finlandesa AW Energy vai instalar até Setembro tecnologia de produção de energia a partir das ondas na praia da Almagreira, Peniche, disse o presidente da câmara à Lusa.

"A empresa prevê que até ao final do Verão sejam montadas três máquinas", afirmou António José Correia.

O objectivo dos promotores passa por criar nessa praia um grande parque mundial de energia das ondas e entrar numa fase de exploração comercial do projecto com uma potência instalada entre os 50 e os 100 megawatts (MW). Se avançar para a fase comercial, o investimento ascenderá a 100 milhões de euros e colocará Portugal na linha da frente no segmento da produção mundial desta energia.Com um investimento entre 3 a 4,5 milhões de euros, o projecto-piloto prevê a instalação de dezenas de máquinas que permitirão ter uma potência total instalada de 1 MW, suficiente para produzir até 2 gigawatts (GW)/ano que, por sua vez, serão capazes de "abastecer um aglomerado com cerca de dois mil habitantes".Este equipamento foi testado pela primeira vez a nível mundial na praia da Almagreira em 2007, mas foi retirado da água por problemas técnicos, atrasando a concretização do projecto em cerca de três anos.

Fonte: energiasrenovaveis

   
   

Eleições

   

Presidente da República convocou eleições legislativas antecipadas para 5 de Junho

 

O Presidente da República anunciou ao país que aceitou o pedido de demissão do primeiro-ministro e que vai dissolver o Parlamento. Cavaco Silva convocou eleições legislativas antecipadas para 5 de junho.

"Estas eleições vão ter lugar num momento crítico", afirmou o Chefe de Estado. 

Na comunicação que fez ao país, Cavaco Silva assegurou que o executivo demissionário conta com o seu apoio para "adotar as medidas indispensáveis" para o funcionamento da economia.

O Presidente frisou que apesar da atuação do Governo ficar a partir de agora "circunscrita à prática dos atos estritamente necessários à gestão dos assuntos do Estado", o executivo "não está impedido de praticar os atos necessários à condução dos destinos do país, tanto no plano interno, como no plano externo".

   
   

Dedução de prejuízos fiscais - obrigatoriedade de ROC

   

 

 

A entrada em vigor do Orçamento de Estado para 2011, veio introduzir algumas alterações ao nível da dedutibilidade dos prejuízos fiscais incorridos em anos anteriores. Assim no caso de sociedades comerciais que tenham deduzido prejuízos fiscais em dois períodos de tributação consecutivos (p.ex. 2009 e 2010), a dedução no terceiro ano (2011) depende, da certificação legal das contas por revisor oficial de contas.

Com a respectiva publicação em 18 de Março a Portaria nº 111-A/2011 vem clarificar que a certificação legal de contas por revisor oficial de contas prevista no n.º 11 do artigo 52.º do Código do IRC é aplicável a todas as sociedades comerciais cujas contas ainda não se encontrem sujeitas a Certificação Legal nos termos da legislação aplicável e cujas entidades não sejam qualificadas como microentidades [empresas que, à data do balanço, não ultrapassem dois dos três limites seguintes: i) total do balanço - (euro) 500 000; ii) volume de negócios líquido - (euro) 500 000; iii) número médio de empregados durante o exercício – 5], e cujo prejuízo fiscal deduzido, nos dois últimos exercícios, seja inferior a € 150 000.

Assim o Revisor deverá certificar as contas relativas ao ano em que se pretende deduzir o prejuízo e realizar um trabalho específico sobre a razoabilidade do montante do prejuízo fiscal acumulado, adoptando para o efeito normas relativas a trabalhos com finalidade especial.

Por José Pedro Farinha

   
    Em Destaque o Parceiro: Midas Portugal
     
 

A APIRAC e a Midas Portuga, assinaram recentemente um protocolo que tem por objectivo a criação de uma relação de parceria entre a APIRAC e todos os serviços prestados pela MIDAS Portugal nas áreas de reparação de automóveis multimarca, incidindo a sua actividade nas mudanças de óleo, revisões, travões, amortecedores, pneus, escapes, baterias e ar condicionado. A Midas tem condições especiais e vantajosas para as empresas associadas da APIRAC que são detentoras do Cartão Associado APIRAC.

A Midas Portugal disponibiliza um conjunto de serviços e profissionais, num conjunto de mais de 60 centros espalhados pelo País.

As condições especiais genéricas concedidas pela MIDAS, são disponibilizadas no site do cartão, a partir de www.apirac.pt.

O Cartão Associado APIRAC é uma iniciativa da APIRAC, constituindo um serviço que presta aos seus associados com situação regular, com uma periodicidade anual que coincide com o ano civil, sendo renovável anualmente.

Mais informações clique aqui

     
   
   

Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho - Niveis 3 e 5

   

Abertas as inscrições

 

 




     
   
   

 

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 265
Telm: 967 830 953
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 253 554 288
Telm: 967 446 860
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 


     
   
   

HC R441a
Novo fluido frigorigéneo oferece 48% de economia de energia

     
 

O novo fluido frigorigéneo R441a é o primeiro fluido do tipo HC (hidrocarbonetos) aprovado para venda nos Estados Unidos pela exigente Agência de Protecção Ambiental EPA. Constituído por uma mistura de fluidos HC conhecidos, etano, propano, butano, e isobutano, tem características de trabalho em tudo idênticas à dos circuitos que fazem utilização do R134a.

A sua constituição, nas proporções dos seus componentes estabelecidas para comercialização conseguiram trazer a uso um fluido que consegue economias de energia da ordem dos 48% comparados com o R134a. Por outro lado, para obtenção dos mesmos desempenhos em termos de produção de frio ou calor os sistemas a R441a necessitam apenas de 25% de volume de fluido.

Estas duas particularidades fazem com que o problema da inflamabilidade dos seus componentes – que naturalmente se mantém na mistura – tenha perdido significado quando utilizado em aparelhos domésticos e comerciais de ar condicionado ou refrigeração ou de ar condicionado automóvel, pois em caso de rotura e fuga de fluido do circuito as quantidades são tão pequenas que não são consideradas perigosas as concentrações obtidas.

Por outro lado é um fluido amigo do ambiente com os índices ODP e GWP todos a zero.

Recomendamos uma visita ao site do fabricante deste novo fluido que mais tarde ou mais cedo estará vulgarizado nas pequenas aplicações de AVAC&R.

Para as instalações de maior envergadura foi inventada uma válvula de segurança que em caso de baixa da pressão no circuito desliga-o.

Para saber mais clique aqui

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

Ministério das Finanças e da Administração Pública

     
   

Decreto-Lei n.º 29-A/2011. D.R. n.º 42, Suplemento, Série I de 2011-03-01 - Estabelece as normas de execução do Orçamento do Estado para 2011.

   
   

Decreto-Lei n.º 36-A/2011. D.R. n.º 48, Suplemento, Série I de 2011-03-09 - Aprova os regimes da normalização contabilística para microentidades e para as entidades do sector não lucrativo e transpõe a Directiva n.º 2009/49/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 18 de Junho, e a Directiva n.º 2010/66/UE, do Conselho, de 14 de Outubro.

   
   

Portaria n.º 104/2011. D.R. n.º 51, Série I de 2011-03-14 - Aprova os modelos para várias demonstrações financeiras para microentidades.

   
   

Portaria n.º 106/2011. D.R. n.º 51, Série I de 2011-03-14 - Aprova o Código de Contas Específico para as Entidades do Sector não Lucrativo.

   
   

Portaria n.º 105/2011. D.R. n.º 51, Série I de 2011-03-14 - Aprova vários modelos de demonstrações financeiras aplicáveis às entidades do sector não lucrativo (ESNL).

   
   

Portaria n.º 107/2011. D.R. n.º 51, Série I de 2011-03-14 - Aprova o Código de Contas para Microentidades.

   
   

Ministério da Administração Interna

     
   

Decreto Regulamentar n.º 2/2011. D.R. n.º 44, Série I de 2011-03-03 - Introduz novos símbolos e sinais de informação relativos à cobrança electrónica de portagens em lanços e sublanços de auto-estradas e aos radares de controlos de velocidades, procedendo à quarta alteração do Regulamento de Sinalização do Trânsito, aprovado pelo Decreto Regulamentar n.º 22-A/98, de 1 de Outubro.

   
   

Região Autónoma dos Açores - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 3/2011/A. D.R. n.º 44, Série I de 2011-03-03 - Cria a Comissão Regional para a Igualdade no Trabalho e no Emprego dos Açores.

   
   

Presidência do Conselho de Ministros

     
   

Decreto-Lei n.º 33/2011. D.R. n.º 46, Série I de 2011-03-07 - Adopta medidas de simplificação dos processos de constituição das sociedades por quotas, passando o capital social a ser livremente definido pelos sócios.

   
   

Resolução do Conselho de Ministros n.º 20/2011. D.R. n.º 58, Série I de 2011-03-23 - Aprova medidas para incentivar a reabilitação urbana e dinamizar a economia no âmbito da Iniciativa para a Competitividade e o Emprego.

   
   

Ministério da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

     
   

Decreto-Lei n.º 34/2011. D.R. n.º 47, Série I de 2011-03-08  - Estabelece o regime jurídico aplicável à produção de electricidade por intermédio de instalações de pequena potência, designadas por unidades de miniprodução.

   
   

Portaria n.º 124/2011. D.R. n.º 63, Série I de 2011-03-30 - Estabelece o valor mínimo do seguro obrigatório de responsabilidade civil a celebrar pelas entidades instaladoras e montadoras de aparelhos de gás.

   
   

Ministérios das Finanças e da Administração Pública e da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento

     
   

Portaria n.º 99/2011. D.R. n.º 50, Série I de 2011-03-11 - Actualiza as taxas do imposto sobre os produtos petrolíferos e energéticos (ISP).

   
   

Ministério do Ambiente e do Ordenamento do Território

     
   

Decreto-Lei n.º 36/2011. D.R. n.º 48, Série I de 2011-03-09 - Estabelece obrigações relativas à exportação e importação de produtos químicos perigosos, assegurando a execução na ordem jurídica nacional do Regulamento (CE) n.º 689/2008, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 17 de Junho de 2008.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 4/2011/M. D.R. n.º 50, Série I de 2011-03-11 - Altera o Decreto Legislativo Regional n.º 2/2011/M, de 10 de Janeiro, que aprova o Orçamento da Região Autónoma da Madeira para 2011.

   
   

Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social e da Saúde

     
   

Portaria n.º 108-A/2011. D.R. n.º 51, Suplemento, Série I de 2011-03-14 - Primeira alteração à Portaria n.º 55/2010, de 21 de Janeiro, que regula o conteúdo do relatório anual referente à informação sobre a actividade social da empresa e o prazo da sua apresentação, por parte do empregador, ao serviço com competência inspectiva do ministério responsável pela área laboral.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 7/2011/M. D.R. n.º 53, Série I de 2011-03-16 -Segunda alteração ao Decreto Legislativo Regional n.º 37/2006/M, de 18 de Agosto, que adapta à Região Autónoma da Madeira o Decreto-Lei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, que estabelece o regime jurídico da urbanização e da edificação.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Presidência do Governo

     
   

Decreto Regulamentar Regional n.º 1/2011/M. D.R. n.º 53, Série I de 2011-03-16 - Fixa o valor do metro quadrado de construção para o ano de 2011 na Região Autónoma da Madeira.

   
   

Ministérios dos Negócios Estrangeiros, da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, do Trabalho e da Solidariedade Social e da Cultura

     
   

Portaria n.º 110-A/2011. D.R. n.º 53, Suplemento, Série I de 2011-03-16 - Primeira alteração à Portaria n.º 1103/2008, de 2 de Outubro, que estabelece o regime de concessão dos apoios técnicos e financeiros das medidas INOV-JOVEM, INOV Contacto, INOV Vasco da Gama, INOV-ART e INOV Mundus e define as respectivas normas de funcionamento e acompanhamento.

   

 

   
    APIEF - Estágios Profissionais
    Estágios Profissionais em Empresas do SECTOR, GRATUITOS e SEM ENCARGOS
 

» Sistema Aprendizagem - Colocação de formandos em Entidades de Apoio à Alternância

A APIEF iniciou mais uma série de cursos em Sistema Aprendizagem que integram no decurso da formação uma forte componente de estágio, que leva os formandos a realizar uma formação prática em contexto de trabalho, sendo para tal necessária a participação de empresas, designadas neste âmbito por entidades de apoio à alternância, para se poder concluir o processo formativo. Assim, informa a APIRAC aos seus associados que o nosso Centro de Formação APIEF necessita de parceiros para acolher estagiários nas áreas que se indicam:

Aspectos Técnicos:

  • Não existe qualquer contrapartida financeira de parte a parte;
  • Os períodos de estágio são concentrados em dois períodos do ano para melhor integração do formando e desenvolvimento da aprendizagem em situações de trabalho; previsivelmente em 2011,e para o primeiro período lectivo em curso, os estágios decorrerão nos seguintes períodos:
          » TRC - 07-03-2011 a 31-03-2011, e de 06-06-2011 a 06-07-2011 (300 horas),
          » ISST – 28-02-2011 a 18-03-2011, e de 06-06-2011 a 22-02-2011 (200 horas);
  • Os custos com os formandos, bem como os seguros são suportados pelo IEFP e APIEF;
  • Necessária a designação de um Tutor;
  • No final da formação terá que ser enviada uma avaliação;
  • No final de cada mês terá que ser enviada a assiduidade dos formandos via fax ou e-mail;
  • Assinatura de um protocolo/ contrato entre as entidades envolvidas.

As empresas interessadas em receber formandos, queiram por favor contactar: Dra. Margarida Alvadia                     
Tel: +351 213 540 011 | e-mail: margarida.alvadia@apief.pt

     
   
     
   

AcquaLifeExpo

   

Feira Internacional de Lisboa, Parque das Nações | 2 a 5 Junho'11

 

A 1ª edição do AcquaLiveExpo é a oportunidade de participar no Evento que preenche oespaço de negócios focalizado nos Sectores da Água, Energia, Resíduos e Ambiente. O AcquaLiveExpo proporcionará o contacto directo com profissionais nacionais eestrangeiros, promovendo a expansão do seu negócio.

Acções de Formação, Conferências, seminários, workshops, entre outras actividades, focarão temas actuais ede interesse para os Profissionais dos Sectores da Água, Energia, Ambiente e Resíduos.

ÁGUA, ENERGIA, RESíDUOS EAMBIENTE - UM DESAFIO GERACIONAl

Contactos para informações:
www.acqualiveexpo.fil.pt

   
   

CLIMAMED 2011

    Madrid, ESPANHA | 2 a 3 de Junho de 2011

 

Já na sua 6ª edição, o CLIMAMED’11 terá lugar em Madrid, Espanha, durante os dias 2 e 3 de Junho de 2011.

Estes são os 9 temas proposto para o Congresso:

  • Energia Solar Térmica e outras Energias Renováveis e suas aplicações aos Sistemas de Climatização
  • Eficiência Energética em Edifícios
  • Manutenção e Exploração de Edifícios
  • Impacto Ambiental e Protecção do Meio Ambiente
  • Qualidade do Ar Interior e Saúde
  • Sistemas de Ventilação
  • Parâmetros de Conforto: significado, aplicação e seu controlo
  • Qualidade das Instalações
  • Normalização e Regulamentação
Consultem o prospecto do evento, clicando aqui

Mais informações:
ATECYR - info@atecyr.org · Tel. 91 767 13 55 · Fax. 91 767 06 38
www.atecyr.org

     
   
    Se pretender fazer um coméntário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
   
Para remover clique aqui e escreva STOP.
 

Patrocinadores Newsletter