Indo ao encontro das empresas, a APIRAC desenvolveu em 2011 uma iniciativa a que se designou Um mês um Distrito. No decurso do ano transacto foi possível realizar um conjunto de cinco encontros, tendo as cidades de Castelo Branco, Leiria, Coimbra, Braga e Lisboa acolhido cronologicamente as diferentes edições. Participaram no conjunto 150 empresas. Para 2012 estão identificados como objectivos os Distritos de Setúbal, Faro, Porto, Vila Real e Viseu.

Coluna fundamental da intervenção associativa, o conjunto das Comissões de Trabalho, cada uma por si especializada por segmento, acompanha e discute assídua e regularmente as questões de pormenor subjacentes ao normal desenvolvimento da actividade das empresas. Hoje com agenda bastante definida as Comissões de Instalação, Manutenção e Assistência Técnica e a recém-criada de Sistemas de Gestão Técnica de Edifícios alimentam de forma inequívoca o plano de trabalhos da APIRAC. A crescente intensificação dos trabalhos das Comissões da APIRAC, bem como a participação nas reuniões e grupos de trabalho da AREA (Air Conditioning Refrigeration European Association) - a maior organização transnacional no espaço europeu de empresas do Sector – e da EHPA (European Heat Pump Association) permitem o acesso a fóruns de discussão das questões que marcam a agenda europeia, transmitindo por um lado a sensibilidade nacional e auscultando por outro a corrente comunitária nos diversos domínios da intervenção, legislação e regulamentação.

A APIRAC, tem como objectivo primordial - e admitimos que temos tentado muito concretamente não nos deixarmos desviar dessa direcção - promover a adequada estruturação do mercado, bem como o incremento dos sectores representados de acordo com os interesses da economia nacional e dos nossos associados, em ordem a estabelecer uma sã concorrência e progresso económico e social. Não obstante as dificuldades conhecidas e apreendidas por todos para um ano que se poderia designar por “ano de todos os perigos”, o trabalho de parametrização e ordenação do Sector continuará em 2012 com novidades nalgumas áreas de especialidade. O esforço conjunto não deixará certamente de gerar frutos, ajudando a marcar a diferenciação das empresas do Sector e dos seus profissionais, constituindo um importante investimento para o futuro.

    Nuno Roque
Secretário-Geral APIRAC
     
   
   

Pós-Graduações na APIEF

    Curso Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho (Nível 6)

 

A APIEF vai iniciar em Lisboa Pós Graduações em Segurança e Higiene no Trabalho que irão capacitar os formandos (licenciados ou bacharéis) com conhecimentos e competências necessárias ao exercício da profissão de TSST (decreto – lei nº 100 /2000, de 30 Junho).

O curso de nível 6 – Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho, terá a 1ª Edição a partir de 12 de Março/ Pós - Laboral : (18.00h-22.00h) (Seg/Qua/Sex) e a 2ª Edição a partir de 13 de Abril/ Pós- Laboral : Sex ( 19.00h-22.00h) e Sáb (10.00h/17.00h)

O curso terá no final uma dupla certificação: o Certificado de Técnico Superior de Segurança e Higiene no Trabalho (Nível 6) e o Certificado de Competências Pedagógicas – CCP (antes designado Certificado de Aptidão Profissional para a actividade de Formador).

A coordenação Cientifica do Curso está a cargo do Dr. Rui Soares, Coordenador de Emergência na Companhia Nacional de Petroquímica e tem como formadores reconhecidos especialistas em todas as áreas dos módulos formativos.

As inscrições terminam a 29 de Fevereiro de 2012.

Para informações e inscrições agradecemos o contacto com Dra. Filipa Mendes (filipa.mendes@apief.pt) ou as indicadas no programa do curso disponível em www.apief.pt.

   
   

QREN reabre apoio ao investimento

     
 

O início de 2012 em Portugal fica marcado pelo forte arranque dos incentivos financeiros no âmbito do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN). A 23 de dezembro foram lançados cinco novos concursos, concretamente no contexto do Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação (+E+I), envolvendo mais de 109 milhões de euros na sua totalidade. No entanto, para os próximos dias está previsto o surgimento de novos programas com verbas superiores.

Fruto de ter recebido luz verde, por parte de Bruxelas, à proposta de renegociação dos fundos do QREN, o Governo poderá, em várias frentes e de forma simultânea, injetar capital na economia, especialmente junto das empresas. Ajudar a salvar postos de trabalho é uma das metas a atingir e foi uma das promessas lusas deixada à Comissão Europeia.

Saiba mais aqui

Fonte: Vida Económica

   
   

Relatório sobre Resíduos Urbanos (ano 2010)

     
 

Encontra-se disponível para consulta e download, o Relatório sobre Resíduos Urbanos (RU) 2010. O presente relatório apresenta a caracterização da situação dos RU produzidos em Portugal Continental e na Região Autónoma da Madeira, no ano 2010.

Saiba mais em http://www.apambiente.pt/Paginas/default.aspx

Fonte: APA

   
   

Renováveis - Estatísticas Rápidas - Outubro 2011

     
 

O total da potência instalada renovável atingiu 10 299 MW, no final de Outubro de 2011.O aumento de potência, relativamente a Setembro, verificou-se na potência instalada hídrica, eólica e fotovoltaica.

A produção total de energia eléctrica, a partir de FER, regista, de Janeiro a Outubro de 2011, um decréscimo de 13%, relativamente ao período homólogo de 2010. Continua a registar-se um abrandamento desta descida, atendendo ao decréscimo menos acentuado, verificado entre Julho e Outubro, da produção hídrica (-12%). Relativamente ao mês homólogo do ano anterior, regista-se uma subida de 7%, em Outubro, salientando-se, ainda, uma subida de 26% na produção da bacia do Douro.
A produção eólica, de Setembro a Outubro de 2011, cresce 2% relativamente ao período homólogo do ano anterior, verificando-se, em Outubro, um acréscimo de 8% relativamente ao mesmo mês de 2010.

Fonte: DGEG

   
   

Tudo o que vai mexer com o seu dinheiro este ano

   

Famílias vão continuar sem acesso a crédito. Mas, o esperado alívio na prestação da casa vai oferecer uma folga aos orçamentos.

 

2012 traz consigo uma lição importante para todos os portugueses, famílias, empresas e Estado incluídos: será o ano em que cada um terá de aprender a viver com o rendimento disponível. O fim do crédito fácil não é conjuntural, é estrutural. Pelo menos, até prova em contrário. No entanto, caso não necessite de recorrer a crédito - e excluindo os efeitos da subida de impostos, cortes salariais ou até mesmo questões de desemprego - o próximo ano poderá oferecer alguma folga à sua carteira.

Um dos principais factores de pressão no orçamento familiar, o crédito à habitação, irá beneficiar da descida de juros pela primeira vez em mais de um ano. Por outro lado, não é de esperar que a mesma descida de juros afecte as remunerações dos depósitos a prazo. Continuará a ser possível encontrar remunerações atractivas com um risco de investimento mínimo.

Saiba mais em http://economico.sapo.pt/noticias/tudo-o-que-vai-mexer-com-o-seu-dinheiro-este-ano_134904.html

Fonte: Diário Económico

   
   

Empresas em risco de falir têm 90 dias para tentar a recuperação

   

O ministério da Justiça, de Paula Teixeira da Cruz, avançou com as mudanças no código de insolvências

 

As empresas que se encontrem à beira da falência vão passar a ter 90 dias para tentarem chegar a acordo com os credores para a sua recuperação. Esta é uma das principais novidades da proposta do novo Código de Insolvências e Recuperação de Empresas, que acaba de ser aprovado em Conselho de Ministros, na sequência do memorando assinado com a ‘troika'.

Saiba mais em http://economico.sapo.pt/noticias/empresas-em-risco-de-falir-tem-90-dias-para-tentar-a-recuperacao_134895.html

Fonte: Diário Económico

   
   

Cobrança coerciva de dívidas ficará acima de €1,21 mil milhões

   

"A meta para a cobrança coerciva das dívidas fiscais, que já a 9 de dezembro tinha ultrapassado o objetivo de €1,1 mil milhões que tinha sido fixado para o ano, foi superada em mais de 10%", anunciou o ministro das Finanças.

 

A cobrança coerciva das dívidas fiscais vai ficar acima de 1,210 mil milhões de euros no final do ano, superando em mais de 10% do valor que o a Direção-geral dos Impostos tinha fixado para 2011, afirmou hoje o ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

Ler mais: http://aeiou.expresso.pt/cobranca-coerciva-de-dividas-ficara-acima-de-8364121-mil-milhoes=f697467#ixzz1iK0B9Gc2

Fonte: Público

   
    Novos Associados
     
 

Só desta forma podemos crescer, evoluir e cada vez mais contribuir para a afirmação deste Sector.

Este mês temos o prazer de receber no nosso directório as seguintes empresas:

• BAXI - Sistemas de Aquecimento, Unipessoal, Lda

     
   
   

 

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 265
Telm: 967 830 953
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 253 554 288
Telm: 967 446 860
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 


     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

Ministério das Finanças

     
   

Decreto-Lei n.º 117/2011. D.R. n.º 239, Série I de 2011-12-15 - Aprova a Lei Orgânica do Ministério das Finanças.

   
   

Decreto-Lei n.º 118/2011. D.R. n.º 239, Série I de 2011-12-15 - Aprova a orgânica da Autoridade Tributária e Aduaneira.

   
   

Portaria n.º 307/2011. D.R. n.º 243, Série I de 2011-12-21 - Fixa o valor médio de construção, por metro quadrado para vigorar no ano de 2012.

   
   

Portaria n.º 311-A/2011. D.R. n.º 247, Suplemento, Série I de 2011-12-27 - Aprova os modelos de impressos a que se refere o n.º 1 do artigo 57.º do Código do IRS.

   
   

Portaria n.º 311-B/2011. D.R. n.º 247, Suplemento, Série I de 2011-12-27 - Aprova a declaração Modelo n.º 39 - Rendimentos e retenções a taxas Liberatórias - e respectivas instruções de preenchimento.

   
   

Portaria n.º 311-C/2011. D.R. n.º 247, Suplemento, Série I de 2011-12-27 - Aprova a declaração Modelo n.º 37 - Juros e Amortizações de Habitação Permanente, prémios de Seguros de Saúde, Vida e Acidentes Pessoais, PPR, Fundos de Pensões e Regimes Complementares - e respectivas instruções de preenchimento.

   
   

Portaria n.º 314/2011. D.R. n.º 249, Série I de 2011-12-29 - Aprova a declaração modelo 10 do IRS e do IRC e as respectivas instruções de preenchimento.

   
   

Assembleia da República

     
   

Lei n.º 63/2011. D.R. n.º 238, Série I de 2011-12-14 - Aprova a Lei da Arbitragem Voluntária.

   
   

Resolução da Assembleia da República n.º 160/2011. D.R. n.º 246, Série I de 2011-12-26 - Segundo orçamento suplementar da Assembleia da República para 2011.

   
   

Lei n.º 64-A/2011. D.R. n.º 250, Suplemento, Série I de 2011-12-30 - Aprova as Grandes Opções do Plano para 2012-2015.

   
   

Lei n.º 64-B/2011. D.R. n.º 250, Suplemento, Série I de 2011-12-30 - Orçamento do Estado para 2012.

   
   

Lei n.º 64-C/2011. D.R. n.º 250, Suplemento, Série I de 2011-12-30 - Aprova a estratégia e os procedimentos a adoptar no âmbito da lei de enquadramento orçamental, bem como a calendarização para a respectiva implementação até 2015.

   
   

Presidência do Conselho de Ministros

     
   

Resolução do Conselho de Ministros n.º 53/2011. D.R. n.º 240, Série I de 2011-12-16 - Aprova, para o corrente ano, a distribuição das indemnizações compensatórias pelas diferentes empresas prestadoras de serviço público.

   
   

Resolução do Conselho de Ministros n.º 54/2011. D.R. n.º 240, Série I de 2011-12-16 - Aprova o Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação.

   
   

Resolução do Conselho de Ministros n.º 56/2011. D.R. n.º 240, Série I de 2011-12-16 - Aprova a iniciativa «Portugal Sou Eu».

   
   

Presidência do Conselho de Ministros - Centro Jurídico

     
   

Declaração de Rectificação n.º 34/2011. D.R. n.º 234, Série I de 2011-12-07 - Rectifica o Decreto-Lei n.º 111/2011, de 28 de Novembro, do Ministério da Economia e do Emprego, que sujeita os lanços e sublanços das auto-estradas SCUT do Algarve, da Beira Interior, do Interior Norte e da Beira Litoral/Beira Alta ao regime de cobrança de taxas de portagem aos utilizadores, publicado no Diário da República, 1.ª série, n.º 228, de 28 de Novembro de 2011.

   
   

Declaração de Rectificação n.º 35/2011. D.R. n.º 243, Série I de 2011-12-21 - Rectifica a Resolução do Conselho de Ministros n.º 54/2011, de 16 de Dezembro, que aprova o Programa Estratégico para o Empreendedorismo e a Inovação, publicada no Diário da República, 1.ª série, n.º 240, de 16 de Dezembro de 2011.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Assembleia Legislativa

     
   

Decreto Legislativo Regional n.º 20/2011/M. D.R. n.º 246, Série I de 2011-12-26 - Define as taxas do imposto sobre o rendimento das pessoas singulares e do imposto sobre o rendimento das pessoas colectivas.

   
   

Decreto Legislativo Regional n.º 21/2011/M. D.R. n.º 246, Série I de 2011-12-26 - Procede à adaptação orgânica e funcional do Decreto-Lei n.º 287/2003, de 12 de Novembro, à Região Autónoma da Madeira.

   
   

Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira n.º 16/2011/M. D.R. n.º 248, Série I de 2011-12-28 - Aprova o Orçamento da Assembleia Legislativa da Madeira para o ano de 2012.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Presidência do Governo

     
   

Decreto Regulamentar Regional n.º 9/2011/M. D.R. n.º 241, Série I de 2011-12-19 - Aprova a estrutura orgânica da Vice-Presidência do Governo Regional.

   

 

     
   
   

EnerGen LatAm 2012 Energy Generation Congress Latin America

   

30 de Janeiro a 01 de Fevereiro de 2012 | Rio de Janeiro

 

A segunda edição do EnerGen LatAm tem a missão de colocar o mercado de geração de energia latino-americano em contato com a totalidade de sua matriz energética. Somente aqui você encontrará o alto escalão da geração, engenharia e construção dos mercados eólico, solar, hidrelétrico e termelétrico ao lado do governo e dos mais destacados líderes executivos da América Latina. Com um caráter único e inovador, o EnerGen LatAm 2012 permitirá ao participante um contato específico e dedicado à vários nichos da geração energética regional, sem perder o foco nos comparativos de preço, tecnologia e investimento das demais fontes de geração de energia do continente.

Contactos:
http://www.energenlatam.com.br/2012/energem/home/

     
   
    Se pretender fazer um comentário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
   
Para remover clique aqui e escreva STOP.
 

Patrocinadores Newsletter