A consistência da actividade de representação empresarial e sectorial aconselha a intenso e persistente trabalho junto da tutela e no estabelecimento de relações com parceiros e organismos representativos na nossa actividade, tendo o mês de Maio sido rico na intensificação de relações e na consolidação de outras.

A este propósito, é de destacar o protocolo estabelecido entre o Millennium bcp e a APIRAC. As duas entidades, considerando ser do interesse de ambas as partes a disponibilização de produtos e serviços financeiros adequados às necessidades das empresas, entenderam celebrar um Protocolo de Cooperação que procura corporizar o acesso por parte dos Associados da APIRAC a diversos Produtos e Serviços daquela instituição bancária. Trata-se de um conjunto de produtos e serviços financeiros em condições preferenciais, que passam por soluções de pagamentos e recebimentos, e por financiamentos. Para solicitar a aplicação deste Protocolo de Cooperação, os Associados da APIRAC deverão dirigir-se a uma das sucursais do Millennium bcp onde têm a sua conta domiciliada, fazendo referência a este Protocolo e fazendo prova da sua qualidade de Beneficiário, mediante a apresentação de declaração escrita emitida pela APIRAC.

Noutra esfera de bens e serviços, entenderam a BARCELBAL e a APIRAC, estender o protocolo existente com uma uma solução alternativa, agora disponibilizada, com uma balança electrónica portátil da marca MASTERCOOL, modelo ACCU-CHARGE III certificada, respondendo em parte à procura por parte das empresas associadas da APIRAC de uma balança mais leve e mais económica, mantendo as características necessárias para a obtenção da certificação das empresas no âmbito do Decreto-lei n.º 56/2011, embora limitada no alcance de pesagem a 50 kg.

Neste âmbito das balanças e da sua interpenetração no tema da certificação de empresas, a APIRAC alargou o leque de soluções, estabelecendo um protocolo com mais um reconhecido fabricante nacional de Balanças: a BARBAL – Pesagem Eletrónica, Lda. A BARBAL é uma empresa com mais de 30 anos de experiencia na fabricação de sistemas de pesagem, sendo uma empresa certificada e detentora de acreditação para a realização da 1ª verificação CEE.

A informação relativa aos Protocolos, suas vantagens e benefícios, ficará residente no portal da APIRAC na internet e no Cartão Associado, em www.apirac.pt.

    Nuno Roque
Secretário-Geral APIRAC
   
   

Novo Regime Jurídico dos Serviços de Construção | Lei n.º 41/2015

   

 

 

Foi publicada a Lei n.º 41/2015, de 3 de Junho, que estabelece o regime jurídico aplicável ao exercício da atividade da construção, e revoga o Decreto-Lei n.º 12/2004, de 9 de janeiro, em conformidade com o estabelecido no Decreto-Lei n.º 92/2010, de 26 de julho, que transpôs a Diretiva n.º 2006/123/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 12 de dezembro de 2006, relativa aos serviços no mercado interno.

A APIRAC oportunamente produzirá Circular dando nota das principais alterações introduzidas.

Foi igualmente publicada, em 1 de junho, a Lei n.º 40/2015, que estabelece a qualificação profissional exigível aos técnicos responsáveis pela elaboração e subscrição de projetos, coordenação de projetos, direção de obra pública ou particular, condução da execução dos trabalhos das diferentes especialidades nas obras particulares de classe 6 ou superior e de direção de fiscalização de obras públicas ou particulares, procedendo à primeira alteração à Lei n.º 31/2009, de 3 de julho.

   
   

Nova Lista Europeia de Resíduos (LER) e características de perigosidade dos resíduos

     
 

A Lista Europeia de Resíduos (LER), publicada pela Decisão 2000/532/CE, é alterada pela Decisão 2014/955/EU. Esta decisão é obrigatória e diretamente aplicável pelos Estados Membros a partir de 1 de junho de 2015. Assim, a partir de tal data, a Portaria n.º 209/2004, de 3 de março, deixará de poder ser aplicada, passando a aplicar-se diretamente a Decisão referida.

Para além da LER, também as características que determinam a perigosidade dos resíduos, publicadas no anexo III da Diretiva 2008/98/CE, são alteradas pelo Regulamento (EU) n.º 1357/2014. Este diploma é diretamente aplicável pelos Estados Membros a partir de 1 de junho de 2015, substituindo o anexo III da Diretiva de resíduos.

Saiba mais » aqui.

   
   

Acordo Quadro de Serviços de Manutenção de Sistemas AVAC

   

 

 

Conforme anunciado pela APIRAC em Circular Informativa (n.º15/2015), a eSPap lançou um procedimento de Concurso Limitado por Prévia Qualificação que visa a celebração de um Acordo Quadro de Serviços de Manutenção de Sistemas de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado (AVAC).

O acordo quadro tem por objeto a seleção de cocontratantes para a prestação de serviços de manutenção de sistemas de Aquecimento, Ventilação e Ar Condicionado (AVAC), em todo o território nacional.

O procedimento jurídico adotado caracteriza-se por um Concurso Limitado de Prévia Qualificação, que consiste em duas fases:

  • A 1ª fase - apresentação de candidaturas;
  • A 2ª fase - apresentação de propostas pelos candidatos qualificados na 1ª fase.

Considerando a data de publicitação do anúncio, importará reter a seguinte data: candidaturas até ao dia 11 de junho de 2015.

A documentação detalhada do procedimento concursal encontra-se disponível em Concursos.

O procedimento concursal decorrerá na plataforma eletrónica da eSPap, onde todos os agentes económicos poderão formalizar as suas candidaturas, através do seguinte sítio da internet:

https://concursos.espap.pt/.

   
   

Exames de acesso à atividade de TIM

   

 

 

Está já disponível o calendário de exames (teórico) de acesso à atividade de TIM-II e TIM-III, via norma transitória. Esta informação encontra-se publicada na página da Academia ADENE no seguinte link: https://www.academiaadene.pt/pt/frms?filtro=0

Consulte o calendário de exames teóricos, publicado no Portal da ADENE, por » aqui«.

A avaliação dos candidatos à qualificação como profissionais TIM compreende a realização de um exame teórico e prático para efeitos de avaliação de conhecimentos. A inscrição no exame será realizada online, através de uma plataforma informática, no Portal da Academia ADENE, cujo endereço web é http://www.academiaadene.pt.

   
   

Novos financiamentos para projetos de Eficiência Energética

     
 

No âmbito do Plano Nacional de Ação para a Eficiência Energética (PNAEE) estão em curso os avisos do Fundo de Eficiência Energética (FEE):

  • Aviso 09 - “Auditoria Energética a Elevadores em Edifícios de Serviços 2015” destinado à promoção da realização de auditorias energéticas a elevadores em edifícios de serviços, por empresas de manutenção reconhecidas pela Direção Geral de Energia e Geologia e que resultem na emissão da etiqueta energética do elevador, com a dotação orçamental de € 400.000,00.

  • Aviso 10 - “Edifício Eficiente 2015” destinado a apoiar a implementação de isolamento total ou parcial (para o caso da cobertura) da envolvente opaca em edifícios residenciais anteriores a 1990 (unifamiliares ou multifamiliares), como forma de promover a reabilitação energética do parque edificado e do SCE, com a dotação orçamental de € 1.000.000,00.

  • Aviso 11 - “Hotelaria – Incentivo à promoção da Eficiência Energética 2015” destinado a apoiar a instalação de Sistemas de Gestão Técnica Centralizada (SGTC) ou otimização/melhoria dos sistemas existentes em edifícios existentes do setor da indústria hoteleira, com a dotação orçamental de € 400.000,00.

  • Aviso 12 - “Requalificação de Sistemas Solares Térmicos 2015”, destinado a conceder apoios a auditorias e intervenções de requalificação de sistemas solares térmicos, no parque solar em edifícios de serviços, propriedade de Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS) e Associações Desportivas de Utilidade Pública (ADUP), com uma dotação orçamental de € 500.000,00.
   
   

Consulta Pública - Quadro Estratégico para a Política Climática

     
 

A APA tem em curso a Consulta Pública das propostas do Quadro Estratégico para a Política Climática (QEPiC), do Programa Nacional para as Alterações Climáticas (PNAC 2020/2030) e da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas (ENAAC 2020). Pode consultar todos os documentos aqui.

» O QEPiC estabelece a visão e os objetivos da política climática nacional no horizonte 2030, estabelecendo um quadro integrado, complementar e articulado de instrumentos de política climática no horizonte 2030.

» O PNAC 2020/2030 estabelece linhas de orientação para políticas e medidas setoriais; define metas setoriais que consubstanciam os objetivos de redução de emissões nacionais, decorrentes do Compromisso para o Crescimento Verde (CCV) e previstas no QEPiC, e identifica um conjunto de opções de políticas e medidas setoriais com potencial custo-eficaz.

» A ENAAC 2020 estabelece os objetivos, as atividades e o modelo de organização e funcionamento da Estratégia até 2020, com vista a promover a integração da adaptação às alterações climáticas nas diversas políticas públicas e instrumentos de operacionalização, designadamente de carácter territorial, bem como na sociedade em geral.

No âmbito do processo de Consulta Pública serão consideradas e apreciadas todas as opiniões e sugestões relativas às propostas de QEPiC, PNAC 2020/2030 e ENAAC 2020. Quaisquer comentários ou questões adicionais deverão ser apresentadas por via eletrónica para cpublica_clima@apambiente.pt até 5 de junho.

Aceda aqui ao vídeo de apresentação deste novo Quadro Estratégico.

   
   

Produto Interno Bruto aumentou 1,5% em volume no 1º trimestre de 2015 - 1.º Trimestre de 2015

   


 

O Produto Interno Bruto (PIB) registou, em termos homólogos, um aumento de 1,5% em volume no 1º trimestre de 2015, que compara com a taxa de 0,6% observada no trimestre anterior. A procura externa líquida passou de um contributo para a variação homóloga do PIB de -1,0 pontos percentuais (p.p.) no 4º trimestre para um contributo nulo no 1º trimestre. Esta evolução refletiu a aceleração das Exportações e o abrandamento das Importações de Bens e Serviços em volume. A melhoria do saldo externo de bens e serviços deveu-se também a um ganho dos termos de troca significativo e superior ao observado no trimestre precedente. A procura interna registou um contributo positivo ligeiramente menos significativo no 1º trimestre, de 1,5 p.p. (1,6 p.p. no 4º trimestre), refletindo o acentuado contributo negativo da Variação de Existências.

Comparativamente com o trimestre anterior, o PIB aumentou 0,4% em termos reais (variação idêntica à registada no 4º trimestre). O contributo da procura interna foi positivo, refletindo o crescimento do Investimento e do consumo privado, enquanto o contributo da procura externa líquida foi negativo.

Fonte: INE

   
   

Índice de Vendas no Comércio a Retalho acelerou em termos homólogos - Abril de 2015

   


 

O Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou em abril uma variação homóloga de 3,5% (1,8% no mês anterior). Os índices de emprego, de número de horas trabalhadas ajustadas de efeitos de calendário e de remunerações apresentaram, no mês de referência, taxas de variação homóloga de 1,2%, de 0,1% e de 3,1%, respetivamente (1,2%, 1,8% e 3,3% no mês anterior, pela mesma ordem).

Fonte: INE

   
   

Coeficiente de atualização anual de renda - 2015

   


 

O artigo 24.º da Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro, que aprova o Novo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU), bem como o n.º 5 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 294/2009, de 13 de outubro, que aprova o Novo Regime de Arrendamento Rural (NRAR), atribui ao Instituto Nacional de Estatística o apuramento do coeficiente de atualização anual de renda dos diversos tipos de arrendamento, o qual deve constar de aviso a ser publicado no Diário da República até 30 de outubro. Nestes termos, torna-se público, em cumprimento do disposto no n.º 2 do artigo 24.º da Lei n.º 6/2006, de 27 de fevereiro e n.º 5 do artigo 11.º do Decreto-Lei n.º 294/2009, de 13 de outubro, que o coeficiente de atualização dos diversos tipos de arrendamento urbano e rural, para vigorar no ano civil de 2015 é de 0,9969.

Fonte: Diário da República, 2.ª série — N.º 203 — 21 de outubro de 2014

   

   
    As nossas Circulares
    Consulte as nossas Circulares na Área Reservada ao Associado, no site APIRAC
 


Circular Informastiva n.º 22/2015 -
Convite para patrocinadores - ANIVERSÁRIO APIRAC - 40 anos ao serviço do Sector, 21 de Novembro 2015

Circular Informastiva n.º 21/2015 -  Portal dos Técnicos Certificados CENTERM - TCC

Circular Informativa n.º 20/2015 - 40 anos ao Serviço do Sector

Circular Informativa n.º 19/2015
- Sistema Aprendizagem - Formação prática em Contexto de Trabalho, Convite aos Associados

Circular Informativa n.º 18/2015 - Balança Electrónica, Protocolo com a BARCELBAL - Adenda n.º 1 - Balança MASTERCOOL

Circular Informativa n.º 17/2015 - Protocolo Millennium bcp | APIRAC

Circular Informativa n.º 16/2015 -
Certificação das empresas – Protocolo coma BARBAL para fornecimento de balanças electrónicas certificadas, com a 1ª Verificação metrológica legal

Circular Informativa n.º 15/2015 - Divulgação do novo acordo quadro de serviços de manutenção de AVAC a entidades públicas 
Consulte aqui o Programa
Consulte aqui a publicação (Diário da República 2ª Série – n.º 84, de 30 de Abril de 2015 – Anúncio de Procedimento n.º 2622/2015)

     
   
   

Novos Associados

   

    • SORJECLIMA - Montagens e Reparações, Lda
    • M C VIEIRA - Unipessoal., Lda
    • NUTRIGÁS - Soc. Instaladora de Gás, Unip., Lda
    • OVARTEC, LDA
    • FATICLIMA, LDA
    • ISS FACILITY SERVICES
    • PERIMETRO POSITIVO, LDA
    • LIGHTHANDS, LDA
    • PENTACOOL - Equipamentos Hoteleiros de Refrigeração, Lda
    • MARIA HELENA SANTOS DA SILVA INÊS
    • TECNOBARROS - Electrónica e Manutenção Industrial, Unipessoal, Lda

 
   
   

Apoio a CERTIFICAÇÃO DAS EMPRESAS
no âmbito do Decreto-Lei n.º 56/2011:

» Balança Electrónica Mastercool com a 1ª Verificação Meteorológica Legal

   

 

 

A empresa fabricante de balanças BARCELBAL – Balanças e Básculas, Lda, com a qual a APIRAC tem um protocolo para fornecimento de balanças com plataforma industrial e alcance até 150 Kg, acabou de firmar com a APIRAC uma ADENDA ao citado protocolo, alargando a gama de soluções que passa agora a contemplar uma balança portátil mais leve e também com a 1ª verificação meteorológica legal, com alcance de 50 Kg.

Para mais informações, contacte o Departamento Técnico da APIRAC, através do n.º de telefone: 214 224 260.

     
   
 
    AGENDA - CURSOS APIEF 2015
   

 

» LISBOA
Isabel Fonseca
Tel: 213 224 265
Telm: 967 830 953
Fax: 213 474 576
formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

» PORTO
Dra. Patrícia Maia
Tel: 222 088 837
Telm: 964 942 932
Fax: 213 474 576
apirac.porto@apirac.pt
formacao.porto@apief.pt

» GUIMARÃES
Dra. Maria José
Tel: 253 554 288
Telm: 967 446 860
Fax: 213 474 576
apirac.guimaraes@apirac.pt
formacao.guimaraes@apief.pt

 
jun » TIM 3 - Nível 4 IEFP - pós laboral Lisboa
jun » TIM 3 - Nível 4 IEFP - laboral lisboa
jun » TIM 2- Nível 2 IEFP - pós laboral lisboa
jun » TIM 2 - Nível 2 IEFP - laboral lisboa
08 jun » gases fluorados - categoria 1 - pós laboral intensivo guimarães
15 jun » tim 2 - pós laboral Lisboa
15 jun » tim 3 - laboral lisboa
15 jun » gases fluorados - categoria 1 - pós laboral porto
16 jun » geral da refrigeração e ar condicionado - pós laboral lisboa
17 jun » tim 3 - pós laboral lisboa
24 jun » tim 2 - laboral lisboa
22 jun » gases fluorados - categoria 1 - Laboral leiria
26 jun » gases fluorados - categoria 1 - horário MISTO leiria
29 jun » gases fluorados - categoria 1 - laboral lisboa
29 jun » gases fluorados - categoria 1 - pós laboral lisboa
29 jun » gases fluorados - categoria 1 - laboral funchal
29 jun » tim 3 - pós laboral porto
06 jul » tim 3 - laboral porto
06 jul » tim 3 - laboral guimarães
     
   

Abertas as Inscrições - APRENDIZAGEM
LISBOA | PORTO | GUIMARÃES | FARO | LEIRIA | VISEU

   

 


   

 

   

Os cursos de aprendizagem são cursos de formação profissional inicial, em conjugação com as empresas, dirigidos a jovens, privilegiando a sua inserção no mercado de trabalho e permitindo o prosseguimento de estudos. São cursos de dupla certificação, escolar (12º ano, nível 3) e profissional (nível 4).

O Plano Curricular é composto por componentes de formação Sociocultural, Cientifica, Tecnológica e Prática realizada esta última em empresas (Formação Prática em Contexto de Trabalho).

Os candidatos devem reunir, cumulativamente, os seguintes requisitos:

  • Ter idades compreendidas entre os 15 e os 24 anos;
  • 3º Ciclo do ensino básico ou superior, sem conclusão do ensino secundário.

Os formandos beneficiam de diversos apoios sociais.

Saídas Profissionais:

• Técnico/a de Refrigeração e Climatização (3675h)

Mais informações: www.apief.pt

     
   
    Datas para pagamento de impostos
     
   

     
   
   

Ministério da Economia

     
   

DECRETO-LEI N.º 73/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 90/2015, SÉRIE I DE 2015-05-1167188488 - Procede à primeira alteração ao Sistema da Indústria Responsável, aprovado em anexo ao Decreto-Lei n.º 169/2012, de 1 de Agosto.

   
   

Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia

     
   

DECRETO-LEI N.º 75/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 90/2015, SÉRIE I DE 2015-05-1167188490 - Aprova o Regime de Licenciamento Único de Ambiente, que visa a simplificação dos procedimentos dos regimes de licenciamento ambientais, regulando o procedimento de emissão do título único ambiental.

   
   

PORTARIA N.º 158/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 104/2015, SÉRIE I DE 2015-05-2967344767 - Primeira alteração à Portaria n.º 29-B/98, de 15 de janeiro, que estabelece as regras de funcionamento dos sistemas de consignação aplicáveis às embalagens reutilizáveis e às não reutilizáveis, bem como as do sistema integrado aplicável apenas às embalagens não reutilizáveis.

   
   

Assembleia da República

     
   

LEI N.º 40/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 105/2015, SÉRIE I DE 2015-06-0167352191 - Estabelece a qualificação profissional exigível aos técnicos responsáveis pela elaboração e subscrição de projetos, coordenação de projetos, direção de obra pública ou particular, condução da execução dos trabalhos das diferentes especialidades nas obras particulares de classe 6 ou superior e de direção de fiscalização de obras públicas ou particulares, procedendo à primeira alteração à Lei n.º 31/2009, de 3 de Julho.

   
   

RESOLUÇÃO DA ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA N.º 58/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 106/2015, SÉRIE I DE 2015-06-0267361211 - Conta Geral do Estado de 2013.

   
   

LEI N.º 41/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 107/2015, SÉRIE I DE 2015-06-0367374770 - Estabelece o regime jurídico aplicável ao exercício da atividade da construção, e revoga o Decreto-Lei n.º 12/2004, de 9 de Janeiro..

   
   

Presidência do Conselho de Ministros e Ministério das Finanças

     
   

PORTARIA N.º 159/2015 - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 105/2015, SÉRIE I DE 2015-06-0167352193 - Segunda alteração à Portaria n.º 79/2012, de 27 de março, que fixa a estrutura nuclear dos serviços da Secretaria-Geral da Presidência do Conselho de Ministro.

   
   

Região Autónoma da Madeira - Presidência do Governo

     
   

DECRETO REGULAMENTAR REGIONAL N.º 2/2015/M - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 91/2015, SÉRIE I DE 2015-05-1267191128 - Aprova a organização e funcionamento do XII Governo Regional da Madeira.

   
   

DECRETO REGULAMENTAR REGIONAL N.º 3/2015/M - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 103/2015, SÉRIE I DE 2015-05-2867332704 - Aprova a orgânica da Secretaria Regional das Finanças e da Administração Pública.

   
   

Região Autónoma dos Açores - Presidência do Governo

     
   

DECRETO REGULAMENTAR REGIONAL N.º 11/2015/A - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 103/2015, SÉRIE I DE 2015-05-2867332703 - Terceira alteração ao Decreto Regulamentar Regional n.º 19/2014/A, de 22 de setembro, que regulamenta o Subsistema de Incentivos para o Fomento da Base Económica de Exportação.

   
   

DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL N.º 15/2015/A - DIÁRIO DA REPÚBLICA N.º 107/2015, SÉRIE I DE 2015-06-0367389575 - Segunda alteração ao Decreto Legislativo Regional n.º 1/2015/A, de 7 de janeiro, que procede à aprovação do orçamento da Região Autónoma dos Açores para o ano de 2015.

     
   
   

1ª Conferência - Energia para o desenvolvimento da CPLP

   

6 a 9 de Maio | Lisboa

 

A "I Conferência Energia para o Desenvolvimento da CPLP" quer valorizar a capacidade residente na CPLP para se afirmar como ator global no mapa da energia mundial, afirmando-se enquanto plataforma intercontinental para a concertação política e diplomática; parceiro de cooperação técnica, económica e financeira; interlocutor para a criação de negócios e geração de riqueza; agente na produção de investigação, ciência e tecnologia e dinamizador de um modelo global de soberania energética e desenvolvimento para o séc. XXI.

Pretende-se assim:

  • Valorizar o papel político, económico e financeiro do setor da energia na CPLP
  • Reconhecer o potencial geoestratégico e geopolítico do setor à escala global
  • Incrementar e melhorar as parcerias, o ambiente de negócios, o investimento e os modelos de cooperação
  • Reforçar a produção de conhecimento e a sua aplicação no setor
  • Criar uma cidadania global para a energia

O setor da energia tem sido um dos pontos de deliberação conjunta na CPLP. Na VII Conferência de Chefes de Estado e de Governo da CPLP, realizada em Lisboa, em 2008, realçou-se a importância do setor, destacando-se as energias renováveis no seu desenvolvimento sustentável, em consonância com a resolução, em 2007, do XII Conselho de Ministros da CPLP.

A atividade do setor da Energia é uma dimensão da identidade dos Países da CPLP, onde todos os nove países são possuidores de recursos fósseis e/ou renováveis, em potência e/ou em exploração. Em 2009, entre 2,4% e 2,8% da produção mundial de energia primária (fóssil e renovável) veio da CPLP.

Contactos:
Tiago Martins (Técnico de operações e comunicação)
E-mail: secretariado@energiacplp.org
Tel:+ 351 960 315 438

   
     
   

CLIMAMED 2015

   

10-11 Setembro de 2015 | Centro de Congressos de Antibes Juan-les-Pins, Riviera Francesa (Nice) França

 

A fim de enfrentar o constante aumento do consumo de energia, tornou-se indespensável o uso de energia renovável, sendo até, quase uma obrigação. Hoje, o aquecimento, a ventilação e ar condicionado estão a assumir cada vez mais uma parte importante do consumo total de energia dos edifícios em todo o mundo. O aproveitamento das fontes renováveis de energia pode ser fundamental para limitar a proliferação de emissões de gases de efeito estufa.

Para dar resposta a estes desafios, a AICVF - Associação Francesa de Engenheiros em Climáticas, Ventilação e Refrigeração organiza conjuntamente com a AICARR (Itália), a APIRAC (Portugal), a ATECYR (Espanha) e a TTMD (Turquia) a 8ª edição do CLIMAMED - Congresso Mediterrâneo de Climatização com o principal objectivo: ENERGY PERFORMANCE sustentável de edifícios.

Em nome da Comissão Organizadora, convidamos todos os profisionais e interessados a participar e visitar a 8ª Edição do CLIMAMED 2015, que terá lugar nos dias 10 e 11 de Setembro em França.

Contactos:
http://www.climamed15.eu/

   
     
   
    Se pretender fazer um comentário ou deixar-nos a sua opinião, clique aqui!
   
Para remover clique aqui e escreva STOP.
 

Patrocinadores Newsletter