NewsLetter APIRAC - 16 de Agosto de 2006

 

Editorial

As Associações têm vida própria com tudo o que as caracteriza quer quanto à vivência, como à sobrevivência e, claro está, quer ainda, e sobretudo, quanto a um correcto desenvolvimento.

 

A APIRAC não foge à regra, melhor, exibe-a. Sabemos todos, mas sabem-no melhor os seus Dirigentes, a duração e a intensidade das lutas travadas desde as dificuldades que pareciam inultrapassáveis nos tempos da Presidência do engenheiro António Melo Queiroz até aos tempos de hoje, com o peso e a importância que a APIRAC tem vindo a impor e a consolidar.

 

Esta caminhada mais não é do que um suceder de etapas sempre polvilhadas, por duros obstáculos, por vezes quase por eles submersas.

 

 

Nessa corrente alternam os momentos melhores com os piores e são aqueles que nos criam as defesas próprias que permitem ou mesmo obrigam a suportar os momentos menos bons.

 

E é assim que na hora do falecimento do Engenheiro António Melo Queiroz ao profundo pesar que nos associa ao desgosto e ao sofrimento da sua Família, nos sentimos obrigados a relembrar a parte menos má que foi a de, em sua vida, ter o Engº Melo Queiroz podido assistir a um desenvolvimento da APIRAC e à conquista do reconhecimento da sua respeitabilidade, valores pelos quais ele sempre pugnou sublinhando, em todas as oportunidades que lhe foram oferecidas,  o mérito das conquistas que, pela APIRAC, têm vindo a ser obtidas.

 

Alberto Sá Borges

Engenheiro Electrotécnico IST

 

Notícias

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

Aprovação das Regras do Plano de Promoção da

Eficiência no Consumo de Energia Eléctrica

 

Na sequência da consulta pública relativa às Regras do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Eléctrica, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) procedeu à aprovação e publicação do Despacho n.º 16 12272006 da - II Série - Parte E n.º 149, de 3/08.

 

O Diploma define as regras do Plano de Promoção da Eficiência do Consumo de energia eléctrica - PPEC, bem como, as regras aplicáveis ao seu funcionamento, os procedimentos de aprovação das medidas, apresentação de candidaturas e custos decorrentes da aceitação das medidas e respectiva divulgação. Poderão ser apoiadas medidas que visem a redução do consumo de energia eléctrica ou a gestão de cargas e medidas de informação e de divulgação, bem como outras medidas que visem uma maior eficiência ao nível do aquecimento e refrigeração, da iluminação, da confecção de alimentos e fabrico de produtos, entre outras. As candidaturas deverão ser apresentadas à ERSE até 30 de Abril do ano anterior ao da sua execução e serão aprovadas até 31 de Julho de cada ano. As candidaturas referentes ao ano de 2007 deverão ser apresentadas até 30 de Setembro e aprovadas até 31 de Dezembro do corrente ano. O incentivo a atribuir a cada medida é igual à totalidade dos custos suportados pelos promotores na execução da mesma.

 

O despacho da ERSE, o documento de discussão dos comentários recebidos, os comentários recebidos e bem como a proposta inicial e o respectivo documento justificativo podem ser consultados na página da ERSE na Internet em: www.erse.pt.

 


EMPRESA E MARCA NA HORA

200 marcas já disponíveis

 

Em sequência ao Protocolo de cooperação “Empresa e Marca na Hora” entre a Direcção-Geral dos Registos e do Notariado (DGRN) através do Registo Nacional de Pessoas Colectivas (RNPC) e o Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), foi publicado o Despacho n.º 16 144/2006 dos Ministérios da Justiça e da Economia - II Série - Parte C n.º 151, de 7/08, que identifica as classes de produtos e serviços cujas marcas constam da bolsa de firmas e marcas registadas a favor do Estado.

 

Desde o dia 17 de Julho, é já possível adquirir uma marca registada de forma simples, quase imediata e num único balcão. Até ao momento, só se podia ter a concessão de uma marca, para um determinado produto a ser comercializado, no prazo normal de 12 meses (à semelhança do que acontece nos outros países).

 

A partir de agora, quem quiser criar uma empresa passa a poder seleccionar, de uma lista de 200 já registadas pelo Estado, a mesma designação para o nome da empresa e para a marca dos produtos que vai comercializar.

 

A bolsa única constituída por firmas e marcas pré-aprovadas que poderão ser imediatamente adoptadas pelas empresas (e que funciona em paralelo e independentemente da bolsa exclusiva de firmas) encontra-se disponível no website www.empresanahora.pt.

 


Destaques

Formação Profissional

 

 

 

Cursos a começar em Setembro:

INSCREVA-SE JÁ:

Técnico de Manuseamento de Fluidos Frigorigéneos - 36h

Inicio a 11 de Setembro - Lisboa - Horário Pós-Laboral

Inicio a 12 de Setembro - Porto - Horário Pós-Laboral

 

 

Estão abertas as inscrições para os seguintes cursos:

Cursos de Apoio à Credenciação

(Lisboa, Porto, Guimarães, Castelo Branco, Faro)

Carga
Horária

Documentação
TÉCNICO DE MANUSEAMENTO DE FLUIDOS FRIGORIGÉNEOS 36 Horas

Bilhete de Identidade

Nº de Contribuinte

Curriculum Profissional

Declaração das empresas comprovativa dos anos de actividade

Eventuais certificados/diplomas de habilitações

ELECTROMECÂNICA  DE REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO 40 Horas
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM QAI
(inclui 20H de Electromecânica avançada de refrigeração e ar condicionado)
80 Horas
 

Cursos de Formação Contínua

Carga Horária

Local

Co-Financiado

Curso Técnicas de Refrigeração e Ar Condicionado

180 Horas

Lisboa

Porto

Guimarães

Castelo Branco

Faro

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Curso Básico de Refrigeração e Ar Condicionado

90 Horas

Lisboa

Castelo Branco

Faro

Não

Sim

Sim

Curso Automatismos Industriais

60 Horas

Porto

Guimarães

Sim

Sim

Curso Automação

40 Horas

Porto

Guimarães

Sim

Sim

 

Lisboa: Carla Pereira Simões

Tel:  21 322 42 60

Fax: 21 347 45 76

apirac@netcabo.pt

Porto: Dra. Patrícia Maia

Tel:  96 494 29 32

Fax: 22 208 48 79

apirac_porto@clix.pt

Guimarães: Dra. Maria José

Tel:  253 531 841

Fax: 253 535 578

apirac_guimaraes@clix.pt

 


Tecnologia

“EUROVENT” COBRE O AVAC&R

 

Não deve haver nenhum técnico dos sectores do AVAC e da Refrigeração em Portugal (!) que não tenha, de algum modo, ouvido falar na EUROVENT, a Associação Europeia dos Fabricantes de Equipamentos de Ventilação e Refrigeração, constituída actualmente por 15 associações nacionais de 11 países (Portugal, não!). Quem tenha estado por dentro das movimentações associativas nacionais destes últimos anos, saberá que já participámos (como associação) em alguns encontros da Eurovent, que há fabricantes portugueses que também já submeteram os seus produtos aos processos de certificação, mas que a quotização era excessivo para a nossa dimensão e para os frutos que dessa participação eram retirados.

 

No entanto, achamos que vale a pena estar por dentro do que significa, a nível do reconhecimento da qualidade dum produto, ter ou não ter a certificação EUROVENT. Para se entender exactamente como trabalham e o que é que fica exposto a público sobre um produto que está à venda no mercado, nada como fazer uma visita ainda que, pela primeira vez, aligeirada, pelo seu site. Há opção por vários idiomas (português, não!), mas o espanhol, o francês ou o inglês entendem-se com facilidade.

 

Desde a informação sobre os coeficientes de desempenho energético em frio (EER) ou em calor (COP) com diversos fluidos,  até às

 

várias características, como p.e. o nível de ruído do escoamento do ar no interior das condutas ou das unidades interior e exterior, tudo que interessa ao técnico aí se encontra.

 

Também para os móveis frigoríficos comerciais, para ventilo-convectores, para UTAs, para torres de arrefecimento, etc. são apresentados os programas de ensaio e os resultados dos equipamentos dos fabricantes que quiseram obter a selo de qualidade que a EUROVENT garante.

 

Para melhoria do nosso grau de exigência sobre os equipamentos com que trabalhamos, só por isso, esta será uma visita cheia de interesse.

 

Para saber tudo click aqui

http://www.eurovent-certification.com/

 


Tome nota / Agenda

Datas para pagamento de impostos durante este mês

Não Esquecer

 

16 Ago

IVA

Declaração periódica trimestral referente ao 2º trimestre de 2006

16 Ago

Segurança Social

Contribuições relativas ao mês de Julho/06

21 Ago

IRS / IRC

Retenções efectuadas em Julho/06

21 Ago

Imposto Selo

Imposto Selo relativo ao mês de Julho/06

 


Certames / Eventos

 

IKK - Feira Internacional Especializada para a Área da Climatização
18 a 20 de Outubro de 2006

Nuremberga - Alemanha

 

Câmara do Comércio e Indústria  Luso-Alemã (CCILA)

Tel: 213 211 200

Fax: 213 464 150

E-mail: infolisboa@ccila-portugal.com

 


 

Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado

 

Congresso Mediterrânico de Climatização

 

Revista Grau Celsius

 

Directório APIRAC

 

Parcerias

 

Instituto para a Qualidade na Formação

 

Programa REDE

 

Instituto Português da Qualidade

 

Instituto dos Mercados

de Obras Públicas e Particulares e do Imobiliário

 

Instituto de Soldadura e Qualidade

 

PT Comunicações, SA