NewsLetter APIRAC - 4 de Janeiro de 2007

 

Editorial

Falar no Sr. José Júlio Jordão, poucos dias após o seu falecimento, não é tarefa fácil. Isto porque a sua “partida” foi muito rápida, não estávamos preparados para esta triste noticia e ainda sentimos a sua “presença “ no nosso meio.

 

Apesar de começar a mostrar alguma debilidade no seu estado físico, a sua presença diária na fábrica, era sentida por todos os seus colaboradores, porque com eles mantinha sempre um diálogo aberto, cordial e sempre com boa disposição. Como ele se sentia bem na empresa que criou, com tanto empenho, com tanto profissionalismo e mesmo, com tanto amor!...

 

A prova disto, foi a presença massiva e sentida de todos os seus colaboradores, que fizeram questão de serem eles a levar a urna.

 

Neste momento, é-me difícil estar a escrever e destrinçar a sua posição de “sogro” ou de “patrão”. Prefiro no entanto, falar só desta última condição, porque foram muitos anos de trabalho em conjunto, atravessando algumas contrariedades, mas também muitas alegrias. E como ele se sentia satisfeito de ver que todo o seu envolvimento na área da refrigeração comercial, tinha dado os seus frutos! Tanto se orgulhava de ver o seu nome, espalhado por todo o mundo!

 

 

Temos em Guimarães neste momento várias empresas neste ramo de actividade e todos os elementos que as constituem, foram pessoas formadas pelo Sr. José Júlio. Costumo dizer, que o Sr. José Júlio, foi um “grande professor”, estando sempre ao dispor das pessoas para lhes transmitir os seus conhecimentos, a sua experiência.

 

A sua boa disposição e as suas inúmeras histórias das viagens que fazia, tornavam a sua companhia sempre apetecida. O seu contacto era contagiante e deixava sempre um rasto de simpatia e de boas recordações.

 

À APIRAC, durante muitos anos deu o melhor do seu esforço, apesar das dificuldades que havia naquela altura para se chegar a Lisboa. Em tudo o que dizia respeito a esta associação, procurava estar sempre presente e teve muita pena em não ter estado presente na última reunião, onde o seu nome foi alvo de uma mais do que merecida homenagem. Era já a indicação de que o seu estado de saúde, começava a ter um peso maior do que a sua vontade.

 

E, finalmente, no dia 27 de Dezembro, recebemos a triste noticia. Foi a enterrar com um elevadíssimo número de pessoas, que dele muito gostavam. Mas a sua presença estará sempre gravada no nosso pensamento.

 

Isidro Lobo

 


Notícias

CÓDIGOS DE FLUIDOS FRIGORIGÉNEOS

O Reg.(CE) n.º 2037/2000 e o Anexo V ou o Anexo I

 

A estranheza do título desta notícia deriva dum ofício proveniente da Inspecção Geral do Ambiente e do Ordenamento do Território (IGAOT), departamento do Ministério do Ambiente, enviado à generalidade das empresas detentoras de instalações e equipamentos frigoríficos, na grande maioria dos casos afectas a ramos de actividade ligados à indústria e ao comércio alimentares. Solicita-se, nesse ofício que, em conformidade com o Regulamento Europeu referido acima, as empresas indiquem por escrito, àquela Inspecção Geral, “no caso de os seus equipamentos frigoríficos conterem como fluidos de refrigeração substâncias que empobreçam a camada de ozono”, qual é esse fluido, “recorrendo à Nomenclatura Combinada (NC) conforme constante no ANEXO V do Reg.(CE) n.º 2037/2000”.

 

Sucede que o número designado pela sigla NC é a classificação pautal do produto que está a transitar através da fronteira e que é igual para grandes grupos de fluidos, sendo, portanto, impossível definir minimamente a que “fluido que empobrece a camada de ozono” nos queremos referir. 

 

Tendo esta questão sido colocada à APIRAC por uma empresa nossa associada que faz manutenção e assistência técnica a uma outra empresa do ramo alimentar a quem o problema se pôs directamente, esclarecemos, após confirmação junto da IGAOT, que houve um lapso de escrita no ofício enviado e que efectivamente se pretendia que a resposta fosse dada em função do ANEXO I do Reg.(CE) 2037, este sim, dando a cada CFC (como p.e. o R12) o nome respectivo e a cada HCFC (como p.e. o R22) o nome que aquele anexo muito claramente refere… O que, naturalmente, para as empresas, já não põe qualquer dificuldade de resposta.

 

Em conclusão, se algum cliente das nossas empresas associadas se vir confrontado com um pedido de esclarecimento sobre este assunto, pode desde já assegurar que “houve um lapso” e que “onde se refere ANEXO V deverá ler-se ANEXO I”.

 


ESTATÍSTICAS DE VENDAS

Dados do Mercado 2006

 

Está disponibilizada, e assim será mantida até ao próximo dia 31 de Janeiro, a urna de recolha dos dados estatísticos de vendas de equipamentos de AVAC relativos ao 2º Semestre de 2006. Pretende, a APIRAC, neste 8º ano de funcionamento do processo, mantê-lo dentro dos parâmetros que vigoram desde 1999, se possível melhorá-lo. Para isso contamos que façam chegar à vossa associação, a tempo, os dados de vendas. De imediato serão processados e em seguida enviados a todos. Manter-se-á, durante 1 ano, conforme definido pela assembleia de distribuidores, a condição de confidencialidade para o exterior. Será enviada esta semana, a Ficha de Recolha de Dados Estatísticos. Aguardamos os vossos resultados.

 


RSECE

Início dos Trabalhos

 

No seguimento da assinatura do protocolo previsto no Decreto-Lei n.º 79/20006, de 4 de Abril (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios – RESECE), e com vista à constituição da Comissão tripartida irão dar-se início aos trabalhos conducentes à operacionalização do regulamento. A APIRAC integra a referida Comissão que tem como missão a criação de condições para a implementação dos procedimentos necessários à credenciação dos técnicos de instalação e manutenção de sistemas de climatização e de Qualidade do Ar Interior (QAI) e dos técnicos responsáveis pelo respectivo funcionamento.

 


A APIRAC NO PROGRAMA LEONARDO DA VINCI

Técnico de Gestão de Energia

 

A APIRAC integra enquanto parceiro um projecto europeu no âmbito do Programa Leonardo Da Vinci que tem como objectivo o desenho da formação para o “Técnico de Gestão de Energia”.

 

Ao ser uma formação projectada por uma rede de trabalho com participação de entidades alargada a um conjunto de países europeus, abrangendo centros de formação, empresas, associações empresariais e profissionais, instituições oficiais, no plano da administração educativa e sectorial, e ainda entidades certificadoras, multiplica as opções de mobilidade dos profissionais e a cooperação técnica das organizações formativas, facilitando a coerência da formação técnica deste profissional nos países europeus.

 

Baseado na análise de competências para o perfil de profissional procurará dar resposta às necessidades do mercado estabelecendo objectivos, procedimentos de conceitos e atitudes do técnico em poupança de energia com a aplicação de ferramentas promovido pela Comissão com a transparência e dimensão europeia.

 


Destaques

Formação Profissional

 

 

 

Cursos a começar em Janeiro:

INSCREVA-SE JÁ:

Técnico de Manuseamento de Fluidos Frigorigéneos - 36h

Início a 2ª Quinzena de Janeiro - Castelo Branco - Horário Pós-Laboral

Início a 9 de Janeiro - Lisboa - Horário Pós-Laboral

Início a 15 de Janeiro - Porto - Horário Pós-Laboral

Início a 16 de Janeiro - Lisboa - Horário Pós-Laboral

 

 

Estão abertas as inscrições para os seguintes cursos:

Cursos de Apoio à Credenciação

(Lisboa, Porto, Guimarães, Castelo Branco, Faro)

Carga
Horária

Documentação
TÉCNICO DE MANUSEAMENTO DE FLUIDOS FRIGORIGÉNEOS 36 Horas

Bilhete de Identidade

Nº de Contribuinte

Curriculum Profissional

Declaração das empresas comprovativa dos anos de actividade

Eventuais certificados/diplomas de habilitações

ELECTROMECÂNICA  DE REFRIGERAÇÃO E AR CONDICIONADO 40 Horas
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM QAI
(inclui 20H de Electromecânica avançada de refrigeração e ar condicionado)
80 Horas
 

Cursos de Formação Contínua

Carga Horária

Local

Co-Financiado

Curso Técnicas de Refrigeração e Ar Condicionado

180 Horas

Lisboa

Porto

Guimarães

Castelo Branco

Faro

Não

Sim

Sim

Sim

Não

Curso Básico de Refrigeração e Ar Condicionado

90 Horas

Lisboa

Castelo Branco

Faro

Não

Sim

Não

Curso Automatismos Industriais

60 Horas

Porto

Guimarães

Sim

Sim

Curso Automação

40 Horas

Porto

Guimarães

Sim

Sim

 

Lisboa: Lúcia Maria

Tel:  21 322 42 60

Fax: 21 347 45 76

apirac@netcabo.pt

Porto: Dra. Patrícia Maia

Tel:  22 208 88 37

Fax: 22 208 48 79

apirac_porto@clix.pt

Guimarães: Dra. Maria José

Tel:  253 554 288

Fax: 253 554 135

apirac_guimaraes@clix.pt

 


Tecnologia

Bombas Centrifugas usadas como Turbina

 

Dado que, todos, cada vez mais, estamos mais conscientes da premente emergência em descobrirmos e aplicarmos, na prática, energia eléctrica proveniente de fontes alternativas, óptimo se forem renováveis, levo-vos, hoje, a contacto com uma velha maneira de produzir essa mesma energia eléctrica, que tão necessária é para pormos a rodar o motor eléctrico accionante dos nossos compressores de frio ou de ar condicionado. Nem mais nem menos que a produção por centrais micro-hídricas, ou seja, a partir, veja-se qual a originalidade, a partir de bombas centrífugas, normalmente usadas para serem actuadas por um motor eléctrico, mas que agora se põem a rodar ao contrário, isto é, dá-se-lhes um caudal, igual ao  caudal nominal que habitualmente debitavam e vai-se obter nos terminais do gerador que substituiu o antigo motor, energia trifásica em condições de ser de imediato consumida.

 

Para ficarem por dentro, sugiro que seja lido um interessante artigo escrito em português-brasileiro que se encontra no site que abaixo vos deixamos. Fala nas BTFs, bombas funcionando como turbinas, para aproveitamentos com os quais se produzam potências até 100kW, naturalmente mais adequados para comunidades rurais. Bom relacionamento com frutos futuros, são os nossos votos!

 

Para saber mais faça click aqui.

 


Tome nota / Agenda

Datas para pagamento de impostos durante este mês

Não Esquecer

 

10 Jan

IVA

Declaração periódica mensal referente ao mês de Novembro/06

15 Jan

Segurança Social

Contribuições relativas ao mês de Dezembro/06

22 Jan

IRS / IRC

Retenções efectuadas em Dezembro/06

22 Jan

Imposto Selo

Imposto Selo relativo ao mês de Dezembro/06


Certames / Eventos

 

9ºCNA - Conferência Nacional do Ambiente

"Um Futuro Sustentável - Ambiente, Sociedade e Desenvolvimento"

18 a 20 de Abril de 2007 - Universidade de Aveiro

 

Contactos:

Universidade de Aveiro

Departamento de Ambiente e Ordenamento

Campus Universitário de Santiago

3810-193 AVEIRO

Tel: 234 370 349

Fax: 234 429 290

E-mail: 9cna@dao.ua.pt

Web: http://www.dao.ua.pt/9CNA

 


 

Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado

 

Congresso Mediterrânico de Climatização

 

Revista Grau Celsius

 

Directório APIRAC

 

Parcerias

 

Direcção Geral de Geologia e Energia

 

Instituto do Ambiente

 

Instituto para a Qualidade na Formação

 

Programa REDE

 

Instituto Português da Qualidade

 

Instituto dos Mercados

de Obras Públicas e Particulares e do Imobiliário

 

Instituto de Soldadura e Qualidade

 

PT Comunicações, SA