NewsLetter APIRAC - 15 de Maio 2008

 

Editorial

Quem, dos nossos sectores da Refrigeração e do Ar Condicionado, pensar que esta convulsão que tem vindo a cair sobre os técnicos, os equipamentos e as tecnologias, alterando referências, mudando comportamentos, trazendo inovações e criando novos desafios - quem pensar, dizia - que foi só sobre nós que desabou, pode já começar a desenganar-se.

 

Sabemos bem que foi a veia ambientalista da União Europeia na amálgama das sua 27 sensibilidades, que favoreceu o ganho da consciência ambiental que levou aos actos corajosos (e incómodos, claro) de fazer desaparecer os ODS e, logo de seguida, agora, controlar - com todas as consequências que estamos a tomar conhecimento - os F-Gases.

 

Mas, atenção, não podemos carpir dores sozinhos, nem julguemos que fomos os únicos… Com a entrada em aplicação prática do Regulamento (CE) 842/2006 (cujo Decreto-Lei de transposição para o Direito nacional só virá à luz lá para finais de 2008) ou seja, com a publicação no Jornal Oficial das Comunidades em Dezembro e em Abril passados, dos Regulamentos (CE), 1494 Rotulagem, 1516 Detecção de fugas, 303-304-305-306 e 307, definiram-se os requisitos de formação e de credenciação dos técnicos

que vão manusear (com a consciência que o ambiente exige), os gases fluorados com efeito de estufa que circulam actualmente em todos os novos equipamentos de ar condicionado e bombas de calor. Mas não só!

 

Os Regulamentos, com a numeração que lhes coube, tratam cada um do seguinte sector: 303, o nosso, e a seguir, 304 Sistemas de extinção de incêndios, 305 Aparelhagem de extinção de arco em equipamentos de alta tensão, 306 Solventes e 307 Ar condicionado em viaturas. Notaram, todas, actividades relevantes que fazem uso dos “nossos” F-Gases e mais de outros que não nos servem, todos encorajadores para o acréscimo do efeito de estufa que tanto ameaça a vida na Terra.

 

Saibamos que temos “companheiros de viagem” no acréscimo de competências, na valorização e na melhoria global dos seus técnicos. E, mais, que se houver saberes a compartilhar, colaborações a entretecer, ajudas a prestar, que haveremos de saber responder.

 

Em suma, bem acompanhados, mas solidários. A nossa associação, a APIRAC, pugna por isso, também!

 

Fonseca e Silva

Secretário-Técnico APIRAC


Notícias

 

APIRAC

Nova Comissão de Distribuidores

 

Na sequência da eleição da nova Direcção da associação em finais de Março passado - com continuidade do Eng.º Fernando Brito na Presidência - conseguiu-se, após os necessários acertos de cada elemento convidado, dar corpo ao elenco da nova Comissão de Distribuidores da APIRAC.

 

Farão assim parte deste órgão constitutivo da associação as seguintes empresas associadas, representadas nominalmente, cada uma pelo elemento indicado:

 

Tradivaga-Pioneer, Jorge Fernandes; Mitsubishi Electric, António Figueiredo; Daikin, Jorge Carvalho; Caupel, Carlos Pedrosa; DX- Por Climatização, José Adriano.

 

A tomada de posse formal da Comissão, prevê-se seja feita em reunião aprazada para o próximo dia 20 de Junho.

 

Sendo uma das Comissões da APIRAC com mais intensa e relevante actividade, deseja-se e mais frutuosa continuidade nos trabalhos futuros e os melhores resultados para o Sector que representam.

 


 

PROJECTO HABITAR

Qualidade do Ar Interior - QAI

 

No âmbito do projecto Habitar, já foi analisada a QAI em mais de 300 residências. Este projecto pretende avaliar a QAI em 600 habitações portuguesas e averiguar a sua possível relação com patologias alérgicas e respiratórias dos habitantes. Já foram abrangidas as cidades de Aveiro, Beja, Leiria, Viseu, Setúbal e Porto, Coimbra, Évora e Faro. Em breve, será contemplado o distrito de Lisboa.

 

Este estudo epidemiológico, é uma iniciativa conjunta do Instituto UCB de Alergia e da Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica, que quando arrancou esta iniciativa, alertaram para o facto do nível de poluentes nas habitações ser duas a 100 vezes superior ao do ar exterior, o que pode afectar a saúde da população.

 


 

INSPECÇÃO A TODOS OS EDIFÍCIOS PÚBLICOS

Amianto

 

Em Março deste ano foram detectadas chapas de fibrocimento (que contém amianto, substância cancerígena) no Tribunal de Arganil, sendo este apenas um exemplo. O risco para a saúde de funcionários e utentes está ainda por determinar. Sucessivos governos adiaram nos últimos 5 anos a “inspecção a todos os edifícios públicos” do país que contém a substância cancerígena, bem como a determinação do respectivo risco para a saúde das pessoas, como obriga uma directiva comunitária de 2003.

 


SEMANA DO AMBIENTE

Estarreja

 

Decorre em Estarreja a VII Semana do Ambiente que teve início esta segunda-feira e que terminará no próximo domingo, dia 18 de Maio. A Semana do Ambiente pretende alertar as populações para adoptarem boas práticas para que tenham um ambiente menos poluente e, para isso, no decorrer de cada dia serão apresentados diversos projectos, exposições e palestras dedicadas ao tema em questão.

 

Esta terça-feira, dia 13 de Maio, decorre o concurso «Montras inEnergy», que tem o objectivo de dar a oportunidade a todos os estabelecimentos de comércio da cidade demonstrarem a criatividade através da política dos 5 Rs (redução, reutilização, reciclagem, reconversão e responsabilização).

 

No dia 15 de Maio, decorre a «Hora de Conto», uma iniciativa destinada aos jardins-de-infância.

 

Dia 17 será preenchido com a campanha de «Troca de Lâmpadas», que tem o objectivo de trocar as lâmpadas tradicionais pelas novas lâmpadas de baixo consumo.

 


AMBIENTE

Concentração de CO2 atinge recorde

 

Foi noticiado no dia 13 de Maio, através do diário britânico "The Guardian", que a concentração de Dióxido de Carbono (CO2) na terra atingiu o nível mais alto dos últimos 650 mil anos.

 

Segundo o observatório de Mauna Loa, no Havai, a concentração de Dióxido de Carbono na atmosfera atingiu já 387 partes por milhão e está 40% acima dos valores registados na Revolução Industrial.

 


Destaques

APIEF

Novos cursos

 

A formação profissional que a APIEF vem desenvolvendo de uma forma sistematizada, concertada e estratégica, tem permitido aos profissionais por si certificados, novos e reciclados conhecimentos e a respectiva validação de competências, que lhes dão a possibilidade de estar no mercado de uma forma actualizada e enriquecida.

 

A melhoria dos níveis de formação, no nosso Sector, visa o reforço de conhecimentos e aptidões individuais que vão permitir às empresas disporem de técnicos qualificados e que irão, certamente, no curto, médio e longo prazos, fazer a diferença pela sua maior competência.

 

É, neste sentido, que vamos agora alargar de uma forma visível o leque formativo, através de cursos na área da Electricidade, Electrónica, Comando de Potência, Automatismos Industriais e Distribuição Eléctrica de Baixa e Média Tensão. Assim, muito brevemente, apresentaremos um conjunto de acções de formação que irão dotar os nossos profissionais de mais e melhores ferramentas de trabalho permitindo optimizar a exploração dos equipamentos, com melhor qualidade e ao menor custo, pela maior rapidez na detecção e resolução de avarias, diminuindo o tempo de intervenção, aumentando a disponibilidade, fiabilidade e segurança.

 


Formação Profissional

 

 

Documentação necessária a apresentar na Inscrição:

 

• Bilhete de Identidade;

• Nº de Contribuinte;

• Curriculum Profissional;

• Declaração das empresas comprovativa dos anos de actividade e eventuais certificados/diplomas de habilitações

 

Lisboa: Isabel Fonseca

Tel:  21 322 42 60

Telm: 96 494 29 31

Fax: 21 347 45 76

formacao@apirac.pt
formacao@apief.pt

Porto: Dra. Patrícia Maia

Tel:  22 208 88 37

Telm: 96 494 29 32

Fax: 22 208 48 79

apirac.porto@apirac.pt

formacao.porto@apief.pt

Guimarães: Dra. Maria José

Tel:  253 554 288

Telm: 96 744 68 60

Fax: 253 554 135

apirac.guimaraes@apirac.pt

formacao.guimaraes@apief.pt


Tecnologia


Tubos de vácuo

 

A energia solar tem um leque muito amplo de utilizações e os tubos de vácuo são outra maneira de captar essa fonte inesgotável em que Portugal é particularmente rico.

 

A captação de energia térmica através de tubos de vidro em vácuo tem a finalidade principal de aquecer águas, quer para uso doméstico, quer para aquecimento central e aquecimento de piscinas.

 

O sistema consiste num tubo de vidro de parede dupla, dentro do qual se fez vácuo. A parede interna está coberta de nitrato de alumínio, material com excelente capacidade de absorção de calor. No interior existe um tubo de cobre, o denominado “heat-pipe”, ao qual são fixados receptores solares de alumínio selectivo.

 

O transporte do calor para a água é realizado pelo “heat-pipe”. Este contém no seu interior um gás facilmente evaporável que sofre um ciclo evaporação/condensação.

 

 

A condensação ocorre na parte superior do “heat-pipe”, que se encontra em contacto com a água, transmitindo-lhe assim o calor.

 

O vácuo reduz consideravelmente a perda de calor por condução no interior dos tubos. Possibilita a captação constante de energia mesmo com temperaturas negativas, bastando a existência de luz solar. O vento e a chuva têm um mínimo efeito na eficiência destes colectores.  

 

Os captores são de forma cilíndrica. A incidência do sol faz-se sempre perpendicularmente à superfície, o que reduz a reflexão e maximiza a quantidade total de radiação solar a que os colectores estão expostos durante o dia.

 

Não existe água no interior dos tubos. No caso de quebra de algum tubo, o colector continua o seu normal funcionamento e não existe o risco de danos devido à dilatação da água quando congela

 

O vidro utilizado (de borosilicato) de alta resistência capaz de suster o impacto de granizo ou outras agressões mecânicas.

 

Valerá a pena pensarmos nesta opção? Se quiser saber mais sobre este assunto clique aqui. Boa viagem!

 

Se quiser saber mais sobre o assunto, sugerimos-lhe um site, em português, de leitura fácil.

 

Para saber tudo, click aqui!


Tome nota / Agenda


Datas para pagamento de impostos durante este mês

Não Esquecer

 

10 Mai

IVA

Declaração periódica mensal referente ao mês de Março/07

15 Mai

IVA

Declaração periódica trimestral referente ao 1º trimestre de 2007

15 Mai

Segurança Social

Contribuições relativas ao mês de Abril/07

21 Mai

IRS/IRC

Retenções efectuadas em Abril/07

21 Mai

Imposto do Selo

Imposto Selo relativo ao mês de Abril/07

25 Mai

IRS

Data limite para entrega da declaração modelo 3, por transmissão electrónica de dados, com anexos, pelos sujeitos passivos com rendimentos das Categoria A (trabalho dependente), B (empresariais e profissionais), E (capitais), F (prediais), G (mais valias) e H (pensões). Se tiverem auferido rendimentos destas Categorias no estrangeiro, terão de preencher o Anexo J. Se tiverem Benefícios Fiscais, terão de preencher o Anexo H em conjunto com a declaração de rendimentos.

31 Mai

IRC

Pagamento final do IRC, devido pelas entidades sujeitas a este imposto, com periodicidade coincidente com o ano civil (Modelo 22)

31 Mai

IRC

Data limite para entrega, por transmissão electrónica de dados, à DGCI da declaração periódica de rendimentos modelo 22, pelas entidades sujeitas a IRC, cujo período de tributação seja coincidente com o ano civil

31 Mai

Obrigações Acessórias

Data limite de entrega da declaração modelo 17 - Dívida pública - Não Residentes - Operações de que tenha resultado reembolso antecipado de imposto.

Data limite de entrega da declaração modelo 18 - Vales de Refeição.

Fim da prorrogação do prazo de entrega da declaração Modelo 14 (Seguros de vida, de acidentes pessoais e de Sáude) para o ano de 2006.

Fim da prorrogação do prazo de entrega da declaração Modelo 32 (Planos de Poupança-Reforma, Fundos de Pensões e Equiparáveis) para o ano de 2006.


Legislação

Crédito bonificado à habitação

Port. n.º 310/2008, de 23.4 - Altera e republica a Port. n.º 1177/2000, de 15 de Dezembro, que regulamenta o acesso ao crédito bonificado à habitação.

 

Instrumentos de medição

DL n.º 76/2008, de 28.4 - Procede à décima quarta alteração ao DL n.º 264/98, de 19 de Agosto, transpondo para a ordem jurídica interna a Directiva n.º 2007/51/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 25 de Setembro, relativa à limitação da colocação no mercado de certos instrumentos de medição que contêm mercúrio.

Lei Geral Tributária

Lei n.º 19/2008 (1), de 21.4 - Aprova medidas de combate à corrupção e procede à primeira alteração à Lei n.º 5/2002, de 11 de Janeiro, à décima sétima alteração à lei geral tributária e à terceira alteração à Lei n.º 4/83, de 2 de Abril.

Seguros

DL n.º 72/2008, de 16.4 - Estabelece o regime jurídico do contrato de seguro.

Turismo

Port. n.º 327/2008, de 28.4  - Aprova o sistema de classificação de estabelecimentos hoteleiros, de aldeamentos turísticos e de apartamentos turísticos. 


Certames / Eventos

SESSÃO DE ESCLARECIMENTO - SISTEMA DE CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA

20 de Maio
Auditório da Câmara Municipal de Portalegre

 

A Sessão de Esclarecimento sobre o Sistema de Certificação Energética, decorrerá no dia 20 de Maio do corrente ano, no Auditório da Câmara Municipal de Portalegre, organizada pela AreanaTejo em colaboração com a ADENE.

 

O evento tem por objectivos sensibilizar o público em geral e, em particular, os diferentes actores directa ou indirectamente ligados ao Sector.

 

As inscrições são Gratuitas, através do e-mail: geral@areanatejo.pt

 


 

Contactos:

e-mail: geral@areanatejo.pt

Telf.:: +351 245 301 441

   

CONFERÊNCIA - EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EM EDIFÍCIOS

21 de Maio
Centro de Reuniões FIL - Parque das Nações, Lisboa

 

A Conferência irá ter lugar no Centro de Reuniões da FIL - Parque das Nações em Lisboa, no dia 21 de Maio. O certame decorre paralelamente à Feira Internacional de Construção e Obras Públicas - Tektónica 2008.

 

A Conferência decorrerá entre as 09:00 e 18:00, no Auditório 1 e o evento terá a colaboração das seguintes entidades: APIRAC, DGGE, APA, ADENE, INCI, INETI, LNEC, ANET, Ordem dos Engenheiros, Ordem dos Arquitectos e AECOPS.

 

Contactos:

site: www.tektónica.fil.pt

   

Seminário "Novas Energias para o Edifício"

02 de Junho

Ordem dos Engenheiros, Lisboa

 

A Revista o Instalador organiza no próximo dia 2 de Junho do corrente ano, o Seminário - Novas Energias para O Edifício, que decorrerá na Ordem dos Engenheiros - Auditório Eng.º Armando Lencastre.

 

Os principais temas a abordar neste evento são:

• Urbanismo Sustentável;

• Novas formas de energia;

• Qualidade do Ar Interior;

• Aproveitamentos Energéticos das Autarquias

 

Conheça os pormenores da organização que a Revista o Instalador vai levar a efeito, descarregando aqui o programa das actividades e ficha de inscrição.

   

Contactos:

  Telf.: 218 820 160
  Fax: 218 820 169
  e-mail: oinstalador@gmail.com
  Programa
  Ficha de Inscrição
   

Publicidade

Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado

 

Congresso Mediterrânico de Climatização

 

Revista Grau Celsius

 

Directório APIRAC

 

Publicidade


 

 

Parcerias

 

Direcção Geral de

Energia e Geologia

 

Agência Portuguesa

para o  Ambiente

 

Agência para a Energia

 

Instituto para a Qualidade na Formação

 

Programa REDE

 

Instituto Português da Qualidade

 

Universidade do Algarve

 

Associação Portuguesa dos Engenheiros de Frio Industrial e Ar Condicionado

 

Associação Portuguesa dos Industriais de Engenharia Energética

 

Instituto da Construção e do Imobiliário

 

Escola Náutica Infante Dom Henrique