Terminou a terceira edição do Salão Internacional de Energia, Refrigeração, Climatização e Ambiente, designado por SINERCLIMA’ 10. A feira decorreu entre os dias 25 e 28 de Fevereiro e foi o corolário de meses e meses de trabalho na preparação deste evento de grande significado para o nosso Sector.

Entramos agora no período de balanço. Para o efeito distribuímos entre os associados um questionário, a exemplo do que fizemos após o encerramento das edições anteriores. No entanto, segundo números disponibilizados pela EXPOSALÃO, alguns dados podem ser evidenciados: 30.000 visitantes e 120 expositores.

Como saberão, a preparação desta edição não foi fácil; a conjuntura existente, com um ano horribilis de 2009 que em nada ajudou à adesão de empresas na condição de expositores. Por outro lado, no arranque e decurso do certame, as ameaças da intempérie provocavam alguma incerteza sobre os visitantes que poderíamos vir a registar. Tudo foi felizmente ultrapassado, ou não fosse este o certame da energia térmica e ambiente. Com uma dose assinalável de energia renovável, o SINERCLIMA'10 resistiu a tudo.

Excelente o modo em como decorreu o ciclo de conferências, em que participaram mais de 300 profissionais, animado com a participação de 25 oradores provenientes de entidades tão distintas como: REPER, DGEG, APA, IAPMEI, ADENE, AREA, ORGALIME, ANREEE, AMB3E, ERP, ANP, GARVAL, INOVCAPITAL, EUROVENT, SAHC, SANDOMETAL, DANFOSS e ZIEHL-ABEGG.

Destaque ainda para a assinatura de protocolos em plena feira entre a ADENE e a APIRAC e entre a ANQ - Agência Nacional para a Qualificação, I.P. e a APIEF – Centro de Formação para a Indústria Térmica, Energia e Ambiente, que para além de reflectirem novos rumos da actividade sectorial e associativa conferiram à Feira um carácter solene, tornando-a um espaço privilegiado para o estabelecimento de parcerias que enobrecem o Sector. Do conjunto destas acções abrem-se novos projectos e uma agenda de trabalho com entidades oficiais.

O SINERCLIMA, mais do que dar a conhecer in loco e junto dos agentes de mercado a gama de soluções e alternativas que se colocam e marcam a tendência mundial, é um espelho da actividade e permite fazer sentir a dinâmica do nosso mercado, tanto pela intensidade de participação como pelo ponto de encontro entre pessoas e organizações, fazendo história e galeria para memória futura.

Uma nota final de profundo reconhecimento para as entidades que foram absolutamente decisivas com o seu contributo financeiro para a realização do Ciclo de Conferências. Entre elas a merecer maior destaque: ADENE – AGÊNCIA PARA A ENRGIA e ANREEE – ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE REGISTO DE EQUIPAMENTOS ELÉCTRICOS E ELECTRÓNICOS. Agradecemos ainda os apoios ERP PORTUGAL, AMB3E, FBCE, SANDOMETAL, ZIEHL-ABEGG, DANFOSS, MACOLIS, INOVAMAIS, REVISTA O INSTALADOR e PORTAL REFRIGE.COM.

Aos expositores, e em particular às empresas Associadas da APIRAC expositoras, cujo o esforço financeiro foi determinante, aos seus representantes, empresários, gestores e técnicos presentes na feira, e a todos aqueles que enquanto oradores e assistentes enriqueceram as diversas actividades programadas, enviamos um sincero obrigado; foram eles, sem esquecer, naturalmente, a nossa parceira EXPOSALÃO com os seus responsáveis e colaboradores, que fizeram a feira.

    Nuno Roque
Secretário-Geral | APIRAC
     
     
 


 

ADENE assinou protocolo com APIRAC,
para cursos de formação complementar a peritos qualificados

   


 

A ADENE, Agência para a Energia, assinou no arranque do SINERCLIMA’10, na Exposalão Batalha, um protocolo com a APIRAC, Associação Portuguesa da Indústria de Refrigeração e Ar Condicionado, com vista à implementação de cursos de formação complementar destinados a peritos qualificados RCCTE e RSECE, nas áreas de caracterização, funcionamento, manutenção e inspecções de sistemas de aquecimento, ventilação e ar condicionado (AVAC).



A assinatura decorreu no stand da ADENE, dedicado ao Sistema de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE).

Além dos cursos de formação, este protocolo tem por objectivo promover actividades de cooperação que reforcem interesses mútuos da ADENE e da APIRAC, nomeadamente no que respeita ao desenvolvimento de projectos conjuntos de cariz técnico e científico, em domínios em que existam valências adequadas. Estão também previstas a realização de acções de formação, edição bibliográfica, normalização, investigação e desenvolvimento, conferências, colóquios e seminários.

Ao abrigo deste protocolo, estão já agendadas um conjunto de acções como a elaboração de publicações técnicas, como é o caso do manual de procedimentos para manutenção de equipamentos AVAC e da criação de uma base de dados com informações técnicas sobre esses mesmos equipamentos comercializados em Portugal.

Para mais informações contactar:
http://www.adene.pt/ADENE.Portal

     
   
 

 

  ANREEE no SINERCLIMA'10
   

 

 

 

 

09 De Abril de 2010 - A Associação Nacional para o Registo de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos (ANREEE) esteve presente na 3ª edição do SINERCLIMA  - Salão internacional de energia, refrigeração e climatização, evento que teve lugar entre os dias 25 e 28 Fevereiro na EXPOSALÃO. A ANREEE esteve presente enquanto entidade patrocinadora deste evento, assim como com o seu stand onde deu a conhecer as atribuições desta associação enquanto responsável pelo registo de produtores de equipamentos eléctricos e electrónicos (EEE) e de pilhas e acumuladores (P&A). Este foi, aliás, o primeiro certame em que a ANREEE esteve presente desde a atribuição, por parte da Agência Portuguesa do Ambiente, da licença para os dois registos – de EEE e P&A.

“O SINERCLIMA tem vindo a afirmar-se como um certame de grande relevo no mercado do ar condicionado e climatização, sentindo-se de forma crescente, a cada ano, a maturidade e evolução neste sector, assim como as preocupações ambientais que são já omnipresentes em todas as empresas representadas”, salienta Rui Cabral, Director Executivo da ANREEE. “A ANREEE decidiu avançar com a presença e o patrocínio ao SINERCLIMA com o objectivo de se aproximar das empresas produtoras e do público em geral, uma vez que esta é a altura ideal para o esclarecimento das muitas dúvidas que ainda surgem por parte de quem, pela primeira vez, descobre as obrigações que todas as empresa que colocam EEE e P&A no mercado nacional passaram a ter em matéria de responsabilidade com os seus resíduos”, remata.

A ANREEE, uma associação sem fins lucrativos, constituída por associações do sector eléctrico e electrónico e por entidades gestoras de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos e de pilhas e acumuladores, tem como missão prestar serviços de registo aos produtores nacionais. Organizar e manter um registo nacional, realizar todas as actividades conexas ao cumprimento desta obrigação, nomeadamente o apoio ao produtor, classificação de equipamentos e pilhas e recolha periódica de informação de mercado, fazem parte das atribuições da ANREEE. Toda a informação sobre o registo de produtores de EEE e de P&A está disponível no site da ANREEE: www.anreee.pt

Para mais informações contactar:
http://www.anreee.pt/

     
   
 

 

  Amb3E patrocionou o SINERCLIMA'10
     
   

Temos verificado, nos últimos anos, uma preocupação crescente dos cidadãos sobre a temática dos resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos que se traduz, fundamentalmente, no aumento gradual dos valores de recolha dos resíduos, assim como nos contactos estabelecidos à nossa entidade gestora solicitando acções de sensibilização e participação em conferências e fóruns de discussão. Contudo, consideramos que muito ainda deverá ser feito, e nesse sentido temos vindo a alertar e informar os jovens através da campanha Escola Electrão, na esperança de que as gerações futuras considerem já parte do seu quotidiano uma série de comportamentos diários em prol do ambiente.

A decorrer a 2ª edição desta campanha, sensibilizamos pais, professores e comunidade escolar em geral, para a importância de encaminhar os seus resíduos eléctricos e electrónicos para o circuito de tratamento e valorização gerido pela Amb3E, não só porque garante que o resíduo seja tratado cumprindo-se as mais rigorosas normas ambientais, prevenindo-se o seu abandono e potenciais danos ambientais, como também, ao aumentar-se o número de toneladas recolhidas e encaminhadas para tratamento e valorização, e após a separação dos equipamentos em fracções, permite-se que os seus componentes possam ser integrados em novos equipamentos, reduzindo-se o recurso a novas matérias-primas.


Estamos convictos de que ao tomar consciência da importância das boas práticas ambientais, o cidadão possa sentir-se mais motivado a contribuir para a protecção do meio ambiente. Da nossa parte, consideramos fundamental facilitar a entrada e correcta deposição desses resíduos no sistema através da implementação de uma extensa rede de locais de recepção e em especial através da colocação de Pontos Electrão em locais de grande afluência. Temos vindo, gradualmente, a implementar a rede de locais de recepção de REEE. Para tal, temos estabelecido parcerias com SMAUTS – Sistemas Municipais e Autarquias, Entidades do Estado, grandes superfícies comerciais, e outras.

Dotar o país de inúmeros locais de recepção gratuita de REEE e mais recentemente também de pilhas e acumuladores, em virtude da atribuição da licença para a gestão de resíduos de pilhas e acumuladores portáteis e de resíduos de pilhas e acumuladores industriais incorporáveis em EEE, é uma meta que nos propomos atingir. Contamos com a sua participação!~

Para mais informações contactar:
http://www.amb3e.pt/

     
   
 

 

 

Utilização mais fácil, aplicação mais abrangente - as novas TE5 – TE55

     

 

 

 

A experiência e os resultados comprovados na indústria da Refrigeração, bem como, o escutar das necessidades dos nossos clientes e aproveitar os avanços técnicos dos modelos anteriores de válvulas de expansão termostática, permitiram à Danfoss lançar a nova gama de TE5 – TE55, que são mais fáceis de usar e cobrem uma gama de aplicações mais vasta.

Uma válvula que tem um desempenho melhorado e um valor excepcional, em comparação com a anterior gama da Danfoss e que está a um nível superior em relação aos produtos da concorrência.

Uma das melhores vantagens desta família de válvulas é que a nova gama (corpo, orifício e elemento  termostático) se adequam à gama actual. Isto significa que podem ser misturadas proporcionando uma mudança simples e sem problemas de stock.
Tenha em atenção: É necessário prestar especial atenção ao substituir o orifício de uma TE12 numa instalação actual.

Vantagens em comparação com a gama TE actual:

  • Melhor gama de capacidades com a nova gama de orifícios – sem vazios, sem sobreposições
  • Bolbo cilindrico fiável e de fácil montagem, com nova braçadeira de fixação
  • Stock mínimo, também no período de transição – as peças novas ligam com as antigas
  • Controlo de sobreaquecimento estável e preciso
  • Diafragma duplo mais forte – vida útil mais longa
  • Sem migração de carga
  • O novo design melhora a PMF de 22 para 28 bar incluindo a utilização com R404A e R507C.

Características

Vantagens

Diafragma duplo em aço inox

Longa vida útil  – custos de serviço reduzidos

Elemento em aço inox

Sem corrosão

Vedação dupla do bolbo

Bolbo 100% estanque – longa vida útil

Tubo capilar em aço inox

Sem risco de quebrar

Soldadura a laser

Longa vida útil

Nova braçadeira de fixação do bolbo

Montagem fácil e fiável

 
  

Para mais informações contactar:
http://www.danfoss.com/

     
   
 

 

  A FBCE patrocinou o Sinerclima 2010
   


 

A apreciação ao grande evento do ano, o SINERCLIMA não podia ser mais positiva, dada a inúmera afluência de visitantes que acorreram ao certame e pela quantidade e qualidade dos expositores presentes.

O evento mostrou que o objectivo da eficiência energética não é uma utopia nem somente a preocupação de alguns. No decorrer dos 4 dias do SINERCLIMA, demonstrou-se que os mercados nacionais e internacionais estão empenhados na criação e desenvolvimento de produtos e na constante busca de soluções que permitam a redução de consumos de energia.



A FBCE – Consultores de Engenharia, Lda., ao participar na qualidade de expositor e ao patrocinar este evento, ambicionou afirmar-se como uma empresa solidificada, com objectivos claros e, acima de tudo, com engenheiros especializados não só na vertente energética, apresentando para o efeito o Departamento Energia, mas também na vertente da acústica, apresentando o seu Departamento Som&Acústica.

A FBCE participou pela 1ª vez como expositor no SINERCLIMA. Salientamos o facto de que a nossa empresa e a ADENE terem sido as únicas entidades presentes, a promoverem e a divulgarem o processo de certificação energética e da qualidade do ar interior nos edifícios. A FBCE foi responsável, nestes 4 dias de Feira, pela demonstração e afirmação do papel fundamental das empresas de engenharia no alcance dos objectivos europeus no âmbito da utilização racional da energia.

Ao participar no evento, com um simpático espaço de exposição (STAND), consideramos que cumprimos com os nossos principais objectivos, nomeadamente na divulgação da empresa, na apresentação de produtos e soluções de acústica e na promoção da clarificação da importância do processo de certificação energética em Portugal.

Mais informações:

FBCE - Consultores de Engenharia, Lda.
Rua do Alecrim nº 53, R/C Esq.
1200-014 Lisboa
Tel.: 214 037 556
info@fbcengenharia.com

 

http://www.fbcengenharia.com/

     
   
 

 

  A ERP no SINERCLIMA 2010
     
   

Durante quatro dias a ERP Portugal recebeu inúmeros visitantes que conheceram o trabalho da entidade gestora e os diversos locais onde os REEE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos) devem ser colocados, com vista ao seu tratamento correcto.



Entre famílias, escolas e profissionais do sector, foi possível introduzir o Depositrão como forma correcta de encaminhamento de pequenos REEE, na medida em que estes contentores existem em diversos locais do país, nomeadamente escolas, lojas, municípios e empresas que, deste modo, se transformam em pontos de recolha de proximidade.

Para além do espaço de 18 m2, a ERP Portugal fez parte do painel de oradores do dia 26 de Fevereiro (11:00 às 13:00), demonstrando a sua visão sobre as alterações à Directiva Europeia sobre os REEE, pelas palavras Ricardo Neto, Director Geral.

Neste sentido, a ERP defende que é necessário que os Estados Membros assegurem que os REEE recolhidos pelos diferentes actores são geridos por organizações registadas e qualificadas e que essas quantidades são correctamente tratadas e contabilizadas, de acordo com os padrões da União Europeia (EU).



Em suma, é necessário um Mercado Europeu de Reciclagem de REEE habilitado e com os standards técnicos harmonizados, em que os Produtores têm acesso a todos os REEE e todos os actores (organizações sociais, mercado de 2ª mão e outros) que os manuseiam estejam no âmbito da Directiva, rumo ao cumprimento dos objectivos impostos.

Para mais informações contactar:
http://www.erp-portugal.pt/

     
   
 

 

  INOVAMAIS participou no SINERCLIMA 2010
     
 

Fundada em 1997, a INOVAMAIS (www.inovamais.pt) é uma consultora especializada na promoção e gestão de projectos de Inovação, de âmbito nacional e internacional. A sua missão passa por fornecer os conhecimentos, a capacidade de gestão, as parcerias e os apoios técnicos e financeiros necessários à concretização de projectos de Inovação.

Para o efeito disponibiliza serviços de consultoria em inovação, de outsourcing de inovação, de formação e organização estratégica empresarial, contribuindo desta forma para o progresso tecnológico, crescimento económico e desenvolvimento sustentável dos seus clientes e parceiros.

A nível internacional, os vários projectos europeus desenvolvidos pela INOVAMAIS promovem a troca de conhecimento entre as entidades científicas e o meio empresarial e contribuem para a internacionalização das empresas portuguesas. Um dos exemplos é o projecto SAHC (Solar Assisted Heating and Cooling – www.sahc.eu). A produção industrial agro-alimentar requer aquecimento e arrefecimento que são proporcionados através de dispositivos diferentes: caldeiras a energia térmica e refrigeradores eléctricos. Usando tecnologias de refrigeração geradas a calor, as centrais SAHC vão de encontro às necessidades energéticas, explorando uma percentagem relevante de recursos solares.

As principais barreiras para a aplicação de centrais de Aquecimento e Arrefecimento Solar não são tecnológicas mas simeconómicas: alto custo e avaliação difícil do retorno do investimento; e técnicas: falta de dados sistematizados, conhecimento na escolha e design.

O objectivo do projecto é remover estas barreiras, proporcionando aos participantes (decisores e gestores de produção em empresas agro-alimentares, designers de centrais solares, gestores de energia e Empresas de Serviços em Energia) ferramentas para avaliar a viabilidade técnica e financeira da aplicação, para fazerem a escolha óptima para configuração, dimensionamento e financiamento de projecto, também através de outros  financiamentos. O projecto foca-se em 5 países Europeus com um potencial solar significativo: Itália, Grécia, Espanha, Portugal e França.

Para mais informações contactar:
http://www.sahc.eu/

     
   
 

 

  Macolis no SINERCLIMA'10
     
   

A macolis marcou pela 3ª vez a sua presença na edição do SINERCLIMA. A empresa de Leiria apresentou neste evento as mais recentes soluções de climatização, numa posição de diferenciação que demarca, num mercado cada vez mais exigente.

Assente numa temática de energias renováveis e eficiência energética no stand da macolis estiveram expostos: Sistemas Solares térmicos e fotovoltaicos, equipamentos de micro cogeração, Geotermia, Bombas calor alta temperatura, Sistemas de contabilização de energia, Pavimento radiante, Caldeiras de condensação, Recuperadores de calor de alto rendimento, Radiadores decorativos, Ar condicionado direccionado para pavimento radiante, entre outras soluções.


Paralelamente à participação no certame, como forma de reconhecimento da dedicação dos seus clientes, e como encerramento da comemoração dos 25 anos, a empresa realizou uma apresentação de produtos macolis em parceria com a conceituada marca BAXIROCA, no dia 27 de Fevereiro com cerca de 200 profissionais da área.

Foi neste contexto que a macolis respondeu a este desafio, assente numa experiência consolidada no mercado, uma equipa técnica competente e uma ampla gama de soluções diferenciadas. Capacitada em apresentar a melhor solução para cada proposta, a sua actuação assente numa rede de parceria com instaladores profissionais garante uma resposta de qualidade, profissional e integrada.

Para mais informações contactar:
http://www.macolis.pt/

     
   
   


  SANDOMETAL na SINERCLIMA
 

 

A Sandometal participou como expositor na Sinerclima, que decorreu entre 25 e 28 de Fevereiro na Exposalão Batalha. Foi como sempre um ponto de encontro entre os nossos clientes e fornecedores, onde além da apresentação dos novos produtos, também se viveram momentos de convívio.



No nosso stand proporcionámos um teste de acústica, onde o visitante pôde sentir a capacidade atenuante dos atenuadores de som que fabricamos. O visitante também teve oportunidade para realizar um teste de fugas a duas redes de condutas, uma com o sistema SpiroSafe e a outra sem, constatando-se uma taxa de fugas 10 vezes superior na rede sem SpiroSafe confirmando que os nossos produtos cumprem as disposições do Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE).

Proporcionámos a possibilidade de se sentir a capacidade isolante térmica nos novos perfis de alumínio com rotura térmica, para os painéis das UTA com 25 mm de espessura. Este perfil, desenvolvido pelo nosso Departamento de Investigação e Desenvolvimento, garantirá a classe mais exigente de isolamento térmico da envolvente das UTA segundo a classificação da EN 1886:2007.



Havia também em exposição uma UTA protótipo com a possibilidade de controlo activo por internet e higiénica, onde o fundo é completamente lavável sem acumulação de água.

A outra UTA em exibição foi idealizada para instalação numa escola ao abrigo da remodelação promovida pelo Parque Escolar. Esta UTA tem a característica de funcionar como um autómato, programado de fábrica para responder, de acordo com o definido no caderno de encargos.

Além disto, também estava em exibição o novíssimo ventilador da Ziehl-Abegg, apresentado numa conferência pelo Engenheiro Jorge Duarte.

Para mais informações contactar:
http://www.sandometal.pt/

     
   
   
   

   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
   
 

Assinatura de Protocolos

No contexto actual, qualquer que seja a área de actividade em que as organizações operam é fundamental para o seu êxito, o desenvolvimento de parcerias estratégicas que permitam uma resposta eficaz à diversidade e complexidade de exigências.

A assinatura de dois protocolos com a tutela em plena feira entre a ADENE e a APIRAC e entre a ANQ - Agência Nacional para a Qualificação, I.P. e a APIEF, constituem um marco de grande relevo no programa da feira mas também em novas linhas de trabalho associativo para o futuro.

Protocolo entre a Agência Nacional para a Energia (ADENE) e a APIRAC

O Decreto-Lei nº. 79/2006, de 4 de Abril, veio aprovar o Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE), incumbindo ao Estado assegurar a melhoria do desempenho energético e da qualidade do ar interior dos edifícios através do Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE), previsto e regulado pelo Decreto-Lei nº. 78/2006, de 4 de Abril.

Cabendo neste contexto à ADENE assegurar o funcionamento regular do sistema, no que respeita à supervisão dos peritos qualificados e dos processos de certificação e de emissão dos respectivos certificados; entendem a ADENE e a APIRAC existir um extenso campo de cooperação a ser desenvolvido em diversos domínios. Para o efeito as duas entidades estabeleceram um protocolo que tem por objectivo promover actividades de cooperação que reforcem interesses mútuo, nomeadamente no que respeita ao desenvolvimento de projectos conjuntos de cariz técnico e científico em domínios em que existam valências adequadas, bem como na realização de acções de formação, edição bibliográfica, normalização, investigação e desenvolvimento, conferências, colóquios e seminários.

O protocolo foi assinado durante o SINERCLIMA’ 10 no dia 25 de Fevereiro, pelas 14H30.

Protocolo entre a Agência Nacional para a Qualificação I.P. (ANQ) e a APIEF

A Agência Nacional para a Qualificação I.P. (ANQ) e a APIEF, no âmbito da Iniciativa Novas Oportunidades, acordaram na dinamização conjunta dos dispositivos de educação e formação escolar e profissional, reforçando a capacidade de resposta neste âmbito, assegurando o envolvimento da rede nacional de Centros Novas Oportunidades no sentido de responder, numa lógica de serviço de proximidade, às necessidades de qualificação dos profissionais dos sectores representados pela APIEF.

A Rede de Centros Novas Oportunidades e o Catálogo Nacional de Qualificações são instrumentos centrais dessa estratégia, constituindo a sua estruturação e dinamização objectivos privilegiados de intervenção da ANQ. No quadro do Protocolo a APIEF contribuirá para a actualização de referenciais de formação subjacentes às qualificações profissionais previstas no Catálogo Nacional de Qualificações enquadradas com a actividade empresarial nos sectores a que a APIEF se dirige.

O protocolo foi assinado durante o SINERCLIMA’ 10 no dia 26 de Fevereiro, pelas 11H00.

     
   
    Entrevista ao Vencedor - Dinis Muacho
     




Foto Vencedora
 

Em que contexto tirou a fotografia premiada? Guarda alguma sensação do momento em que "disparou" para a vitória?

R: Em contexto de trabalho. Senti simplesmente que tinha obtido uma boa imagem em relação ao contraste de cor (preto e branco) e na direcção oposta das setas.

Quando concorreu que critérios considerou para escolher as fotografias submetidas?

R: Fotografias ligadas mesmo tema (AVAC&R), mas todas diferentes, ou seja, uma de AVAC outra de Refrigeração, tentei variar.

A fotografia premiada era para si a mais forte das 5 que apresentou?

R: Sim, de facto a foto é muito boa. Mas a nº 4 também estava lá perto.

O Dinis é um apaixonado por fotografia, ou a fotografia é apenas uma ferramenta de trabalho?

R: Sou mesmo um Apaixonado! [apesar de não ter muito jeito, rindo] e tendo em conta que o tema era bastante complexo.

Que equipamento costuma utilizar para recolha de imagens?

R: [esta é fácil, rindo] a máquina fotográfica (PANASONIC FZ-18), o tripé e alguns filtros.

Considera que esta é uma iniciativa para continuar? Que sugestões quer aqui deixar para iniciativas futuras?

R: Sim é obvio que é para continuar! Principalmente os prémios… [rindo] Afinal foi um sucesso, quer pela quantidade, quer pela qualidade das fotos. A minha sugestão é por exemplo um workshop, daqueles práticos, onde temos que “sujar” as mãos…

Novo desafio: recolha de imagens do fim-de-semana para divulgação.

R: Sim, vou levar a máquina, e o carregador…

     
   
    Descarregue aqui o Programa do Ciclo de Conferências do SINERCLIMA 2010.
     
   
    ... Se quiser deixar o seu comentário, deixe-o aqui!
     
     
 

Patrocinadores SINERCLIMA'10