Apirac Serviços Notícias Associado Newsletter Directório Fórum Destaques  
Arquivo 2007
Arquivo 2006
Arquivo 2005
 
 

ECONOMIA TOTALMENTE BASEADA EM RENOVÁVEIS É A ÚNICA ALTERNATIVA

 

 

Rainer Hinrichs-Rahlwes, presidente da Federação Europeia das Energias Renováveis (EFER, na sigla original) é da opinião que é preciso começar já a trabalhar para atingir as metas definidas para 2030, que são as que devem continuar a “pavimentar” o caminho em direcção a um abastecimento de energia completamente baseado em fontes renováveis. Uma transformação que considera imperativa para o benefício da economia, do ambiente e mitigação das alterações climáticas, e que será tão «mais rápida e mais barata quanto mais cedo forem tomadas as decisões políticas necessárias».

Perante o actual cenário de necessidade de garantia de fornecimento, uma vez que os combustíveis fósseis se estão a esgotar, «as renováveis são a única tecnologia suficientemente madura para descarbonizar o abastecimento de energia. Só as tecnologias modernas e “verdes” continuarão a providenciar estabilidade económica e um crescimento orientado para o futuro», afirma Hinrichs-Rahlwes, defendendo que «não existe outra alternativa senão uma economia totalmente baseada nas energias renováveis – e o mais cedo possível».

O presidente da Federação Europeia de Energias Renováveis, Rainer Hinrichs-Rahlwes, vai ser o primeiro palestrante da Conferência “Energias Renováveis, Energias do Futuro”, no dia 10 de Novembro, logo após a sessão de abertura que será presidida pelo Secretário de Estado da Energia, Carlos Zorrinho. Paralelamente, nos dias 10 e 11 de Novembro, decorre também a conferência “Smart Cities – Cidades Eficientes”.

Na 5ª edição da Expo Energia, organizada pelo jornal Água&Ambiente, vão estar presentes 61 oradores de renome nacional e internacional, ligados ao sector, e que têm desenvolvido o seu trabalho no âmbito da eficiência energética e da energia eficiente. É o caso de Armando Viçoso, director técnico das associações Mundial e Europeia de Gás, LP; Herbert Ritter, gestor do projecto do Municipal Department for EU-Strategy and Economic Development, Unit Energy and SEP-Coordination da cidade de Viena; Karl Rábago, vice-presidente da Distributed Energy Services Austin Energy; Stefan Braendle, da Alanod – Solar Applications; Luís Román Rodríguez Cano, da Universidade de Burgos; Edith Haslinger, coordenadora de investigação da Smart Cities Initiative e Henrik Bindslev, chairman da European Energy Research Alliance, entre outros.

Para além da EDP e da ADENE, outras empresas vão marcar presença na Expo Energia 2010: a ABB, que é o grande patrocinador do evento, a REN – Redes Energéticas Nacionais, a Logica, a Dalkia, a Tecnilab, a Donauer e a Nutroton Energias, entre outros expositores e quase 500 participantes. A 5ª edição da Expo Energia acontece entre os dias 9 e 11 de Novembro no Centro Cultural de Belém, em Lisboa.

Fonte: energiasrenovaveis.worldpress