Apirac Serviços Notícias Associado Newsletter Directório Fórum Destaques  
Arquivo 2009
Arquivo 2008
Arquivo 2007
Arquivo 2006
Arquivo 2005
 
 

RENOVÁVEIS ESTÃO A REDUZIR DEPENDÊNCIA ENERGÉTICA DE PORTUGAL

 

 

Em dez anos Portugal viu a sua dependência energética do exterior descer de 90% para 80% graças ao contributo das renováveis. Quem o garante é Aníbal Fernandes, presidente do consórcio Eólicas de Portugal. Este tema e também a dependência do petróleo e do nuclear, amanhã em debate, na cidade de Faro, em mais uma conferência organizada pelo Expresso.

A dependência energética de Portugal face ao exterior está a diminuir e, no espaço de dez anos, caiu de 90% para 80% devido à aposta feita nas renováveis.

Por outro lado, a aposta nas renováveis, que são subsidiadas pelos consumidores, também fez aumentar a fatura da eletricidade. Falta agora pesar os pós e os contras, para saber se, afinal, Portugal e os portugueses ficam verdadeiramente a ganhar com esta opção.

O tema das renováveis é apenas um dos que constam da conferência sobe energia que amanhã tem lugar em Faro, no âmbito das comemorações dos 40 anos do Expresso.

A dependência do nuclear e o pico do petróleo são outros temas em análise nesta conferência, que se realizará às 15h00, no Teatro Municipal de Faro. Para além de Francisco Pinto Balsemão, presidente do grupo Impresa (detentor do Expresso), estarão também presentes em Faro Maria João Bebiano, professora catedrática na Universidade do Algarve, Eduardo Oliveira Fernandes, professor catedrático da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, João Manso Neto, presidente da EDP Renováveis e António Costa Silva, presidente da Partex Oil and Gas Group.

Fonte: Expresso